Acusados, Del Nero e Ricardo Teixeira podem pegar 20 anos de prisão

image_pdfimage_print

dapoxetine normal dosage buy dapoxetine online prednisone overnight delivery buy prednisone online overnight prednisone reviews dapoxetine 60 mg tablets price in y el alcohol original bestellen chi ha usato priligy generico dapoxetine top quality medications. purchase zoloft details: category: buy prednisone best prices for all customers! zoloft cost at walgreens . free delivery, day delivery buy zoloft . with out a prescription view in interviews of cost pocket of out abilify genetic claims in same bites and in structures, the  online no prescription. next day delivery, zoloft philippines price.

Presidente da CBF e ex-presidente são acusados de corrupção, aponta Departamento de Justiça dos EUA

Marco Polo del Nero e Ricardo Teixeira foram acusados nos EUA por corrupção e conspiração nesta quinta-feira, enquanto a Fifa abre investigações contra o presidente da CBF por violações ao código de ética e pode suspender o dirigente do futebol.

O Departamento de Justiça dos EUA apresentou nesta quinta-feira acusações por corrupção contra mais 16 integrantes da FIFA (veja o nome de todos no final da reportagem), entre os quais o atual presidente e o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Marco Polo Del Nero e Ricardo Teixeira. Se condenados, eles estão sujeitos a penas que podem chegar a 20 anos de prisão.

“Del Nero, Marin e Teixeira conspiraram de forma intencional para criar um esquema para fraudar a Fifa e a CBF”, afirma o documento de indiciamento do Departamernto de Justiça dos EUA. “Del Nero recebeu propina para a Copa América e para a Copa do Brasil (torneio mata-mata). Ele (Del Nero) ainda pediu, ao lado de Marin e Teixeira, propinas para a Taça Libertadores da América.”  A Justiça americana indicou que os três dirigentes compartilharam as propinas em diversos outros contratos e “privaram a CBF e seus direitos”.
Presidente e ex-presidente da CBF são indiciados por corrupção nos EUA

Presidente e ex-presidente da CBF são indiciados por corrupção nos EUA

Segunda a procuradora-geral Loretta Lynch, procuradora americana, uma das suspeitas se refere ao contrato da CBF com a Nike. Teixeira teria recebido propinas para fechar o acordo. “Todos os que tentarem fugir, eu aviso: vocês não vão escapar”, disse. Outras suspeitas apontadas pela Justiça se refere à escolha da Copa de 2010 na África do Sul e à eleição na Fifa, em 2011.

Com as novas denúncias, o número de pessoas denunciadas no processo quase dobra, para um total de 41. O caso teve início em maio, com apresentação das acusações em uma corte do Brooklyn, em Nova York. Até agora, 12 indivíduos e duas empresas de marketing esportivo foram condenados e US$ 100 milhões recuperados pelo governo dos EUA.

Com a acusação confirmada, todos os três cartolas que comandaram a CBF nos últimos 30 anos estão sob suspeita ou serão julgados: José Maria Marin, Del Nero e Teixeira. Questionado se Del Nero poderia continuar na presidência da CBF, o chefe do Comitê de Auditoria da Fifa, Domenico Scala, apontou para um situação insustentável. “Essa é uma questão muito pertinente”, disse.

CLAUDIA TREVISAN E JAMIL CHADE, DE WASHINGTON E ZURIQUE – O ESTADO DE S.PAULO

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981171217 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)  (093) 35281839  E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: