Assassino arranca cabeça de homem com facão e leva dentro de mochila em Marabá

image_pdfimage_print

Cabeça estava na beira da estrada (Foto:Evangelista Rocha)

Homem que cometeu o crime segue desaparecido e sem identificação

Um crime bárbaro chocou uma comunidade rural de Marabá, no sudeste paraense, em na noite da última quarta-feira (30). Moradores da vila Espírito Santo presenciaram um homem decepar a cabeça de Francisco Silva dos Santos, conhecido como “Chico”, 51 anos, e colocar dentro de uma mochila. Ele saiu com o macabro “troféu” de seu crime e caminhou por alguns quilômetros, deixando o corpo decapitado para trás, em um caso que deixou família e demais trabalhadores de uma propriedade rural horrorizados.

Segundo o relato de testemunhas, que falaram com a Superintendência Regional da Polícia Civil no Sudeste do Pará, Francisco estava em uma chácara junto com uma mulher e mais um amigo, bebendo após uma pescaria, quando um outro homem chegou. Armado com um facão, o homem foi direto para cima de Chico, dizendo para as outras pessoas que estavam na propriedade irem embora dali, que o assunto era apenas com ele.

Primeiro ele esfaqueou Chico nas costas, e em seguida, arrancou a cabeça do homem com o facão. De acordo com a Polícia Civil, há a suspeita de que o algoz tenha agido dessa forma por ciúmes da mulher, que estava bebendo na companhia dos dois homens. Ainda segundo a Polícia Civil, o suspeito ainda tentou contra a vida da mulher, mas ela conseguiu fugir e caminhou pela vila, mas depois de ser abordada por moradores da comunidade, também fugiu do local.

Quando as viaturas do CPR da Polícia Militar chegaram ao local, encontraram primeiro a cabeça a vítima na estrada rural. O homem passou por dentro da vila até abandonar a cabeça de Francisco a cerca de dois quilômetros da casa onde cometeu o homicídio.

Moradores da região disseram que o assassino era conhecido, mas ele apareceu por ali há pouco tempo, e morava em um sítio abandonado em condições precárias. Ninguém sabe o nome, idade ou mesmo apelido do suspeito, que segue desaparecido. O caso é investigado pela Polícia Civil, que segue na busca do assassino misterioso.

Por:O Liberal

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: