CASO RARO-Morre bebê paraense que não acordava há quase sete meses

image_pdfimage_print

(Foto:| Reprodução) – Morreu, na última segunda-feira (27), a bebê Ana Júlia, que estava internada ao lado da desde o dia que nasceu, em junho de 2019, no Hospital Regional Público do Araguaia (HRPA), em Redenção, no sudeste do Pará. Ela e a irmã gêmea, Ana Sofia, nunca acordaram desde o nascimento, o que tornou o quadro clínico delas de grande repercussão.

Segundo informações do portal Correio de Carajás, os especialistas de saúde do Hospital Regional do Araguaia tentam estudar as causas do quadro das gêmeas desde o nascimento delas, sem nunca terem chegado a um diagnóstico fechado.

A hipótese mais considerada, até o momento, é um “erro inato de metabolismo”, que pode levar a falhas no quadro neurológico e comprometimento da respiração, por exemplo.

As gêmeas nunca respiraram sem a ajuda de aparelhos, e a alimentação delas sempre foi feita por meio de uma sonda gástrica. Segundo a médica do hospital regional, Helena Coelho, pediatra intensivista da UTI, o quadro de erro inato do metabolismo é caracterizado  quando o organismo não produz nem organiza o processo de formação das enzimas.

Luana Tintiliano da Silva, mãe das gêmeas, foi diagnosticada com miomas no útero durante a gravidez, além de ter sido submetida a uma cirurgia para a retirada do apêndice. Os médicos descartam qualquer relação da intervenção cirúrgica com a situação das bebês.

A morte da bebê gerou comoção na equipe médica que acompanha as garotas desde o nascimento.

“Todos nós que acompanhamos de perto o caso das gêmeas, Ana Júlia e Ana Sofia, estamos muito tristes com a partida da Júlia, mas com o conforto de saber que Deus faz tudo na hora certa. Ele a levou, pra um lugar lindo, onde não há dor, onde ela brinca, sorri… e deixou muita saudade! Que Deus conforte a Luana, um exemplo de mãe, que não desgrudou dessa princesa nem um minuto, a à vozinha também. Duas grandes mulheres, fortes e cheias de amor. Estamos orgulhosos de vocês, e compartilhamos da sua dor. Vou orar pra Deus te consolar, mãezinha. E força, porque a Ana Sofia precisa de você”, publicou Izabella Sad Barra, pediatra das crianças.

A gêmea Ana Sofia segue internada.

Autor: Com informações do portal Correio de Carajás)
quarta-feira, 29/01/2020, 23:43
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: