Argentina consegue apoio na ONU para mudar regras

image_pdfimage_print

Segundo ‘Ámbito’, maioria dos votos já teria sido garantida pelo país. Reunião ocorre nesta terça-feira 29 oct 2013 … to the music of a barrel organ do the barn dance, and kicking up their heels as high as their heads in imitation of where to buy atarax some… atarax without prescription

online canadian pharmacy store! dapoxetine india online. online drugstore, dapoxetine online buy.
order baclofen online, buy lioresal, baclofen tablets, generic baclofen , order lioresal, buy lioresal online, lioresal online.

Buenos Aires – A Argentina já pode ter a maioria de votos para aprovar, na Organização das Nações Unidas (ONU), uma mudança nas regras de renegociação de dívidas soberanas que diminuiria o poder dos chamados “fundos abutres”. Segundo fontes ouvidas pelo jornal “Ámbito Financiero”, representantes do país, inclusive o chanceler Héctor Timerman, passaram o fim de semana articulando o apoio com chanceleres de outros países, o que teria garantido 133 dos 193 votos e a consequente aprovação do projeto, que será discutido nesta terça-feira na entidade, em Nova York.

buy cialis online – purchase cheap cialis, how to get cialis, description tadalafil, 36 hours working weekend pill

A proposta do marco jurídico foi apresentada pela Casa Rosada, em parceria com o G-77, grupo formado por 133 países. Entre os pontos principais, o texto prevê que, caso uma reestruturação de dívida seja aprovada por 66% dos credores, os outros 33% são obrigados a aceitar os termos. Isso impediria ações como a efetuada pelos “abutres”, que representam menos de 10% dos credores da Argentina, não aceitaram a reestruturação da moratória de 2002 e hoje cobram na Justiça o pagamento de US$ 1,5 bilhão.

A decisão de ir à ONU foi anunciada pelo governo argentino em meados de agosto, uma semana após o país ter recorrido à Corte de Haia para protestar contra a ação dos fundos litigantes. O tribunal internacional, no entanto, se negou a tomar qualquer medida, informando que só poderia agir se e quando o governo dos EUA aceitasse a jurisdição da corte.

prednisone back order prednisone generic name trade name order Deltasone

De acordo com o “Ámbito”, os países chegaram a certo consenso em relação à necessidade de regulamentar melhor a ação dos fundos de hedge sobre as economias soberanas, cujos papéis chegam a US$ 75 bilhões em todo o mundo. Em julho, um artigo do New York Times chegou a questionar a extensão do poder dessas companhias. No entanto, a ideia encontra resistência em parte dos países desenvolvidos, que querem que o Fundo Monetário Internacional (FMI) continue a conduzir as reestruturações de dívidas.

Fonte: ORMNews.

Publicado por Folha do Progresso fone para contato  Tel. 3528-1839 Cel. TIM: 93-81171217 e-mail para contato:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: