Dois homens são assassinados dentro de casa no bairro Jardim Santarém em Novo Progresso

Aconteceu nesta noite de sábado (18), por volta das 22h30mn no bairro Jardim Santarém na cidade de Novo Progresso,um  misterioso assassinato, tendo como vitima dois homens  [nome e idade não divulgado] assassinados dentro de sua residência.
De acordo com testemunhas, as vitimas foram baleadas por dois homens que estavam em uma moto, o crime aconteceu dentro  do quarto dos fundos onde se encontrava e receberam  aproximadamente seis tiros que atingiram, cabeça e tronco dos mesmos que não resistiram e morreram no local.
As vitimas não foram identificadas e a motivação também, a policia militar chegou no local ninguém foi preso.

Aguardem mais informações.

Por Jornal Folha do Progresso
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.60611208_307624493511111_3129814437498716160_n 60349011_616951395469345_2486192293745262592_n

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com




PF deve convocar 1.200 aprovados em concurso

(Foto: Reprodução) -O ministro da Justiça, Sergio Moro, afirmou que a Polícia Federal deve convocar 1.200 aprovados no concurso de 2018 para minimizar o déficit de funcionários da instituição. O anúncio foi feito durante a Comissão de Sefurança Pública e Combate ao Crime Organizado, na Câmara dos Deputados, em Brasília. De acordo com o ministro, o presidente Jair Bolsonaro deu aval para convocar 600 aprovados ainda este ano e o restante, em 2020.

Já há concordância do presidente da República que nós aproveitemos esse mesmo concurso para chamar 600 este ano e mais 600 no início do próximo ano. Embora exista problema fiscal, é possível focalizar alguns recursos nessas políticas importantes”, afirmou o ministro, na última quarta-feira (8).

A presidente do Sindicato dos Delegados da Polícia Federal do Estado de São Paulo (SINDPF SP) e diretora regional da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), Tania Prado, acredita que a convocação é o primeiro passo para amenizar a falta de profissionais na PF. “O efetivo da Polícia Federal está muito reduzido, haja vista o déficit que se acumulou ao longo dos anos em que a instituição não foi tratada com a devida prioridade”, afirma.

Sobre o investimento com as contratações, a delegada lembra que o retorno para a sociedade é três vezes maior que o investimento inicial. “É importante destacar que cada real investido na PF gera um retorno de 3 reais à sociedade”, argumenta.

CONCURSO

O concurso para a PF foi aberto no ano passado para 500 vagas. Deste total, 180 eram para agentes, 150 para delegados, 80 para escrivães, 60 para peritos e 30 para papiloscopista. A distribuição dessas 600 vagas iniciais anunciadas pelo ministro, no entanto, não foi informada pelo governo.

Conforme reportagem veiculada na Folha Dirigida, publicação especializada em concursos, a convocação dos 1.200 aprovados já teria sido assinada pelo ministro Sergio Moro e estaria no Ministério da Economia para análise de orçamento.

DÉFICIT

Com 4.310 cargos vagos, a Polícia Federal tem hoje o menor efetivo desde 2008, segundo dados da instituição. Esses cargos abrangem 675 delegados, 127 peritos criminais, 2.414 agentes de polícia, 965 escrivães e 129 papiloscopistas.

(Com informações da Assessoria)

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com




2019, Mais de 20 casos de crimes homofóbicos são registrados no Pará

Dia Internacional Contra a LGBTIfobia é celebrado todo 17 de maio. — Foto: Georges Gobet/AFP

Injurias e agressões são os tipos de crimes mais comuns cometidos no Pará devido a identidade de gênero das vítimas.

Pará registra 20 casos de crimes homofóbicos em 2019

O auxiliar administrativo Bruno Gomes não vai esquecer o dia em que foi xingado e agredido por ser gay e estar entre amigos travestis em uma praia na Ilha de Mosqueiro, em Belém. Justamente os dois tipos de crime que lideram a lista dos mais cometidos no Pará contra pessoas devido a sua identidade de gênero. Em 2019 já forma registrados 20 crimes homofóbicos no Estado.

Foram “as pressões psicológicas que falam que a gente é ‘viadinho’, que tem de vestir roupa de homem, que não podemos mudar o que Deus botou pra gente. Além de passar por isso, teve a agressão à mim e a uma travesti”, conta Bruno. O crime aconteceu ano passado.

De acordo com a delegada Hildene Falqueto, da Delegacia de Combate a Crimes Discriminatórios do Pará. “Os nossos registros mais comuns são de injurias, onde uma pessoa sempre se reporta a outra com palavra pejorativas relacionadas a sua identidade de gênero, e temos alguns casos de lesão corporal”.

Em 2018 foram registrados 86 casos no Pará e de janeiro ao dia 14 de maio de 2019 foram 20 casos registrados. Cada um deles poderia sido evitado com uma só palavra: respeito. “A gente só quer viver a nossa cidadania e ser e amar quem a gente quiser e isso não dói para ninguém. É simples. É respeito e o respeito muda o mundo. É disso que a gente precisa”, explica Bruno Gomes.

Essa garantia de direitos e da existência das diferentes sexualidades e identidades de gênero é um direito humano é o objetivo do Dia Internacional Contra a LGBTIfobia, lembrado todo 17 de maio. A data marca o momento em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) retirou a homossexualidade da lista de doenças e distúrbios.

“A partir do momento que não somos mais vistos como doentes e sim como qualquer cidadão, conseguimos ter mais acessos a políticas pública específicas de acesso à educação e à empregabilidade e várias coisas que trazem um bem estar social para a nossa comunidade”, relembra Leonardo Bittencourt, coordenador do Grupo de Homossexual do Pará.

Por G1 PA — Belém
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.homofoobia

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com




Ex-ministro José Dirceu se entrega à PF para cumprir nova pena na Lava Jato

(Foto: Fábio Pozzebom/ABr) – O ex-ministro José Dirceu se entregou às 21h30 desta sexta-feira (17) para a Polícia Federal em Curitiba, após o juiz da 13º Vara Federal de Curitiba, Luiz Antônio Bonat, ter determinado que ele se entregasse  até as 16h.

Dirceu chegou falando ao telefone no banco da frente de uma camionete Hyundai. Ele estava em Brasília, de onde saiu na madrugada desta sexta em direção à capital paranaense.

O político ficará detido na carceragem da PF com os demais presos, mas deve ser transferido para o Complexo Médico Penal, na região metropolitana da capital, na próxima semana.

A defesa de Dirceu informou à Justiça que ele não conseguiria chegar a Curitiba até as 16h, como inicialmente estabelecido pela Justiça, devido à distância entre Brasília e a capital paranaense e ao mau tempo que fazia no trajeto.

O ex-deputado petista Wadih Damous, que visitou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na PF em Curitiba nesta sexta, disse que um acidente na BR-116, no trecho entre São Paulo e Curitiba, também atrasou a chegada de Dirceu à cidade. São cerca de 1,3 mil km de distância entre as duas cidades, em uma viagem que dura cerca de 16 horas de carro.

A ordem de Bonat, juiz da Lava Jato, foi emitida após o TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), em Porto Alegre, ter decidido que Dirceu deve cumprir a pena de oito anos e dez meses pelo caso de corrupção envolvendo a Petrobras, no âmbito da Lava Jato.

O processo envolve o pagamento de propina por contratos superfaturados da Petrobras com a empresa Apolo Tubulars, entre os anos de 2009 e 2012. De acordo com o TRF-4, os valores chegaram a R$ 7 milhões, repassados a Renato Duque, ex-diretor da Petrobras, e a Dirceu.

Em uma mensagem de áudio enviada na noite desta quinta-feira (16) para a militância petista, Dirceu afirmou que “o vulcão já está em erupção” e chamou o cumprimento da sua pena na cadeia de “mais uma trincheira de luta”.

“Estamos aqui nos preparando para mais essa trincheira de luta, vamos ver assim”, diz ele no áudio. “Tem uma série de recursos jurídicos a curto prazo. Tem uma série de decisões para serem retomadas lá no Supremo, no STJ. Vamos ver se nós conseguimos justiça a curto prazo”, afirmou Dirceu em outro trecho da mensagem.

Na sequência, Dirceu diz que se preparou para retornar à prisão. “Eu me preparei para isso, vou retomar o segundo volume lá [de seu livro], vou ler mais, manter a saúde, manter o contato.”

Por fim, o político chama a militância para a luta e diz que o Brasil está mudando. “Fiquem aí na trincheira de vocês que é nossa, vamos à luta. O Brasil já está mudando, o vulcão já está em erupção, como eu disse no Tuca [teatro onde lançou seu livro em São Paulo]: “Um vulcão embaixo de um país de jovens e mulheres vai, como está acontecendo, entrar em erupção””, disse.

IDAS E VINDAS DE DIRCEU NA LAVA JATO
*ago.2015 – O juiz Sergio Moro manda prender preventivamente o ex-ministro José Dirceu com a deflagração da 17ª fase da Lava Jato, denominada Pixuleco
*jun.2016 – Moro condena Dirceu pela primeira vez, a 20 anos e 10 meses de prisão, pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa
*mar.2017 – Moro condena Dirceu pela segunda vez, a 11 anos e três meses de prisão, por corrupção e lavagem de dinheiro
*mai.2017 – STF concede habeas corpus e liberta José Dirceu, permitindo que ele aguarde o julgamento dos recursos em liberdade
*set.2017 – O TRF-4 confirma a primeira condenação de Dirceu e eleva a pena para 30 anos e nove meses de prisão
*nov.2017 – TRF-4 nega embargos de declaração interpostos pela defesa de Dirceu
*abr.2018 – TRF-4 julga embargos infringentes de Dirceu e mantém a condenação do ex-ministro
*mai.2018 – Dirceu tem o último recurso negado, e a 13ª Vara Federal determina a prisão do ex-ministro
*jun.2018 –  Por 3 votos a 1, a Segunda Turma do STF concede liminar em habeas corpus para que Dirceu aguarde em liberdade o *julgamento da reclamação que pede sua soltura até o esgotamento da análise dos recursos nas cortes superiores -STJ e STF
*mai.2019 –  TRF-4 decide que Dirceu deve cumprir a pena de oito anos e dez meses pelo caso de corrupção envolvendo a Petrobras, no âmbito da Lava Jato.
(Folhapress)

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com




Pará está entre os 10 estados com maior número de armas de fogo registradas

(Foto:Reprodução)- De acordo com a Polícia Federal, foram 337 licenças entre janeiro até o último dia 30 de abril, o que corresponde a uma arma registrada a cada oito horas.
Pará tem mais de 300 licenças de porte de arma concedidas somente este ano

A violência e a flexibilização por parte do governo federal fizeram disparar o número de registros de armas de fogo no estado. O Pará está entre os 10 estados com maior número de armas registradas. De acordo com a Polícia Federal, de janeiro a abril de 2019 já foram mais de 300 licenças concedidas.

A procura de pessoas interessadas em aprender a como manusear uma arma de fogo aumentou em alguns centros de treinamento de tiro. Segundo um dos proprietários de um dos centros, desde a assinatura do primeiro decreto pelo atual presidente Jair Bolsonaro que altera as regras sobre o uso de armas e munições a procura aumentou. Em Parauapebas, no sudeste do Pará houve um crescimento de 30%.

“Não adianta ter a arma se as regas de segurança não forem respeitadas. A arma em si não é a solução de um problema, a posse, o porte de uma arma requer muita responsabilidade e muita certeza do que se está fazendo”, diz o proprietário de um clube de tiro em Belém.

De acordo com a Polícia Federal, foram 337 licenças entre janeiro até o último dia 30 de abril, o que corresponde a uma arma registrada a cada oito horas. Isso colocou o Pará entre os 10 estados com mais registros. Essa procura já apresentava aumento um pouco antes. Em 2018, 2.110 novas armas foram registradas. Em 2016 foram 915, uma diferença de pouco mais de 130%. Este ano, as autorizações paraenses já representam 3% do total nacional de novos armamentos registrados.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) se pronunciou quanto aos preços a serem pagos pra comprar uma arma de fogo. Considerando que a renda do trabalhador paraense seja, em média, 1.512 reais, seria necessário juntar quase três meses de salário pra adquirir uma arma de 4 mil reais, levando em consideração os modelos mais baratos disponíveis no mercado.

Para sociólogos a garantia de segurança pública é papel do estado. “Ter uma arma não resolve o problema da segurança pública, isso reduz as chances da pessoa sofrer uma agressão, então o estado não pode ser onipresente e está em todos os lufgares . Diante de uma ameaça a minha vida a arma da uma chance maior de sobreviver”, finaliza o sociólogo.
Por G1 PA — Belém
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com




Municípios do oeste do Pará integrarão projeto de rede de comunicação por fibra ótica com o Amapá

Fibra ótica vai interligar o Pará e o Amapá em uma rede de comunicação — Foto: BBC
O projeto Isolux interligará o Pará e o Amapá para ampliar o alcance dos sistemas e serviços do governo do Estado. Alenquer, Almeirim e Oriximiná serão contemplados.

O projeto que vai interligar o Pará e Amapá por meio de fira ótica vai contemplar três municípios do oeste do estado: Alenquer, Almeirim e Oriximiná. Para tratar sobre Projeto Isolux, a Prodepa, o 41º Centro de Telemática (41º CT) do Exército Brasileiro, o Centro de Gestão da Tecnologia da Informação do Amapá (Prodap), a Isolux Energia e Participações e a empresa Agora Telecom reuniram no dia 14 de maio.

 Representantes da Prodepa, Prodap e do Exército Brasileiro se reuniram para alinhar informações sobre o andamento do projeto que interligará Pará e Amapá por meio de fibra ótica — Foto: Agência Pará/Divulgação

Representantes da Prodepa, Prodap e do Exército Brasileiro se reuniram para alinhar informações sobre o andamento do projeto que interligará Pará e Amapá por meio de fibra ótica — Foto: Agência Pará/Divulgação

O projeto prevê a implantação de uma rede de comunicação de dados segura e de alta capacidade, por meio de infraestrutura tecnológica de fibra ótica, interligando os dois estados, através do compartilhamento de estruturas novas ou já instaladas, próprias de cada uma das instituições envolvidas, incluindo serviços em rede de internet banda larga.

A reunião entre os órgãos ocorreu após a finalização do processo de licitação para compra de equipamentos por parte do Exército Brasileiro, da qual a fabricante Huawei (representada na pela Agora Telecom) foi vencedora.
Na oportunidade, cada entidade informou sobre o andamento das ações que lhe cabem nos Acordos de Cooperação Técnica para execução do projeto, que deve beneficiar as partes envolvidas.

De acordo com o presidente da Prodepa, Marcos Brandão, nessa fase serão beneficiados oito municípios. “Vai permitir interligar, inicialmente, os municípios da Calha Norte à rede coorporativa de dados do Estado. Nesta primeira fase, o Projeto Isolux/Calha Norte deve beneficiar os municípios de Tucuruí, Pacajá, Anapu, Vitória do Xingu, Almerim, Monte Dourado, Alenquer (Vila Camburão) e Oriximiná a partir do uso dos cabos de fibra ótica (iluminação) presentes nos linhões de transmissão de energia da Isolux”, destacou.

Benefícios aos municípios

Com o uso dos cabos, será possível ampliar o alcance dos sistemas e serviços do governo do Estado, interligando escolas, hospitais e outras instituições públicas, a fim de criar novas cidades digitais do Programa Navegapará.

“O interesse é chegar a lugares de difícil acesso, levar internet de alta qualidade para todos os órgãos do governo do Estado nesses municípios, principalmente, atender aos órgãos do governo, porque assim a gente vai estar atendendo ao cidadão. Vamos levar todos os serviços estaduais, que dependem de internet, para o cidadão que é o nosso objetivo final”, explicou Leila Daher, analista da Diretoria de Projetos Especiais.

Já o 41º Centro de Telemática (41º CT) pretende reduzir a dependência do Exército do serviço de provedores de comunicações corporativas, bem como, melhorar o gerenciamento de sistemas de defesa que dependem do meio cientifico-tecnológico nessa região.

Com o projeto, o governo do Amapá, por meio da Prodap, ampliará a rede de dados do estado, levando serviços para a população. A Isolux entra como parceira, cedendo sua rede em troca de benefícios fiscais.
Por G1 Santarém — Pará
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com




Aeronave cai com 2 ocupantes em fazenda em Mato Grosso

O avião Neiva, modelo EMB-810 caiu, nesta quinta-feira(16), por volta das 5h, na plantação de milho em uma fazenda localizada a cerca de 50 quilômetros de Querência (973 km de Cuiabá). O gerente da fazenda informou, ao Só Notícias, que na aeronave estavam o piloto e o proprietário da fazenda, que foram socorridos por um funcionário, posteriormente encaminhados para um hospital particular.

A unidade de saúde informou que os dois continuam internados e que, possivelmente, um deles será transferido para outro hospital. Entretanto, não relatou os tipos de ferimentos e a gravidade dos estados de saúde.

Ainda segundo o funcionário da fazenda, a aeronave era fretada e teria sofrido uma pane no sistema de navegação no momento da decolagem e acabou caindo. Essa versão deve ser apurada pelo Serviços Regionais de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA).

Consta no Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB) da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) que a aeronave está em penhora e pertence a uma empresa de consultoria em logística de São Paulo. O Certificado de Aeronavegabilidade (CA) está válido até dezembro de 2023.
Por:Só Notícias/Débora Lobo/Cleber Romero (fotos: reprodução)

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com




Inscrições do Sisu do 2º semestre vão de 4 a 7 de junho

Estudante pode se inscrever no processo seletivo do Sisu em até duas opções de vaga (Foto:Reprodução)
Podem se inscrever no Sisu os candidatos que fizeram o Enem de 2018 e tenham obtido na redação nota que não seja zero
As inscrições para o segundo semestre de 2019 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) vão de 4 a 7 de junho. O Sisu é o sistema pelo qual as instituições públicas de ensino superior oferecem vagas aos candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os estudantes podem escolher até duas opções de curso, sendo possível alterá-las durante o processo de inscrição.

Podem se inscrever no Sisu os candidatos que fizeram o Enem de 2018 e tenham obtido na redação nota que não seja zero. Também não podem estar na situação descrita no item 2.5 do Edital do Enem 2018.

Segundo as normas do Sisu, é importante lembrar que algumas instituições adotam notas mínimas e/ou médias mínimas para inscrição em determinados cursos. Nesse caso, se a nota do candidato não for suficiente para concorrer àquele curso, o sistema emitirá mensagem com esta informação no momento da inscrição.

O estudante poderá se inscrever no processo seletivo do Sisu em até duas opções de vaga. Ele deve utilizar o número de inscrição e a senha do Enem do ano passado.

As inscrições podem ser feitas pela internet até 7 de junho. Não há cobrança de taxa. O resultado será divulgado em 10 de junho. Entre 11 e 17 de junho será o prazo para o candidato participar da lista de espera.

A matrícula da chamada regular ocorre entre 12 e 17 de junho. Já a convocação em lista de espera será feita a partir de 19 de junho.

Cronograma

    4/6 a 7/6: período de inscrições.
    10/6: resultado da chamada regular.
    11/6 a 17/6: prazo para participar da lista de espera.
    12/6 a 17/6: matrícula da chamada regular. Devendo ainda observar os dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição em seu edital próprio.
    19/6: convocação dos candidatos em lista de espera pelas instituições a partir desta data.

Fonte:Agência Estado

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com




Prefeitura promove campanha #FAÇA BONITO em Novo Progresso

Prefeitura Municipal de Novo Progresso através da Secretaria de Assistência Social  e SEMED promove caminhada em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso  e à Exploração Sexual Contra a Criança e Adolescentes.

No inicio da manhã desta sexta-feira (17), aconteceu a ação de mobilização “FAÇA BONITO”, na avenida Jamanxim centro de Novo Progresso-Pa.
Está mobilização acontece todos os anos organizado pela Prefeitura Municipal de Novo Progresso, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e Secretaria Municipal de Educação.bonito
Participaram desta caminhada funcionários públicos, alunos das escolas municipais,  estadual e privada e população em geral.
A intenção da Campanha do dia 18 de maio, intitulada, Faça Bonito é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes.
O “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, o dia 18 DE MAIO, é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no território brasileiro. Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.

faça bonito 2019
O símbolo da campanha, uma flor amarela, surgiu durante a mobilização do Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes de 2009, porém, o que era para ser apenas uma campanha, em 2010 se tornou um símbolo. Por lembrar desenhos da primeira infância e também associar a fragilidade de uma flor com a de uma criança, o desenho cria maior proximidade da sociedade à identificação da causa.
O prefeito Ubiraci Soares, se fez presente para conhecer melhor este movimento  tão relevante para a sociedade, que por sua vez foi um sucesso e contou com a presença de mais de 300 pessoas, a fanfarra da Escola Municipal Dep. João Carlos Batista acompanhou a caminhada que finalizou com as crianças fazendo o plantio simbólico da flor amarela na rotatória da av. Jamanxim.

Por:JORNAL FOLHA DO PROGRESSO

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.faça bunitobonito60350420_1190819547764026_52604067951673344_n

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com




Com multa milionária e outras medidas, Hydro começa a derrubar embargo à produção no Pará

Alunorte, em Barcarena (Foto:Arquivo Oliberal)

Com pagamento de multa milionária, indenizações às famílias e cumprimento de TAC, Hydro consegue reverter embargo de produção na esfera civil, mas ainda precisa vencer na criminal. Decisão sai mais de um ano após denúncias de crime ambiental em Barcarena, no Pará
Após pagar multas que somam pelo menos R$ 33 milhões e, segundo o Ministério Público Federal (MPF), cumprir as demais obrigações previstas no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado com o próprio MPF, com o Ministério Público Estadual (MPPA) e com o Governo do Pará, a Alunorte, braço da mineradora Hydro para refinamento de alumina no município de Barcarena, na Região Metropolitana de Belém, teve sua primeira vitória judicial essa semana.

A Justiça Federal, na capital, entendeu que a empresa pode voltar a operar com 100% de sua capacidade no município, mas a decisão que suspende o embargo de produção imposto à mineradora após às denúncias de crime ambiental, em fevereiro do ano passado, abrange apenas a esfera civil. Criminalmente a Hydro ainda responde a uma ação no mesmo tribunal, onde o embargo segue mantido. Por meio de nota, a empresa informou que “espera, porém, que a decisão civil seja estendida ao processo criminal em breve”, e que “a Alunorte continuará a operar a 50% da capacidade até que o embargo de produção seja suspenso no processo criminal”.

“Esperamos poder retomar as operações da Alunorte e as atividades da cadeia de valor da alumina, o que é positivo para nós e para o Estado do Pará”, afirmou John Thuestad, vice-presidente executivo da área de negócios de bauxita e alumina, também por meio de nota.

A decisão da Justiça, segundo o MPF, levou em consideração a avaliação de uma consultoria técnica independente, escolhida pelo MPF e MPPA para analisar os laudos e pareceres apresentados pela empresa. Também foram feitas vistorias in loco, atestando o aumento da capacidade de manejo de águas pluviais na planta da minerafira, o que daria segurança para o retorno da produção industrial em sua capacidade total.

A Hydro também estaria cumprindo A exigência de cadastrar as famílias da região afetada, na bacia do Rio Murucipi, para o fornecimento de R$ 65 milhões em créditos para a compra de alimentação. De acordo com o MPF, parte das famílias já foi atendida com pagamentos feitos entre dezembro do ano passado e abril deste ano.

MAIS

Ainda sobre questõe ambientais, confira também dois especiais produzidos pelo Conexão AMZ.

O primeiro, sobre o relatório desenvolvido pela ONG internacional Amazon Watch sobre como multinacionais européias e norte-americanas vêm financiando o desmatamento na Amazônia

Defensoras do meio ambiente em seus países, multinacionais financiam desmatamento na Amazônia

E também a entrevista com o pesquisador Adalberto Veríssimo, do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). Especialista em desenvolvimento sustentável na região, ele conversou com as jornalistas Rita Soares e Layse Santos sobre os desafios de preservação da floresta.

Pesquisador comenta papel de multinacionais no desmatamento da Amazônia

Fonte:Equipe | Conexão AMZ

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com