Bolsonaro afirma que há índio que troca madeira por Coca-cola e cerveja

image_pdfimage_print

A declaração foi dada sem apresentar provas | Agência Brasil

Apesar da fala, o presidente não apresentou provas sobre a suposta prática Opresidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou durante sua live semanal nas redes sociais, que existem índios que trocam madeira por Coca-Cola e cerveja. A declaração, como muitas que já fez ao longo de sua trajetória na política, foi dada sem apresentar provas.

Bolsonaro falava sobre o desmatamento na região da Amazônia quando citou os indígenas. “As críticas [internacionais] são potencializadas. Existe o desmatamento ilegal? Existe! Existe até locais onde o índio troca uma ‘tora’ por uma Coca-Cola ou cerveja.”

Acompanhe ao vivo o debate dos candidatos à prefeitura de Belém a partir das 22h30
Na sequência, ele questionou Alexandre Saraiva, delegado da Polícia Federal, que participava da live ao seu lado. “É possível isso? Acontece?”. Saraiva tenta amenizar a fala de Bolsonaro. “Já aconteceu da madeira em terra indígena ser negociada por valores pífios, mas a grande causa do desmatamento é a fraude nos processos administrativos que foram gerados lá atrás”, afirmou.

Candidata à prefeita é morta a facadas dentro de casa em Belém; ex-marido é suspeito
Ainda durante a live, Bolsonaro também ameaçou entregar uma lista de países que importam madeira ilegal do Brasil, porém recuou e afirmou que irá apontar o nome de algumas empresas. Ele não chegou a revelar quais companhias estariam envolvidas na prática ilegal, mas afirmou que as críticas internacionais sobre o desmatamento no Brasil fazem parte de um “grande jogo econômico”.

De acordo com o presidente, outros países querem atingir o Brasil, já que o país é uma potência do agronegócio: “Eles querem diminuir a concorrência com toda a certeza. Isso facilita até mesmo o comércio interno de commodities”.

Autor: Com informações do portal UOL

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: