Amintas José Pinheiro, de 62 anos, era casado há 38 anos com a deputada estadual Nilse Pinheiro (REP-PA).

image_pdfimage_print

A Polícia do Pará ainda busca pistas da autoria do assassinato do professor e empresário Amintas José Pinheiro, de 62 anos. Câmeras de segurança estão sendo utilizadas nas investigações.(Foto:Reprodução/G1)

Os policiais voltaram ao local do crime e ouviram testemunhas do crime.

O professor era casado há 38 anos com a deputada estadual Nilse Pinheiro (REP-PA). A vítima foi abordada por dois homens que estavam em um moto na av. Centenário, em Belém, no início da madrugada desta quinta (6).

Segundo a Polícia, ele foi atingido por ao menos seis disparos dentro do carro dele quando chegava na residência onde morava. O veículo ficou com diversas marcas de tiro.

O corpo da vítima foi liberado no final da manhã pelo Instituto Médico Legal (IML). O velório ocorreu em uma capela no bairro do Guamá.

Investigação

O caso está sendo investigado pela Comissão Permanente de Análise de Crimes, na sede da Divisão de Homicídios da Polícia Civil.

O delegado Bruno Fernandes disse que já há uma linha de investigação do crime. “Posso dizer que a Polícia já iniciou as investigações e já temos algo para poder traçar uma linha de investigação e determinar a autoria desse delito”.

As suspeitas é que o caso pode ter sido execução ou latrocínio, que é roubo seguido de morte, já que a vítima estava com uma certa quantia de dinheiro.

Nota de pesar

Em nota a Sociedade Civil Integrada Madre Celeste lamentou a morte do professor e decretou luto de três dias em todas as unidades do grupo.

“Agradecemos imensamente o tempo que pudemos conviver com o Professor Amintas Pinheiro, que será sempre lembrado como um exemplo de superação e como o expoente que foi na área da educação, dirigindo o Grupo de Ensino com sua forma peculiar de profissionalismo, honestidade, lealdade, inteligência, competência e firmeza para lidar com as adversidades e conflitos humanos”, disse a nota.
carro2O veículo da vítima foi atingido por vários disparos — Foto: Reprodução/TV Liberal

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

 

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: