ATENÇÃO -Garimpeiros organizam bloqueio da BR 163 em Novo Progresso com o lema “garimpeiro não é bandido”

image_pdfimage_print

A ação será um protesto contra operação que destruiu diversas máquinas em garimpos da região causando prejuízos avaliados em mais de doze milhões de reais.

Está marcado para a próxima sexta-feira (11) uma grande manifestação de garimpeiros e empresários, na cidade de Novo Progresso, contra operação, da polícia federal e órgãos ambientais, que destruiu máquinas e outros bens privados de centenas de garimpeiros na última semana em garimpos de região indígena de Itaituba e Jacareacanga.

Os grandes prejuízos resultantes da operação são avaliados, por baixo, em cerca de doze milhões de reais causando uma enorme avalanche que deixou dezenas de garimpeiros desamparados e sem trabalho. foram de 9 a 14 escavadeiras queimadas, segundo um dos lideres do movimento. Jericos, dragas e motores também foram destruídos.

Leia Também:PF e Ibama destrói maquinários utilizados em garimpo ilegal na região

Segundo informações de Valmir Junior, um dos líderes do movimento, centenas de garimpeiros são esperados nos primeiros dias de bloqueio, também está confirmada a presença de cerca de quinhentos índios que estão a favor dos garimpeiros.

Valmir falou  que o movimento foi criado devido aos enormes prejuízos provocados pela operação. O garimpeiro acha que deveria ter um acordo, ou prazo, e não uma destruição, pelo valor das máquinas. “Eles chegaram na ignorância, colocando fogo em tudo. Nós deveríamos ter o nosso direito de defesa.” disse o garimpeiro

“Não pretendemos bagunçar, queremos a legalização, e que o governo pague o prejuízo. Vamos fechar a BR e esperar o governo se manifestar, não vamos arredar o pé enquanto não houver resposta.” completou

O movimento é intitulado “Vamos a luta garimpeiro”, nome dado aos grupos de whatsapp com centenas de membros. Grandes empresários, advogados, vereadores e até um senador participam do grupo e manifestam apoio ao movimento. Um dos advogados que defende a causa é Fernando brandão, de são paulo.

Caravanas estão sendo organizadas para, a partir de quinta-feira, começarem a se dirigir ao ponto de encontro. O movimento pretende contar também com o apoio dos madeireiros de Novo Progresso que já tiveram prejuízos em operações de órgãos ambientais recentemente.

Um dos empresários de Itaituba que dá total apoio ao movimento é Roberto Katsuda, proprietário da empresa World Tractor, distribuidor de máquinas da marca hyundai. Em áudio ele fala da importância do garimpeiro para a economia da região e se coloca à disposição do movimento.

SOBRE A OPERAÇÃO REALIZADA NOS GARIMPOS

A operação “Pajé Brabo” de combate ao funcionamento de garimpos ilegais em terras indígenas, foi deflagrada pela Polícia Federal de Santarém na última quinta-feira (3).

A operação se deu em cumprimento a uma determinação judicial gerada a partir de um pedido de lideranças indígenas da região que estariam sofrendo com a degradação ambiental causada pela prática ilegal da exploração de minérios.

A operação contou com quatro helicópteros, 23 policiais federais sendo 18 do COT (Comando de Operações Táticas) além de diversos agentes de fiscalização do Ibama, ICMBio e Forças Armadas.

Fonte: Portal Giro divulgado no Facebook Moraes Almeida
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: