Aumenta credibilidade dos serviços online no Brasil em 2020

image_pdfimage_print

21(Imagem: lottoland.com) – Os acontecimentos do ano de 2020 aceleraram as interferências das tecnologias de informação e comunicação (TIC) em nossas vidas de forma drástica. Com a necessidade de evitar o contato físico por alguns meses, como medida preventiva contra o coronavírus, o mundo precisou recorrer da internet para manter necessidades básicas pessoais, profissionais e sociais. De acordo com a Akamai, plataforma de armazenamento em nuvem responsável por 30% do tráfego online mundial, em abril desse ano houve um aumento de 112% no uso de rede no Brasil em relação ao mesmo período do ano passado.

Através dessa necessidade, os usuários resistentes às tecnologias, precisaram rever seus conceitos e aderir aos serviços online para permanecerem atuantes. O melhor de tudo isso foi que muitos esteriótipos sobre a internet, como a ideia de ser “terra de ninguém”, foram desconstruídos ao longo do primeiro semestre. Usuários puderam comprovar que há sim serviços online seguros e de qualidade.

Segurança na internet é primordial para fidelizar clientes

Como foi dito anteriormente, se sentir seguro utilizando serviços online sempre foi uma questão importante. Porém, como em todos os âmbitos das nossas vidas, há sempre pessoas dispostas a se aproveitar da boa intenção dos outros, trabalhando de forma errônea e até criminosa. 

Os esforços para mitigar as possibilidades de insegurança são muitos. Grandes empresas, que oferecem serviços online, buscam sempre esclarecer e orientar seus consumidores para esta questão. Recentemente, a Lottoland – grande loteria online, publicou um artigo pertinente abordando dicas de segurança em loterias online. O guia trata de pontos cruciais para quem faz uso do serviço ou tem interesse em se tornar um jogador. Como este setor teve um aumento considerável no ano de 2020, quanto mais informação segura houver na internet, maior a credibilidade da empresa. 

Além disso, as legislações a favor dos usuários da rede (governo, empresa e consumidores) estão ganhando força. Em matéria no site da Central Brasileira do Setor de Serviços (CEBRASSE), o advogado Marcelo Miglio fala sobre a importância da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD): “Vale salientar que a LGPD, é um manual de boas práticas de preservação e proteção de dados sensíveis, ao qual os países desenvolvidos ou em desenvolvimentos estão se adequando em preparo ao mercado moderno e digital – e independente das sanções trazidas pela LGPD, os códigos civil e de defesas ao consumidor junto com o Marco Civil da Internet já regulam e penalizam as empresas que cometem delitos relativos a proteção de Dados”.

Outro fator importante que também favorece é o engajamento de aplicativos, como o WhatsApp, na proteção dos dados dos seus usuários. Com a repercussão das consequências geradas em todo o mundo pelas notícias falsas, conhecidas FakeNews, a empresa anunciou nova opção no aplicativo que ajudará a detectar a veracidade da notícia.  

Serviços online que cresceram em 2020

Percebe-se, então, a existência de empresas sérias e preocupadas em manter seus usuários em segurança. Isso acarreta em confiança e credibilidade, fazendo com que pessoas passem a consumir ainda mais serviços e produtos online sem receio. 

Não é a toa que no primeiro semestre de 2020 foi registrado um aumento significativo em seguimentos online. Para melhor esclarecer, iremos listar alguns dos serviços que conquistaram ainda mais credibilidade na rede. 

  • Casa de Apostas Esportivas

Com a paralisação dos eventos desportivos, as casas de apostas viram seus números deslancharem com os jogos virtuais. A opção de jogos como Poker e atrações em seus diversificados cassinos, as apostas esportivas continuaram conquistando fãs por todo o país. Com o retorno dos campeonatos de futebol pelo mundo, as expectativas são melhores do que nunca. 

  • Serviços de e-commerce

Muitas foram as lojas que viram suas vendas afetadas devido a pandemia pelo covid-19. A ausência da presença dos clientes fez com que muitos negócios precisassem “redefinir” seu formato de venda. Por isso, o crescimento do número de e-commerce no Brasil foi maior do que o esperado. As possibilidades encontradas na internet, através do formato de loja virtual, salvou o semestre de muitos empreendedores.

Segundo o site ecommercebrasil.com.br, 86% dos consumidores querem priorizar compras online na Black Friday e Natal. “A pandemia transformou não só a vida das pessoas como a atuação do mercado, que teve que achar novas maneiras para se adequar a um cenário onde o e-commerce virou a bola da vez. No Brasil, temos presenciado uma aceleração muito rápida. Muitas marcas viram-se obrigadas a priorizar suas estratégias de vendas online. Vimos muitos brasileiros optando pelo comércio eletrônico pela primeira vez”, afirma Luiz Tanisho – country manager Brasil e VP da operação global da Rakuten Advertising.

  • Influenciadores digitais

Essa profissão que por muitos anos não tinha ao certo uma definição, não só ganhou um nome, como também arrematou o mercado de marketing e publicidade. Os números de seguidores e engajamento mostra o quanto um influenciador ou influenciadora digital tem poder de conversão, ou seja, de transformar um conteúdo digital em vendas para uma empresa.

O consumo de conteúdo digital através de aplicativos de mídias sociais como Instagram, Facebook e o mais recente TikTok, é gigante e muitas marcas resolveram adotar esses artifícios como meio de divulgação. E cada vez mais os aplicativos de redes sociais se atualizam para manter esse mercado em ascensão.  

Por:Cene Produtora

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: