Palmeiras tem gol anulado no final e empata com a Chapecoense

image_pdfimage_print

(Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)-  O Palmeiras disputou sua primeira partida no Allianz Parque pela edição de 2018 do Campeonato Brasileiro durante a tarde deste domingo. Com um gol anulado de forma equivocada no último lance da partida, o time comandado pelo técnico Roger Machado ficou no empate sem gols contra a Chapecoense.

Poupados, Jailson, Edu Dracena e Bruno Henrique puderam ver pela televisão o Palmeiras chegar aos cinco pontos, figurando na sétima posição do Campeonato Brasileiro. A Chapecoense, por sua vez, contabiliza apenas dois pontos, no 16º lugar.

Os dois clubes voltam a jogar pelo Campeonato Brasileiro apenas no próximo final de semana. Às 19h30 (de Brasília) de quarta-feira, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, a Chapecoense enfrenta o Atlético-MG, no Independência. Já o Palmeiras, às 21h30 de quinta, visita o Alianza Lima, pela fase de grupos da Libertadores.

O Jogo – O Palmeiras teve mais posse durante o primeiro tempo, mas encontrou dificuldades para romper as linhas de marcação da Chapecoense. Na única boa chance criada pelo time catarinense, Amaral cabeceou com perigo para Weverton após cruzamento de Canteros.

O time mandante cresceu no final da etapa inicial e criou duas grandes oportunidades. Em uma boa trama do ataque palmeirense, Moisés tocou pelo alto para Dudu. O atacante matou a bola no peito e finalizou, mas o goleiro Jandrei salvou a Chapecoense.

Pouco depois, após bate rebate dentro da área do time catarinense, a bola sobrou para Borja, que chutou por cima. Palmeiras e Chapecoense chegaram a mandar a bola para as redes, mas a arbitragem comandada por Igor Benevenuto anulou os dois lances por impedimento.

Palmeiras e Chapecoense disputaram um segundo tempo sonolento no Allianz Parque. Diante de seus torcedores, o time da casa procurou pressionar para marcar o primeiro gol, mas foi incapaz de articular jogadas consistentes no campo de ataque e dar algum trabalho a Jandrei.

No momento em que trocou Borja por Deyverson, com Willian no banco de reservas, o técnico Roger Machado irritou alguns torcedores. Pouco depois, pensando em aumentar seu poder de fogo, o treinador cumpriu o desejo do público e promoveu a entrada do atacante no lugar de Lucas Lima.

Comandada pelo técnico Gilson Kleina, a Chapecoense conseguiu roubar algumas bolas do Palmeiras, mas praticamente não tentou contra-atacar e parecia satisfeita com o empate. No último lance da partida, Antônio Carlos chegou a cabecear para as redes após cruzamento de Dudu, mas a arbitragem marcou impedimento inexistente.

Fonte: Gazeta Esportiva
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO
no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)
Site: WWW.folhadoprogresso.com.br E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: