AM: índios comemoram reeleição de Dilma Rousseff

image_pdfimage_print

O Terra acompanhou quatro índios da etnia Sateré Maué no domingo de votação no interior do Amazonas

the preparation is deduced at metformin purchase uk , and at a hemodialysis. use of order fluoxetine online no prescription , and of antibiotics at fluoxetine fog,

Indígenas comemoram reeleição de Dilma em aldeia do AMClique no link para iniciar o vídeo

Historicamente, os índios se pintam para a guerra ou para seus rituais, mas nesse domingo de eleição eles também se pintaram para votar. O preto, usado em tempo de guerra, deu lugar aos traços vermelhos do urucum, usado para momentos especiais, como a escolha do novo presidente do Brasil e do novo governador do Amazonas. O Terra acompanhou quatro índios da etnia Sateré Maué no domingo de votação no interior do Amazonas.

Quando chegamos a aldeia Sahu Apé, no distrito de Ariauzinho, no município de Iranduba, encontramos os índios se preparando para exercer a cidadania. Das 74 pessoas que moram no local, apenas 28 estão aptos a votar. E, para eles, o dia foi dividido entre a tradicional pelada e a urna.

dapoxetine does it work dapoxetine with viagra cheap dapoxetine

A unanimidade na tribo ficou mesmo com o anúncio da reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). “Esperamos que ela continue com as políticas para nosso povo”

Dentro da organização imposta pela tuxaua Bacu Sateré Maué, de 66 anos, os índios da tribo saem em grupos de 4 pessoas para votar. “Fazemos isso para não deixar a aldeia vazia”, explicou a tuxaua. Mas, para sair em direção ao local de votação primeiro eles se vestem a caráter e se pintam. “Essa pintura é para nos dar proteção e sabedoria na hora de votar”, disse dona Bacu.

Da aldeia até o local de votação são 12 quilômetros feitos em carro alugado. No desembarque na escola municipal São João de Ubim, cocar na cabeça e título eleitoral na mão. Vai ser a primeira vez que os Sateré votam pelo sistema biométrico. “É importante exercemos nossa cidadania. Espero que os novos governantes se preocupem mais com os povos indígenas”, disse Wawory Sateré Maué,  de 39 anos.

O dia dos Sateré na aldeia Sahu Apé terminou com um cântico de agradecimento e de votos de sabedoria

untitled1
Foto: Márcio Azevedo / Especial para Terra

Depois de cumprirem o compromisso eleitoral, a aldeia Sahu Apé se preparou para o outro momento mais importante do dia: a apuração. Ela foi acompanhada por meio de um pequeno radinho de pilha colocado em uma mesa. A cada parcial anunciada pelos locutores alguns índios comemoravam e outro se mostravam descrentes. “Ainda não dá pra acreditar que o Braga (Eduardo, PMDB) perdeu”, lamentou Sahu Sateré Maué, de 39 anos, filho da tuxaua da aldeia que se manteve neutra ao ouvir o resultado das urnas para o governo do amazonas. “Não importa que ganhou. Desde que eles olhem mais para nosso povo. Que Tupã possa dar sabedoria ao novo governador “, destacou a.tuxaua Bacu.

A unanimidade na tribo ficou mesmo com o anúncio da reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). “Esperamos que ela continue com as políticas para nosso povo. Nós acreditamos no Lula e agora nela pra continuar a frente do nosso país”, concluiu a matriarca da tribo.

O dia dos Sateré na aldeia Sahu Apé terminou com um cântico de agradecimento e de votos de sabedoria para os novos governantes do Amazonas e do País.
Márcio Azevedo/Terra

Publicado por Folha do Progresso fone para contato Cel. TIM: 93-81171217 / (093) 84046835 (Claro) Fixo: 9335281839 *e-mail para contato: here we can buy prozac online – it’s easy! tags: prozac , buy prozac prescription online, buy order online at usa pharmacy! buy cheap dapoxetine uk . cheapest rates, buy dapoxetine. cheap prozac online, where to buy prozac , buy prozac without folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: