Alter do Chão prepara a festa do Sairé para setembro

image_pdfimage_print

Evento é considerado a maior e mais antiga manifestação folclórica do oeste paraense

A comunidade de Alter do Chão e dirigentes da Associação Folclórica Boto Cor de Rosa e do Grupo Sociocultural Boto Tucuxi, responsáveis pelo tradicional Festival do Sairé, fizeram festa durante a cerimônia de entrega dos galpões que servirão de espaço para ensaios, construção de alegorias e fantasias, além de área para organização de eventos e oficinas artísticas das agremiações. O festival ocorre na terceira semana de setembro e a cerimônia serviu para que os botos fizessem uma prévia de suas apresentações para a comitiva do governo do Estado presente no evento, além da imprensa e comunidade. “Sem dúvida esse é um motivo a mais que temos para comemorar este ano.

“O festival vem crescendo cada vez mais e ter um espaço desse é a concretização de um desejo antigo de todos aqueles que fazem o Sairé”, disse Edilberto Ferreira, presidente do Grupo Sociocultural Boto Tucuxi, que busca o bicampeonato. “Vamos cuidar muito bem desse espaço, não só nos meses que antecedem o Sairé, mas sim o ano todo. Vamos promover oficinas e realizar eventos que vão gerar emprego e renda para nossa associação, com foco no turismo e na nossa tradição”, disse Nivaldo Coelho, o “Nico”, presidente do Boto Cor de Rosa.

A rivalidade sadia não impede o consenso sobre a importância do investimento: os galpões garantem efetivamente maior valorização da manifestação cultural que é o Sairé, uma das mais conhecidas e tradicionais do Estado. “Até então tínhamos de construir as alegorias e fantasias na rua, sem um espaço nosso, onde podemos guardar e trabalhar melhor”, afirma Nico. Para Cleuton Sardinha, da coordenação da Festa do Sairé, os galpões resgatam um compromisso do Governo do Estado. “Este é um dia histórico para nós, que vivemos efetivamente o Sairé e conhecemos a história do festival”, comentou.

A cerimônia de entrega dos galpões contou com presença dos dirigentes, comunidade, do prefeito de Santarém, Alexandre Von, vereadores e dos secretários especiais Adnan Demachki, de Gestão; Alex Fiúza de Mello, de Promoção Social, entre outras autoridades. Realizada na frente dos galpões, exatamente no centro, entre as duas agremiações, a breve cerimônia foi marcada por um tom festivo. Após os pronunciamentos, a comitiva e a população local puderam conhecer os galpões, onde foram feitas apresentações culturais e uma prévia do que será apresentado durante o Festival do Sairé de 2014.

O terreno onde os galpões foram construídos tem fácil localização. É próximo ao Sairódromo, onde ocorre a apresentação das agremiações. A área possui 5 mil m² no bairro Nova União, com 1.700 m² para cada boto. A estrutura possui cobertura metálica e dispõe de refeitório, cozinha, banheiros masculino e feminino e espaço para bar. A área é toda cercada com portões de ferro para garantir a segurança das alegorias. Este ano o Tucuxi, atual campeão, defenderá o tema “Sairé pra dançar!” e levará cerca de 800 brincantes para o Sairódromo em setembro.

Adversário e detentor da maioria dos títulos do festival do Sairé, o boto Cor de Rosa levará para o Sairódromo o tema “Puxirum da Amazônia”. O puxirum é um termo indígena que se refere à forma com que os trabalhadores se organizavam para resolver uma atividade na roça. Alter do Chão, que possui seis mil habitantes, recebe durante o festival do Sairé cerca de 100 mil visitantes. A festa, considerada a maior e mais antiga manifestação folclórica do oeste paraense, tem duração de cinco dias e este ano ocorre na terceira semana do mês de setembro.

Por: O Liberal

Publicado por Folha do Progresso fone para contato Cel. TIM: 93-81171217 / (093) 84046835 (Claro) e-mail para contato: folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: