Tite estreia time ideal com gol de Neymar e vitória sobre Áustria

O técnico Tite escalou o time que considera ideal desde o início pela primeira vez na manhã deste domingo. No Estádio Ernst Happel, com um gol marcado por Neymar, a Seleção Brasileira ganhou da Áustria por 3 a 0 no último amistoso antes da Copa do Mundo.

Artilheiro da gestão Tite na Seleção, Gabriel Jesus marcou seu 10º gol em Viena e, no segundo tempo, Neymar e Philippe Coutinho aumentaram. Considerada pela comissão técnica parecida com a Costa Rica, rival na Copa do Mundo da Rússia, a Áustria não aliviou e marcou duro o time visitante.

Nesta segunda-feira, a Seleção Brasileira já faz seu primeiro treinamento em Sochi, base durante a Copa do Mundo da Rússia. Às 15 horas (de Brasília) do próximo domingo, pela primeira rodada do Grupo E, o time dirigido por Tite encara a Suíça, em Rostov.

O Jogo – O Brasil manteve maior posse de bola desde o começo do amistoso e, com paciência, procurou a melhor alternativa para tentar furar a defesa austríaca. O time local não aliviou para a Seleção no último ensaio antes da Copa do Mundo e marcou duro, principalmente o atacante Neymar.

A Áustria chegou a assustar no momento Lainer recebeu de Schopf pela direita e cruzou para Arnautovic chutar por cima do gol. O Brasil respondeu com Philippe Coutinho, que limpou a marcação pelo meio e chutou para defesa na ponta dos dedos do goleiro Lindner.

A Seleção Brasileira inaugurou o marcador aos 34 minutos do primeiro tempo. Após escanteio pela direita, Marcelo pegou a sobra de fora da área e chutou. A bola desviou na defesa e sobrou na esquerda para Gabriel Jesus, em posição duvidosa, finalizar com categoria diante de Lindner.

O time visitante marcou o segundo gol aos 17 minutos da etapa complementar. Willian recebeu pela direita e, com visão de jogo, acionou Neymar do lado oposto. O camisa 10 dominou com tranquilidade, deixou o marcador no chão e fuzilou o goleiro adversário.

Em desvantagem, a Áustria esmoreceu e sofreu o terceiro gol aos 23 minutos da etapa complementar. Em jogada pela esquerda, Roberto Firmino, que substituiu Gabriel Jesus, tabelou com Philippe Coutinho. O meia sobrou livre na cara de Linder e definiu com competência.

Tite aproveitou a etapa complementar para realizar alterações e dar ritmo a alguns reservas, entre eles Douglas Costa, que substituiu Neymar. A Seleção Brasileira teve chances para marcar o quarto gol, uma delas com Firmino, mas o placar seguiu inalterado.
Fonte: Gazeta Esportiva (Foto: Joe Klamar/AFP)

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO
no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)
Site: WWW.folhadoprogresso.com.br E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br




Co-piloto de avião interceptado pela FAB em MT com 250 kg de cocaína é membro do exército boliviano

(Foto: PF/Divulgação)- Aldo Sanchez Sandoval tentou fugir, mas foi preso e levado para a a sede da Polícia Federal. Ele contou que receberia 5 mil dólares para ajudar a transportar a droga.
co-piloto da aeronave interceptada pela Força Aérea Brasileira (FAB) na região da Serra Tapirapuã, próximo a Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, é membro do exército boliviano, segundo o Grupo de Grupo Especial de Fronteira (Gefron-MT).

Aldo Sanchez Sandoval, que não teve a idade divulgada, tentou fugir, mas foi preso e levado para a a sede da Polícia Federal, em Cáceres, a 220 km de Cuiabá.

O G1 não conseguiu localizar a do citado.

À polícia, Aldo alegou que receberia 5 mil dólares para ajudar a entregar a carga, que tinha como destino o município de Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá.

Além dele, o piloto da avião, identificado como Harysohn Pedrosa Pina, de 46 anos, foi detido.

Os dois fizeram um pouso forçado em uma área rural de Salto do Céu, a 383 km de Cuiabá, depois de desobedeceram ordem de aterrissagem da FAB.

Ao perceber o tráfego do monomotor de prefixo PT-IDV, através do sistema de segurança aérea, a FAB deu voz de comando para que o piloto aterrizasse em Tangará da Serra, mas ele desobedeceu a ordem.

Duas aeronaves de defesa aérea e um avião radar foram utilizados para interceptar os criminosos.

Aeronave interceptada pela FAB e Polícia Federal (Foto: PF/Divulgação)
Aeronave interceptada pela FAB e Polícia Federal (Foto: PF/Divulgação)

Leia mais:  FAB intercepta em Mato Grosso avião que transportava da Bolívia 300 kg de pasta base de cocaína
Por G1 MT
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO
no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)
Site: WWW.folhadoprogresso.com.br E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br




Armas de fogo são causa de morte em 71% dos homicídios no Brasil

Entre o início dos anos 1980 e 2016, o percentual de homicídios no país cometidos com armas de fogo subiu de 40% para 71% do total. Esse é mais um recorte do Atlas da Violência 2018 divulgado ontem (5) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

Os pesquisadores apontam que ocorreu uma “verdadeira corrida armamentista” no país a partir dos anos 1980, motivada pela estagnação econômica que levou o Estado a não conseguir suprir a segurança para a população que se consolidava como maioria urbana, em uma tentativa de autodefesa dos cidadãos. O processo só foi interrompido em 2003, com o Estatuto do Desarmamento.

Segundo o pesquisador do FBSP David Marques, um estudo do Ipea aponta que, sem o estatuto, o Brasil poderia ter ainda mais homicídios do que os 62.517 ocorridos em 2016, o que equivale a uma taxa de 30,3 mortes para cada 100 mil habitantes, a mais alta de história do país e alcançada pela primeira vez no ano analisado pelo estudo.

“Tem uma estimativa de que o Estatuto do Desarmamento, apesar de nunca ter sido implementado na sua completude, ainda assim conseguiu ser responsável por uma espécie de freio, de contenção do crescimento dos homicídios”, afirmou. Segundo com o pesquisador, sem essa legislação, as taxas de homicídios seriam 12% superiores às atuais.

De acordo com Marques, o resultado mostra a importância de se aperfeiçoar as ações de desarmamento “e ter um salto de qualidade nessa política de retirada de armas de fogo de circulação, para que a gente possa começar a pensar numa mudança de cenário com relação à violência letal”.

Armas e homicídios em geral

Segundo a pesquisa, entre 1980 e 2016, 910 mil pessoas foram mortas por perfuração de armas de fogo no país, enquanto que as mortes por outros meios se manteve com números estáveis desde o início dos anos 1990. O levantamento aponta, ainda, que os estados onde houve maior crescimento da violência letal são os mesmos onde cresceu a vitimização por arma de fogo, sobretudo no Norte e no Nordeste do país.
De 2006 para 2016, a taxa de homicídio por arma de fogo cresceu 15,4% no país, número próximo aos 14% de crescimento na taxa de homicídio em geral. A violência armada aumentou nos estados em que os homicídios também avançaram, como no Rio Grande do Norte (349,1%), Acre (280,0%), Tocantins (219,1%) e Maranhão (201,7%).

O estado com a maior proporção de homicídios por arma de fogo é Sergipe, com 85,9% dos assassinatos provocados por perfuração à bala, seguido de Alagoas, com 84,9%, e Rio Grande do Norte, com 84,6%. As menores proporções estão em Roraima, com 35,3%; Mato Grosso do Sul, com 48,6%; e no Tocantins, 54,1%.

“Isso sinaliza de forma muito clara a importância de se ter uma política consistente de retirada de armas de fogo, especialmente as ilegais, mas também de controle das armas de fogo legais, para que a gente possa ter menos crimes. Porque diversas pesquisas têm demonstrado que menos armas é menos crimes, diz Marques.

(Agência Brasil)
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO
no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.
“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)
Site: WWW.folhadoprogresso.com.br E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br




Dez quilos de maconha são apreendidos com casal em ônibus

Dez quilos de maconha em formato de tabletes no momento em que a droga era transportada por um casal em um ônibus intermunicipal foram apreendidos na sexta-feira (08), em Igarapé Miri, nordeste paraense. O veículo foi interceptado na estrada por policiais civis e, durante a revista, a droga foi encontrada em poder de Alex de Assis da Costa Gomes e Vanessa Luzia Barbosa Barreto que foram presos em flagrante.

De acordo com a delegada Renata Gurgel, titular da Superintendência da Polícia Civil na Região do Baixo-Tocantins, as prisões foram realizadas por policiais civis de plantão na Delegacia do município. Uma denúncia anônima levou a equipe policial até um posto de combustíveis na rodovia estadual, que faz a ligação entre os municípios da região. Nesse local, os policiais fizeram a abordagem do casal.

Em meio às bagagens dos acusados, as drogas foram encontradas e apreendidas. Os dois foram levados para a Delegacia do município, onde foram autuados por tráfico de drogas.

Em depoimento, o casal confessou o crime e alegou que iria deixar o entorpecente na cidade de Cametá, onde seria comercializado.
Fonte: DOL/ Com informações da Polícia Civil

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO
no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.
“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)
Site: WWW.folhadoprogresso.com.br E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br




Menino de 6 anos é estuprado por funcionários de escola

Um caso está aterrorizando moradores do município de Itapajé, a 125 Km de Fortaleza. Na última semana, dois homens foram presos acusados de estuprar um menino de 6 anos, dentro da própria escola. A criança teria sido vítima do abuso por pelo menos quatro vezes e os suspeitos eram funcionários da instituição.

Segundo informações do portal Diário do Nordeste, a mãe do garoto disse que o filho chegou em casa se queixando de dores. Ela pensou que poderia ter sido uma queda. Quando a mãe viu os machucados, deduziu que poderia ser assadura, mas o garoto começou a chorar após ser questionado se aconteceu alguma coisa.

O garoto disse que o “titio fez coisa errada comigo. E depois veio o outro e fez mais forte ainda”.

A mãe disse que o caso está destruindo a família dela. O menino nunca mais foi o mesmo. Agora, seu temperamento é alterado e ele chora, bate e arranha as pessoas.
Os acusados são funcionários da escola Patronato São José, onde a vítima estudava. Segundo fontes, eles são um vigia e um auxiliar de serviços gerais.
(Com informações de Diário do Nordeste)
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO
no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)
Site: WWW.folhadoprogresso.com.br E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br




São Paulo vence Corinthians no sub-20 com golaço

Exatamente uma semana após ter sido campeão da Copa do Brasil sobre o Corinthians, o time sub-20 do São Paulo reencontrou o rival neste sábado, desta vez pelo Campeonato Paulista da categoria. Em jogo disputado em Cotia, o Tricolor venceu de virada por 2 a 1, com um golaço que dificilmente vai sair da memória de Rafael, que encobriu o goleiro alvinegro com um chute feito do campo de defesa.

O Corinthians abriu o placar aos 40 minutos do primeiro tempo com Fessin, que completou contra-ataque rápido. O Tricolor buscou o empate no início da etapa complementar, quando Geovane bateu cruzado.

Mas o melhor estava por vir. Aos 34 minutos, Rafael viu o goleiro corintiano adiantado e chutou por cobertura da intermediária do campo de defesa do São Paulo. A bola fez a curva e só parou no fundo da rede.
Este foi o quarto confronto entre as equipes sub-20 de São Paulo e Corinthians. No primeiro, pelo Paulista, em Osasco, empate sem gols. Nas finais da Copa do Brasil, o Tricolor foi derrotado por 2 a 1 em Itaquera, mas se reabilitou com goleada por 4 a 0 no Morumbi, diante de 25 mil torcedores, tornando-se tricampeão da competição nacional.

Com o novo triunfo, o São Paulo assumiu a liderança isolada do Grupo 4 do Paulista, com 28 pontos ganhos. O time dirigido por Orlando Ribeiro volta a campo no próximo dia 15, às 15 horas (de Brasília), para encarar o Guarani, no Brinco de Ouro da Princesa.
Fonte: Gazeta Esportiva

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO
no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)
Site: WWW.folhadoprogresso.com.br E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br




FAB intercepta em Mato Grosso avião que transportava da Bolívia 300 kg de pasta base de cocaína

A Força Aérea Brasileira (FAB) interceptou, esta manhã, um avião carregado com cerca de 300 kg de pasta base de cocaína. O monomotor PT- IDV proveniente da Bolívia foi interceptado por um A-29 Super Tucano. O piloto não respondeu às interrogações, uma das etapas das Medidas de Policiamento do Espaço Aéreo, e foi classificado como suspeito. O próximo passo dos órgãos de defesa aérea foi a mudança de rota e pouso obrigatório em Tangará da Serra (390 quilômetros de Cuiabá). Porém, antes de chegar ao aeródromo o monomotor efetuou um pouso forçado em uma área rural nas proximidades do município de Tapirapuã. Ainda não foi confirmado se alguém foi preso.

A interceptação faz parte da Operação Ostium para coibir ilícitos transfronteiriços, na qual atuam em conjunto a Força Aérea Brasileira e a Polícia Federal. Duas aeronaves de defesa aérea A-29 Super Tucano da FAB e um avião radar E-99 foram empregados para monitorar e efetuar a interceptação do monomotor.

De acordo com o Comandante de Operações Aeroespaciais (COMAE), Tenente-Brigadeiro Carlos Vuyk de Aquino, a interceptação demonstra, mais uma vez, que a FAB apresenta pronta-resposta à sociedade brasileira, empregando seus meios para realizar sua atividade-fim. “A Força Aérea Brasileira cumpre com sua missão constitucional de controlar o espaço aéreo brasileiro”, afirma o oficial-general.
Fonte: Redação Só Notícias (foto: assessoria)
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO
no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)
Site: WWW.folhadoprogresso.com.br E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br




Figueirense vence Atlético-GO fora de casa em jogo de sete gols

Neste sábado, o Figueirense foi a Goiás visitar o Atlético Goianiense e volta para casa com importante vitória por 4 a 3 pelo Campeonato Brasileiro Série B. Como indica o placar, não faltou emoção em campo. O Figueira abriu 3 a 0 com 25 minutos de jogo, mas o Atlético fez dois gols ainda no primeiro tempo. Já no segundo, cada equipe marcou mais um gol. O Dragão chegou a acertar a trave nos acréscimos, mas não conseguiu o empate.

A vitória deixa a equipe de Santa Catarina na quarta posição da Série B, com 17 pontos ganhos. Já os goianos ocupam a 12ª colocação, com 12 pontos. Na próxima rodada, o Figueira recebe o Sampaio Correa, enquanto o Dragão terá pela frente o clássico contra o Vila Nova.

Figueirense abre 3 a 0, mas Atlético reage

A julgar pelo primeiro minuto da partida, o público presente no Estádio Olímpico veria um grande jogo. Após recuperação de bola no campo de ataque, Renato Kayser recebeu na entrada da área de frente para o gol. No entanto, Dênis fez boa defesa e salvou o Figueirense.

A defesa de Dênis foi importante, já que, aos 15 minutos, o Figueira rede balançou pela primeira vez. Após cobrança de escanteio, a zaga do Dragão afastou mal, Zé Antônio pegou a sobra e mandou para o fundo do gol, sem chances para o goleiro Léo. Três minutos depois, em contra-ataque do Furacão, Ferrareis recebeu na esquerda e cruzou na medida para Renan Mota, que marcou a ampliou a vantagem para 2 a 0.

Com 25 minutos jogados, o Figueira marcou seu terceiro gol da noite para desespero dos donos da casa. A zaga do Atlético vacilou, Renan Mota roubou a bola e rolou para Ferrareis bater no cantinho e anotar o terceiro tento do Figueira.

Aos 39, o Atlético diminuiu. Em cobrança de escanteio, Júnior Brandão se antecipou à marcação e mandou para o fundo da rede: 3 a 1. Ainda no primeiro tempo, com 43 completos, Dênis empurrou Fernandes na área e o árbitro marcou o pênalti. João Paulo cobrou, deslocou o goleiro e colocou o time visitante no jogo novamente.

Já nos acréscimos, aos 46 minutos, os donos da casa chegaram perto do empate. Após cruzamento na área, Denis soltou a bola, Júnior Brandão ficou com ela e chutou, mas foi travado pela zaga. A intervenção da defesa manteve o 3 a 2 no placar final do primeiro tempo.

Figueirense leva sustos, mas sai vitorioso

A etapa complementar começou com a mesma intensidade do primeiro tempo. Logo no terceiro minuto, Ferrareis, tentando seu segundo gol da noite, dominou e chutou forte de fora da área, levando perigo ao gol de Léo.

A rede do Estádio Olímpico balançou novamente aos 13 minutos, mas desta vez o gol não valeu. Após cruzamento na área, Júnior Brandão cabeceou e venceu Dênis. No entanto, o árbitro marcou toque de mão no lance e anulou o empate do Atlético. Júnior Brandão ainda acabou com cartão amarelo.

A anulação do gol atleticano aumentou ainda mais a importância do quarto gol do Figueirense, que veio aos 19 minutos. João Paulo recebeu no meio-campo, avançou e chutou de fora da área, no ângulo de Léo, ampliando a vantagem.

Com dois gols de desvantagem, coube ao Dragão se lançar ao ataque tentando ao menos o empate. Aos 25 minutos, Dênis manteve o placar em 4 a 2 com duas intervenções providenciais. O goleiro do Figueirense cortou cruzamento pela direita e, no rebote, defendeu chute de Júnior Brandão.

Assim como no primeiro tempo, o Atlético marcou nos últimos minutos. Aos 45, Tomas Bastos aproveitou rebote, chutou e contou com desvio na defesa para diminuir a desvantagem. Ainda deu tempo de Joanderson carimbar a trave de Dênis, que chegou a tocar na bola. Mas no apito final, o placar mostrava 4 a 3 para o Figueirense.
Fonte: Gazeta Esportiva
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO
no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)
Site: WWW.folhadoprogresso.com.br E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br




Chapecoense marca dois no segundo tempo e vence Cruzeiro

Neste Sábado, a Chapecoense recebeu o Cruzeiro na Arena Condá e conquistou importante vitória pelo Campeonato Brasileiro. Após um primeiro tempo morno, a Chape marcou no terço final do segundo tempo e saiu de campo com vitória por 1 a 0, que afasta o time da zona de rebaixamento.

Devido à falta de energia elétrica em um dos refletores da Arena Condá, a partida iniciou com atraso de quase uma hora e vinte minutos. Já com as luzes acesas, o primeiro tempo foi de pouca emoção e não teve gols. O placar foi aberto no final do segundo tempo, quando a equipe da casa marcou seus dois gols.

Com a vitória a Chapecoense soma 13 pontos e sobe para a 14ª posição na tabela do Brasileirão. Já o Cruzeiro continua com 17 pontos e ocupa a sexta posição.

O time comandado por Mano Menezes fecha a participação no Brasileirão antes da Copa do Mundo contra o Paraná, fora de casa às 19h30 (horário de Brasília). Já a equipe catarinense pega o América-MG, em Belo Horizonte. Ambas as partidas acontecem na próxima quarta-feira.

O jogo – Os primeiros minutos de partida foram com a Chape em cima, especialmente pelo lado direito com Apodi. O Cruzeiro, por sua vez, se defendia, e esperava o contra-ataque. Entretanto, aos poucos a Raposa começava a mostrar sua superioridade, e rondava a área do adversário com toque de bola.

A primeira boa chance dos mineiros foi aos 15 minutos. Thiago Neves cobrou falta da direita, o zagueiro Léo conseguiu se desvencilhar da marcação e cabeceou pela linha de fundo. A equipe mandante respondeu com Leandro Pereira, que teve finalização bloqueada na zaga celeste.

Em quase 25 minutos, o jogo era disputado, e com poucas chances claras dos dois times, tanto que a saída para os comandados de Mano Menezes eram os chutes de fora da área, Bruno Silva tentou, mas mandou longe. Até o final do primeiro tempo, o cenário não se alterou muito e terminou em 0 a 0.

Na volta para a etapa complementar, a tônica não mudou muito. Tanto Chape quanto Cruzeiro jogavam de maneira burocrática, esperando o melhor momento, e com muita cautela. O melhor lance da partida aconteceu aos 18 minutos, Henrique avançou pela direita e cruzou, Raniel se antecipou a marcação e arriscou, exigindo grande defesa de Jandrei.

O técnico Mano Menezes, que perdeu Sassá machucado ainda no final do primeiro tempo, acabou tendo que mexer mais uma vez por lesão. O meia Thiago Neves caiu no gramado e sentiu a perna direita. O comandante optou por colocar Lucas Romero, volante, para reforçar o setor, e liberar Robinho na criação.

A Chapecoense só foi criar sua primeira boa oportunidade aos 27 minutos do segundo tempo. Luiz Antônio avançou pela direita, invadiu a grande área e tentou a finalização, que Fábio acabou defendendo.

O pragmatismo acabou custando caro a Raposa, que aos 34 minutos acabou sofrendo o gol. Apodi fez a jogada pela direita, cruzou e Bruno Silva mandou para as redes, abrindo o placar na Arena Condá. O tento revoltou os jogadores do time visitante, que reclamaram um toque de mão do atacante adversário. De fato, deveria ter sido anulado, pois o toque foi decisivo para mudar a trajetória da bola e ir para as redes.

A Chape teve a chance de confirmar a vitória aos 46 minutos, quando, após cruzamento, a bola sobrou para Bruno Silva na entrada da pequena área. O atacante chutou, mas Fábio fez excelente defesa e manteve a Raposa no jogo. No entanto, a defesa não fez diferença já que, aos 49 minutos, Elicarlos aproveitou falha de Dedé e chutou de longe para marcar um belo gol e decretar a vitória da Chapecoense por 2 a 0.

Fonte: Gazeta Esportiva (foto: divulgação/arquivo)
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO
no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)
Site: WWW.folhadoprogresso.com.br E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br




Com gol no fim, Vasco supera o Sport em casa

Em partida cheia de gols, o Vasco venceu por 3 a 2 o Sport, neste sábado, em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro. Com o resultado, os cruzmaltinos chegaram a 15 pontos e vai dormir na décima colocação. Já os pernambucanos seguem com 18, entre os líderes da Série A.

O jogo foi mais equilibrado no primeiro tempo. O Vasco abriu o placar com Yago Pikachu, mas o Sport chegou ao empate após gol contra de Paulão. Antes do intervalo, os cruzmaltinos voltaram a ficar a frente novamente com Yago Pikachu. No segundo tempo, os pernambucanos empataram com Michel Bastos. Só que no fim, Ramon fez o terceiro dos donos da casa para dar números finais em São Januário.

Na próxima rodada, o Vasco vai até Porto Alegre para enfrentar o Internacional, na quarta-feira. No mesmo dia, o Sport recebe o Grêmio, na Ilha do Retiro.

O jogo – O Sport surpreendeu no início e com um minuto teve a primeira boa chance de marcar em São Januário. Após cobrança de falta na área, a zaga cruzmaltina cortou mal e quase proporcionou o gol pernambucano. Só que depois do susto, o Vasco passou a dominar a partida e pressionou os visitantes. Os cariocas encontravam dificuldade para passar pela marcação e só finalizou uma vez, com Bruno Cosendey.

O panorama da partida seguia o mesmo. O Vasco tinha mais posse de bola, enquanto o Sport buscava os contra-ataques. Com mais vontade, os cruzmaltinos chegaram ao gol aos 18 minutos. Giovanni Augusto deu belo passe para Yago Pikachu na área. O meia finalizou de frente para Magrão e colocou na rede.

O revés fez o Sport buscar mais o ataque, mas isso Feza equipe pernambucana dar mais espaço para o Vasco, que quase ampliou aos 23 minutos. Yago Pikachu foi lançado novamente na área, mas desta vez Magrão chegou primeiro para afastar o perigo. No minuto seguinte, Giovanni Augusto arriscou de fora da área e assustou o goleiro rubro-negro.

Aos poucos, os visitantes equilibraram a partida e passaram a ter mais posse de bola. No entanto, sofriam para criar boas jogadas. Do outro lado, o Vasco tinha dificuldade em encaixar os contra-ataques. Assim, o duelo ficou concentrado entre as intermediárias.

Já perto do fim, o Sport chegou ao empate, aos 42 minutos. Marlone cobrou falta na área, Paulão tentou fazer o corte e acabou colocando para a própria rede.

Quando parecia que o jogo iria igual para o intervalo, o Vasco chegou ao segundo gol aos 45 minutos. Yago Pikachu foi lançado na área e acabou derrubado por Magrão. O próprio meia foi para a cobrança e colocou na rede para deixar os donos da casa mais tranquilos.

No segundo tempo, o Sport pressionou desde os primeiros minutos em busca do empate. No entanto, os pernambucanos continuavam tendo problemas no setor ofensivo. O Vasco demorou, mas teve a primeira boa chance de marcar aos nove minutos. Após cruzamento de Henrique, a bola passou por todo mundo e chegou em Luiz Gustavo. Só que o lateral chutou mal, por cima do travessão.

O lance animou os cruzmaltinos, que voltaram a criar boa chance aos 11 minutos. Giovanni Augusto cruzou para Yago Pikachu, que acetou belo voleio, mas viu Magrão fazer grande defesa para salvar os visitantes.

Depois disso, o Sport voltou a buscar o empate com mais intensidade e conseguiu chegar ao gol aos 29 minutos. Após bola levantada na área, Paulão cortou mal e viu Michel Bastos acertar uma meia bicicleta para a rede.

Na parte final, o jogo ficou aberto, com as duas equipes em busca do gol. Só que o Vasco foi mais competente e chegou ao terceiro aos 44 minutos. Andrés Rios escorou para Yago Pikachu na entrada da área. O meia chutou no canto, mas Magrão fez grande defesa. Só que Ramon foi esperto no rebote e mandou para a rede para dar a vitória aos cruzmaltinos.

Fonte: Gazeta Esportiva (Foto: Reprodução/Facebook/CRVG)
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO
no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)
Site: WWW.folhadoprogresso.com.br E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br