Amazônia perdeu 42 bilhões de árvores nos últimos 40 anos

image_pdfimage_print

Pesquisador do Inpe fez as contas: desmatamento representa menos duas mil árvores por minuto e tem impacto direto na crise da água

O pesquisador do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), Antônio Nobre, foi o entrevistado no Tarde Nacional. Ele é o responsável pelo recém-lançado estudo “O Futuro Climático da Amazônia”, que apresenta números alarmantes.

Segundo a pesquisa, nos últimos 40 anos, a Amazônia perdeu 42 bilhões de árvores, o que significa menos duas mil árvores por minuto. Assim, fica impossível não relacionar os dados com a crise hídrica e a seca pelas quais passa o Brasil atualmente.

Nobre confirma que não é coincidência: uma árvore grande da Amazônia chega a evaporar mil litros de água em apenas um dia. Se calcularmos todas as árvores da bacia amazônica, a quantidade de vapor que vai pra atmosfera corresponde a 20 bilhões de toneladas de água por dia (mais que o Rio Amazonas coloca no Oceano Atlântico no mesmo período).

Segundo o pesquisador, “o desmatamento sem limites encontrou no clima um juiz que sabe contar árvores, não esquece e não perdoa”.

Fonte: EcoDebate.

Publicado por Folha do Progresso fone para contato Cel. TIM: 93-981171217 / (093) 984046835 (Claro) Fixo: 9335281839 *e-mail para contato: jan 1, 1970 – where can i order fluoxetine without prescription in canada; lowest price generic fluoxetine pills for sale over the counter; sales of  atarax 10mg, order atarax online, purchase atarax online, atarax price, hydroxyzine 25mg, order hydroxyzine, purchase hydroxyzine. and brand cialis online for full customer satisfaction. lily icos cialis online. order atarax folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: