Papa Francisco compara políticos que são contra os gays a Hitler

Papa Francisco (Remo Casilli / Reuters) – O papa Francisco declarou nesta sexta-feira que políticos que se enfurecem contra homossexuais, ciganos e judeus o fazem lembrar de Hitler.

“Não é coincidência que, às vezes, haja um ressurgimento de símbolos típicos do nazismo”, disse Francisco em um discurso aos participantes de uma conferência internacional sobre direito penal.

“E preciso confessar a vocês que, quando ouço um discurso de alguém responsável pela ordem ou pelo governo, penso nos discursos de Hitler em 1934, 1936”, afirmou ele, saindo de seu discurso preparado.

“Com a perseguição de judeus, ciganos e pessoas com tendências homossexuais, hoje essas ações são típicas (e) representam ‘por excelência’ uma cultura de desperdício e ódio. Foi o que foi feito naqueles dias e hoje está acontecendo novamente.”

Durante o regime nazista de 1933 a 1945 na Alemanha, 6 milhões de judeus foram mortos e homossexuais e ciganos estavam entre os enviados para campos de extermínio.

O papa Francisco não citou nenhum político ou país nominalmente como alvo de suas críticas.

No Brasil, o presidente Jair Bolsonaro fez declarações públicas homofóbicas e sexistas antes de assumir o cargo em 1º de janeiro. Ele disse em uma entrevista que preferia ter um filho morto do que um filho gay.
Por:Reuters
15.11.19 23h28
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/diageo-e-grupo-heineken-abrem-selecao-para-estagio-veja-como-participar/

 




Instituto americano do Câncer finalmente admite que maconha pode acabar com câncer | Awebic

(Foto:Reprodução) – De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o câncer mata 7,6 milhões de pessoas por ano.

Inúmeros medicamentos e tratamentos já foram testados ao longo das décadas, enriquecendo as indústrias farmacêuticas e apenas ajudando as vítimas a conviverem com a doença.

Mas décadas de pesquisa em medicamentos até agora, mostram-se insuficientes. E esta doença tem, em média, 12,7 milhões de novos casos diagnosticados por ano.

Acreditava-se que nenhuma substância poderia ser capaz de eliminar o câncer do organismo de uma vez por todas.

Até que o Instituto Nacional do Câncer (NCI) dos Estados Unidos apresentou uma pesquisa revolucionária, que comprova que a cura para este mal, estava na plantinha criminalizada que, como diz a canção: “se você quer comprar, é mais fácil que pão”.

Isso mesmo, uma pesquisa do maior instituto de combate ao câncer dos Estados Unidos apresentou o resultado de que a maconha pode matar as células cancerígenas.

cancer
Maconha pode ser a cura para o câncer

A nova pesquisa, feita com ratos em laboratório, comprovou que a erva combate células cancerígenas, ao modo em que é composta por 21 componentes químicos, chamados canabinóides.

Após dois anos de estudo sobre os efeitos destes componentes no organismo de ratos com câncer, foi percebido que a cannabis reduz o crescimento do tumor e é capaz de realmente eliminar as células responsáveis pelo câncer.

cancer2
O experimento

Para chegar a estes resultados, um grupo de ratos contaminados com câncer recebeu altas doses de THC (delta-9-tetra-hidrocanabinol) por alimentação e sonda.

Por:Written by Oro Mendes

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/mais-de-12-mil-graduandos-ja-se-inscreveram-para-o-1o-premio-capes-talento-universitario/

 

 




Ampliação de banco será destaque no segundo dia de encontro do Brics

 Líderes também discutirão recomendações do setor privado   

Conselho Empresarial dos Brics. Reunião com s presidentes Brasília (DF) 13.11.2019 -(Foto: José Paulo Lacerda José Paulo Lacerda)
 
O reforço do Novo Banco de Desenvolvimento (também conhecido como Banco do Brics), o fechamento de acordos e a discussão de recomendações do setor privado serão destaques no último dia da 11ª Reunião de Cúpula do Brics, grupo formado pelo Brasil, a Rússia, Índia, China e África do Sul.

No fim do encontro, os chefes de Estado e de Governo do grupo apresentarão uma declaração conjunta.

Às 8h50, o presidente Jair Bolsonaro e os quatro líderes do grupo – os presidentes Vladimir Putin (Rússia), Xi Jiping (China), Cyril Ramaphosa (África do Sul) e o primeiro-ministro Nahendra Modi (Índia) – chegarão ao Itamaraty. Por volta das 9h15, eles tirarão a foto oficial do encontro.

Às 9h30, os mandatários farão uma reunião fechada, de cerca de uma hora. Em seguida, participarão da sessão plenária, onde apresentarão as conclusões da reunião e anunciarão acordos de cooperação.

Às 12h, os presidentes e o primeiro-ministro terão uma reunião com o Conselho Empresarial do Brics. No encontro, os líderes empresariais dos países do grupo apresentarão uma lista de 23 recomendações, que abrangem a facilitação de comércio, o fortalecimento do Novo Banco de Desenvolvimento (com investimentos em energia limpa e em países fronteiriços do bloco), o desenvolvimento de competências profissionais e acordos de cooperação em dez setores, entre os quais indústria 4.0, biotecnologia e infraestrutura.

Instalado em 2015, com sede em Xangai (China), o Novo Banco de Desenvolvimento tem como objetivo se constituir em fonte alternativa de financiamento ao Fundo Monetário Internacional (FMI) e ao Banco Mundial. O capital da instituição foi formado com US$ 10 bilhões de cada membro do Brics, mas o banco está aberto a receber países de fora do grupo como sócios.
Encontros bilaterais

Às 13h, os líderes do Brics almoçarão no Itamaraty, marcando o encerramento da reunião de cúpula. Ao longo da tarde, o presidente Jair Bolsonaro terá duas reuniões bilaterais. A primeira será com o presidente russo, às 16h. Às 17h, Bolsonaro se encontrará com o presidente sul-africano.

As audiências completam a série de encontros bilaterais de Bolsonaro com os demais líderes do Brics. Ontem (13), o presidente brasileiro  se reuniu-se com o presidente chinês, de manhã, e com o primeiro-ministro indiano, à tarde.

A 11ª Reunião de Cúpula do Brics começou ontem em Brasília. Além de encontros entre os chefes de Estado, a cúpula teve eventos paralelos, como o Fórum Empresarial, organizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), com a participação de 500 empresários dos países do grupo. O fórum teve como objetivo identificar oportunidades de cooperação entre as empresas e consolidar as propostas do setor privado.

Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil Brasília

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/mais-de-12-mil-graduandos-ja-se-inscreveram-para-o-1o-premio-capes-talento-universitario/

 

 




Brasileira morta na Holanda tinha sonho de casar com noivo holandês

(Foto:Reprodução )  – Patrícia de Oliveira Santos, 32, vivia o sonho de casar e ter filhos com o noivo holandês, Dennis Van E., 48. Também queria dar condições de vida melhores aos familiares que deixou em Fortaleza. O casal mantinha um relacionamento há três anos, e o holandês vinha com frequência ao Brasil encontrar a noiva, segundo familiares e amigos da cearense.

No entanto, o sonho virou tragédia. Patrícia foi encontrada morta em um apartamento na cidade de Diemen, na Holanda, junto com um bebê, também morto. Os corpos foram localizados pela polícia no dia 18 de outubro. O noivo dela está preso, e a polícia investiga se ele participou das mortes que aconteceram em circunstâncias ainda não esclarecidas.

Uma das hipóteses levantadas pela família de Patrícia é a de que ela pode ter morrido após ter sido forçada pelo noivo a abortar o filho que estava esperando.

A jovem viajou para a Holanda no fim de setembro com a promessa de que, após a temporada que passaria com o noivo, voltaria ao Brasil para se casar, já que o casal esperava um bebê. Patrícia tinha outros dois filhos, de oito e nove anos, de um relacionamento anterior e deixou as crianças com os familiares em Fortaleza.

“Aquelas roupas bonitas com que ela aparece nas fotos foram presentes dele, comprados lá na Holanda. Ele mandava dinheiro uma, duas vezes ao mês para ela. Comprou as passagens, pagou passaporte, disse que queria mostrar o país dele, que lá era muito bonito”, diz a irmã de Patrícia, Fabiana Oliveira dos Santos.
Alianças e promessa de casamento

A irmã conta que Patrícia conheceu o noivo em uma praia de Fortaleza, quando ele veio passar férias no Brasil, e logo começaram a namorar. Neste ano, segundo ela, Dennis comprou as alianças e pediu Patrícia em casamento. Depois, ele foi à casa dos familiares da noiva conversar sobre as pretensões que tinha com ela.

“Minha irmã estava muito feliz e contou que o noivo prometeu que, assim que ela chegasse na Holanda, ia dar entrada nos papéis para eles se casarem. Depois, eles voltariam, em dezembro, e se casariam no religioso aqui em Fortaleza. Ela até procurou saber o que precisava para o casamento com o padre de uma igreja daqui”, diz Fabiana.

“Ninguém imaginava que essa tragédia iria acontecer. Ele falava que minha irmã era o amor da vida dele e ela também dizia o mesmo.”

As promessas não eram só para Patrícia. Segundo familiares, o noivo pretendia comprar um apartamento próximo à praia para morar com ela, o bebê que esperavam e os dois filhos dela. “Ela falou que ia mandar dinheiro para terminar o quarto dos meninos e comprar cama e guarda-roupa. Os meus sobrinhos ficaram ansiosos ao saber que teriam um quarto. Dennis também disse que ia terminar a construção da nossa casa”, conta Fabiana.

Segundo familiares da brasileira, o holandês dizia que trabalhava em um banco, que vivia uma vida confortável e que, após se casar, iria dividir seu tempo entre o Brasil e a Holanda. Sites holandeses afirmam que ele não trabalhava e que “já tinha ganhado dinheiro suficiente para isso.” Segundo a imprensa local, Van E. (o nome completo do holandês não foi divulgado) foi corretor, vendedor de seguros e de previdência privada.
Grávida de sete meses

Patrícia morava com os dois filhos, os pais, a irmã e sobrinhos em uma pequena casa, em um bairro da periferia de Fortaleza. O imóvel ainda está em construção, com paredes no tijolo e piso de chão batido. Os meninos dormem em redes, guardam as roupas em um baú e não têm televisão.

A brasileira viajou de Fortaleza para Amsterdã, na Holanda, no dia 28 de setembro, a convite do noivo. Ela estava grávida de sete meses e, segundo a família, o noivo custeou a viagem. A passagem de volta para o Brasil estava marcada para o dia 2 de dezembro, e ela disse à família que o noivo viria junto.

A família de Patrícia foi informada, oficialmente, sobre a morte dela no dia 22 de outubro pelo Consulado-Geral do Brasil em Amsterdã e, desde então, não se tem mais detalhes sobre o ocorrido. O site local Hart van Nederland relata que quatro policiais invadiram o apartamento de Van E., no dia 18 de outubro, e que a ação ocorreu por meio da varanda.

De acordo com outro site, o AD News, o Ministério Público e a polícia não repassaram detalhes sobre as investigações. Segundo o site, o holandês negou o crime e afirmou que não conhecia Patrícia. No entanto, vizinhos teriam relatado ao portal que viram o casal chegando junto ao apartamento algumas vezes e que Patrícia chegou a cumprimentá-los quando estava com Van E..

O Ministério das Relações Exteriores disse, em nota, que o Consulado-Geral do Brasil em Amsterdã acompanha o caso e que está em contato com familiares da brasileira, mas que não pode fornecer informações sobre o tema em “atendimento ao direito à privacidade dos envolvidos”.

A DPU (Defensoria Pública da União) no Ceará informou que está acompanhando o caso e pedirá esclarecimentos sobre as mortes.
Noivo ciumento

Familiares e amigos afirmam que Patrícia apagou o perfil dela no Facebook logo que chegou a Holanda porque o noivo estaria com ciúmes dos contatos dela no Brasil. Além disso, também teria sido obrigada a deletar o WhatsApp.

“Ele bloqueou todo mundo e tomou o celular dela. Apagou o Facebook e o WhatsApp”, diz o amigo Francesco Moglia, que conhece Patricia há 17 anos.

“Fiquei preocupada quando minha irmã relatou que iria parar de se comunicar pelo WhatsApp porque o noivo falou que iria tomar o telefone dela e que ele a estava pressionando a abortar o filho que estava esperando”, diz Fabiana.

Amigos e a família de Patrícia se dizem chocados com a mudança de comportamento do noivo dela, pois nunca desconfiaram que “aquele homem bom” poderia ser “agressivo” ou “ameaçá-la a fazer um aborto”, uma das hipóteses do que pode ter causado a morte da brasileira. Eles afirmam que Dennis se mostrava um homem apaixonado, alegre e gentil. Todas as vezes que veio ao Brasil, visitava os familiares da noiva. Da última vez, passou três meses no Ceará.

“Patrícia era contra o aborto, tem dois filhos de outro relacionamento e não teria coragem de fazer isso. Além do mais, estava com quase oito meses de gestação”, diz a irmã. “Se aconteceu, minha irmã foi forçada, pois ela disse que, se pudesse, voltaria para o Brasil para criar o menino conosco. E eu ajudaria a minha irmã, como ajudo com os outros sobrinhos.”

Amigos de Patrícia destacam que ela era uma jovem inteligente, comunicativa e que sempre batalhou por melhores condições de vida. Concluiu o ensino médio e trabalhou como empregada doméstica, babá e vendedora de roupas.

“Ela sonhou muito com essa história de amor e se iludiu. Achávamos que ela estava feliz e, de repente, tudo mudou. Minha irmã perdeu a vida num país em que sonhava estar. Ela tem uma história com ele e, mesmo que ele negue, estamos aqui para confrontá-lo”, afirma Fabiana.

“Ela era uma pessoa muito boa e não tinha inimigos. Vivia para os filhos. Nas últimas mensagens dela, dava para perceber que já estava preocupada porque ele mudou de repente o comportamento”, destaca Francesco Moglia.

Francesco conta que, por meio de um colega de trabalho casado com uma holandesa, conseguiu contato com a polícia daquele país e está “dando uma força pra ajudar a esclarecer o ocorrido, além de, também, manter contatos entre a família e as autoridades”.

O amigo de Patrícia acredita que a falta de detalhes sobre o caso ocorre porque as autoridades só devem informar a causa das mortes da brasileira e do bebê quando o caso estiver elucidado. “Até agora só há um suspeito e duas pessoas mortas, então é normal que esteja tudo sob sigilo, até para não atrapalhar a investigação. Os corpos, com certeza, só serão liberados depois que forem emitidos todos os laudos necessários.” O traslado dos corpos será custeado pelo governo brasileiro.

A família de Patrícia abriu uma vaquinha online para receber doações para os dois filhos dela. Esperam juntar R$ 20 mil, mas, até a noite desta terça-feira (12), a vaquinha tinha arrecadado apenas R$ 2.770.
Por:Aliny Gama Colaboração para Universa 13/11/2019 04h00
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/enade-2019-inep-divulga-locais-de-prova-consulte/




Braços de aluna são encontrados em mochila de professor

Bêbado e vestido de Napoleão, ele confessou que planejava se suicidar após ter matado a jovem – (Reprodução)-

Um professor da Universidade de São Petersburgo, de 63 anos, foi preso na Rússia, nesse sábado (09/11/2019), após ser encontrado com dois braços decepados dentro da mochila. Oleg Sokolov teria caído em um rio da cidade enquanto tentava se desfazer das partes do corpo. Bêbado e vestido de Napoleão, ele confessou que planejava se suicidar.

De acordo com o jornal britânico Metro, a vítima é Anastasia Yeschenko, uma estudante de 24 anos. Oleg Sokolov e Anastacia moravam juntos. Para a polícia, ele afirmou que a matou “acidentalmente durante uma discussão”. O restante do corpo da jovem foi encontrado dentro do flat em que eles dividiam.
Fonte:Rafaela Lima
rafaela.lima@metropoles.com
10/11/2019 18:45
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/aos-16-anos-baiano-vende-doce-na-rua-para-realizar-sonho-de-abrir-empresa/

 




Ex-presidente do Supremo Tribunal Eleitoral da Bolívia é presa

Maria Eugenia Choque Quispe e Antonio Costas, presidente e vice-presidente da Bolívia foram apresentados presos pela polícia — Foto: Reprodução/Youtube/Unitel Bolívia

Mais cedo, Maria Eugenia Choque havia renunciado ao cargo, antes que Evo Morales deixasse a presidência.

A ex-presidente do Supremo Tribunal Eleitoral da Bolívia, Maria Eugenia Choque Quispe, foi presa na noite deste domingo (10) e exibida com algemas pela polícia numa entrevista coletiva.

“Queremos anunciar que, graças a um trabalho minucioso da polícia boliviana, se conseguiu a detenção da presidente do Tribunal Supremo Eleitoral, María Eugenia Choque”, disse o comandante geral da polícia, Vladimir Yuri Calderón.

O vice-presidente do TSE boliviano, Antonio Costas, também foi preso e exibido ao seu lado.

O pedido de investigação e prisão da presidente e do vice-presidente do TSE boliviano, de acordo com o comandante da polícia, partiu de Juan Lanchipa Ponce, chefe do Ministério Público da Bolívia.

Mais cedo, Maria Eugenia Choque havia renunciado ao cargo, horas antes da renúncia de Evo Morales à presidência.

  Mais cedo, OEA disse que eleições foram fraudadas e recomendou nova votação
    Depois de prometer novo pleito, Evo Morales renunciou

“Por intermédio desta, faço conhecer a você minha renúncia irrevogável ao cargo de presidente do Supremo Tribunal Eleitoral, para a pacificação da situação atual no Estado Plurinacional da Bolívia, reafirmando minha vontade para uma investigação justa”, disse, na carta de renúncia.

 Opositores de Evo Morales comemoram renúncia do presidente neste domingo (10) nas ruas de La Paz — Foto: Juan Karita/AP

Opositores de Evo Morales comemoram renúncia do presidente neste domingo (10) nas ruas de La Paz — Foto: Juan Karita/AP

O TSE boliviano foi alvo de críticas após a realização das eleições de 20 de outubro, que apontaram vitória em primeiro turno para Evo Morales.
Neste domingo, a Organização dos Estados Americanos afirmou que o pleito foi fraudado.

Horas depois, o então presidente, Evo Morales, afirmou que convocaria novas eleições.

No entanto, Morales renunciou no fim da tarde deste domingo (10). Ao menos três ministros, além de governadores e outros políticos, também deixaram seus cargos.
Por G1
10/11/2019 20h39
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com




Na Inglaterra – Mulher tira a própria vida após descobrir pornografia infantil no celular do namorado

Caso aconteceu em junho de 2017, mas veio à tona recentemente; foram encontradas 31 fotos de pornografia infantil no celular do namorado da vítima (Foto:| Arquivo Pessoal)

Lydia Roberts tirou a própria vida após descobrir um extenso conteúdo de pornografia infantil no celular do namorado, Adam Wells. O caso aconteceu em junho de 2017 na Grande Manchester, distrito da Inglaterra, mas veio à tona recentemente nos tabloides britânicos.

Na época, Adam e Lydia estavam juntos há dois anos. A tragédia aconteceu em 9 de junho de 2017 quando o namorado esqueceu o celular em casa. Os dois discutiram por mensagem durante todo o dia. Adam, que estava no trabalho, saiu com amigos depois e, ao voltar na madrugada do dia 10 de junho, afirma que encontrou Lydia sem vida na casa onde moravam.

No aparelho, a polícia informou que foram encontradas 31 fotos de pornografia infantil. Adam foi condenado a 12 meses de serviços comunitários, sendo obrigado a cumprir 150 horas de trabalho e pagar 85 libras (R$ 452 na cotação atual).

(Com informações do Daily Mail)

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/aos-16-anos-baiano-vende-doce-na-rua-para-realizar-sonho-de-abrir-empresa/

 




Evo Morales renuncia à presidência da Bolívia

Anúncio foi feito em rede nacional; o vice, Álvaro García Linera, também deixa o cargo; antes de renunciar, Morales havia dito que convocaria novas eleições, pois uma auditoria da OEA encontrou indícios de fraude no pleito realizado no dia 20 de outubro.

Evo Morales renunciou neste domingo (10) ao cargo de presidente da Bolívia, após uma escalada nas tensões no país. O anúncio foi feito em rede nacional, pela televisão.

O vice-presidente, Álvaro García Linera, também apresentou a renúncia.

    “Eu decidi, escutando meus companheiros, renunciar ao meu cargo da presidência”, ele disse.

Logo em seguida, ele ataca seus opositores Carlos Mesa e Luis Camacho.

“Por que tomei essa decisão? Para que Mesa e Camacho não sigam perseguindo meus irmãos dirigentes sindicais. Para que Mesa e Camacho não sigam queimando a casa dos governadores de Oruro e Chuquisaca.”

Evo perdeu o apoio das forças de segurança e de seus principais aliados
Ele ainda classificou a situação como um golpe:

    “Lamento muito esse golpe cívico, e de alguns setores da polícia podem se juntar para atentar contra a democracia, contra a paz social com violência, com amedrontamento para intimidar o povo boliviano.”

Depois de acusar a oposição de atos violentos, ele terminou: “Por essas e muitas razões, estou renunciando, enviando a minha carta renúncia à Assembleia Legislativa Plurinacional da Bolívia. Muito obrigado”.

Morales havia dito, mais cedo neste domingo (10), que convocaria novas eleições, após a Organização dos Estados Americanos, OEA, divulgar que as eleições de 20 de outubro haviam sido fraudadas. Ele lembrou isso em seu pronunciamento de renúncia: “De manhã cedo estivemos reunidos com alguns ministros e decidimos, inclusive, renunciar nosso triunfo para novas eleições ocorram em toda a amplitude”.

Não está claro como vão acontecer as novas eleições e nem se ele mesmo será candidato. Mais cedo, ao anunciar a nova votação, ele disse que elas são importantes para que o povo boliviano possa eleger novas autoridades, “incorporando novos atores políticos”.

   Veja a cronologia da crise na Bolív

 Opositores de Evo Morales comemoram renúncia do presidente neste domingo (10) nas ruas de La Paz — Foto: Juan Karita/AP

Opositores de Evo Morales comemoram renúncia do presidente neste domingo (10) nas ruas de La Paz — Foto: Juan Karita/AP

ia

Pouco antes da renúncia, os chefes das Forças Armadas e da Polícia, além da oposição, haviam pedido que Evo Morales deixasse o cargo para “pacificar” o país.

Nas últimas horas, ao menos três ministros também entregaram seus cargos.

Carlos Mesa, um dos principais opositores, se pronunciou em uma rede social.

“À Bolívia, ao seu povo, aos jovens, às mulheres, ao heroísmo da resistência pacífica. Nunca me esquecerei este dia único. O fim da tirania. Agradecido como boliviano por essa lição. Viva a Bolívia!”

Outras renúncias

Além de Evo Morales e do vice, Álvaro García Linera, outros dois na linha de sucessão renunciaram: Adriana Salvatierra, a presidente do Senado, e Víctor Borda, presidente da Câmara de deputados.

De acordo com o jornal “El Deber”, não se sabe quem assumirá o poder.

Fim de um governo de 13 anos

Evo Morales, 60, venceu as primeiras eleições em 2005 e assumiu em 2006.

Ele foi o primeiro presidente de origem indígena da Bolívia, fato que ele mesmo lembrou em seu pronunciamento de renúncia: “Nesse momento é importante dizer ao povo boliviano, é minha obrigação, como primeiro presidente indígena e presidente de todos os bolivianos, buscar essa pacificação”.

Morales foi eleito pela segunda vez em 2009, pela terceira em 2014 e, então, decidiu disputar um quarto mandato seguido em 2019.

Após renunciar, ele disse que ficará na cidade de El Chapare, em Cochabamba –ele negou rumores de que vai sair do país.

Eleições tumultuadas

Manifestantes tomam as ruas de La Paz para denunciar 'fraude eleitoral' nesta sexta-feira (25) após apuração indicar vitória de Evo Morales nas eleições presidenciais da Bolívia — Foto: Kai Pfaffenbach/Reuters
Manifestantes tomam as ruas de La Paz para denunciar ‘fraude eleitoral’ nesta sexta-feira (25) após apuração indicar vitória de Evo Morales nas eleições presidenciais da Bolívia — Foto: Kai Pfaffenbach/Reuters

A crise na Bolívia tomou maiores proporções após as eleições de 20 de outubro deste ano, quando Evo foi reeleito em primeiro turno.

Depois de uma apuração problemática, o órgão responsável por computar os votos apontou o seguinte resultado final:

    Evo Morales: 47,07% dos votos
    Carlos Mesa: 36,51%

Como a diferença entre Morales e Mesa foi de mais de 10 pontos percentuais, o atual presidente foi reeleito para seu quarto mandato.

O resultado foi contestado pela oposição e, no dia 30 de outubro, a Bolívia e a OEA concordaram em realizar uma auditoria.

Antes desses números serem publicados houve uma indefinição: inicialmente, havia um método mais rápido e preliminar de apuração, e um outro, definitivo e mais lento, onde se conta voto a voto. Os números dessas duas contagens começaram a divergir, e a apuração mais rápida, que indicava que haveria um segundo turno, foi suspensa.

Desde que Evo ganhou, a oposição tem ido às ruas em protestos. A polícia parou de reprimir as manifestações, e houve motins em quartéis do país.

Na sexta (8) e no sábado (9) policiais bolivianos se amotinaram. O governo respondeu com um comunicado no qual denunciava um plano de golpe de estado.
Por G1
10/11/2019 17h57
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/aos-16-anos-baiano-vende-doce-na-rua-para-realizar-sonho-de-abrir-empresa/

 




Esposa reconhece aliança do marido em mão encontrada dentro de tubarão

(Foto:Reprodução Polícia da Iha da Reunião) – O rapaz de 44 anos chegou à ilha para passar uma semana ao lado da esposa
Um turista britânico que desapareceu após mergulhar na ilha francesa de Reunião, na costa africana, foi dado como morto após ter parte do corpo encontrada dentro de um tubarão tigre capturado na região.

O rapaz de 44 anos, que não teve sua identidade revelada, chegou à ilha para passar uma semana ao lado da esposa, mas sumiu quando saiu para dar um mergulho sem a companhia dela. “Quando ele não voltou, a esposa dele soou um alarme e uma busca intensa com barcos e helicópteros começou”, afirmou uma fonte da investigação.

Ao mesmo tempo em que a investigação era conduzida, um tubarão da espécie tigre de três metros foi morto na costa da ilha por estar nadando perto demais a uma praia e “representar risco aos turistas”. Durante a autópsia realizada no bicho, a mão do rapaz foi encontrada ainda com aliança no dedo.

Segundo o jornal britânico Daily Mail, testes de DNA do material encontrado no tubarão devem finalizar as investigações, mas a aliança foi automaticamente reconhecida pela esposa dele. A prática de nado e outras atividades no mar foi suspensa na região por causa do risco de ataques. Desde 2011, mais de 20 casos do tipo foram registrados no local.

Redação Integrada, com informações do O Dia
09.11.19 15h31

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/aos-16-anos-baiano-vende-doce-na-rua-para-realizar-sonho-de-abrir-empresa/

 




Policial que prendeu filho do traficante El Chapo é assassinado com 155 tiros

O policial morto estava envolvido na prisão de Ovidio Guzman (foto), filho de El Chapo (Foto:Reprodução)

Considerado policial de elite, ele foi um dos responsáveis pela prisão de Ovidio Guzman no mês passado

Um policial envolvido na prisão de Ovidio Guzman, filho do traficante Joaquín ‘El Chapo’ Guzmán, foi executado com 155 tiros nesta quinta-feira (7). O crime ocorreu no estacionamento de um shopping em Culiacán, no México. O policial tinha 32 anos.

Imagens das câmeras de segurança do shopping mostram o momento em que um carro vermelho segue um carro branco até o estacionamento antes de pelo menos dois pistoleiros dispararem 155 vezes no policial.

Não está claro se o policial estava de serviço no momento do ataque, embora ele supostamente estivesse armado. As autoridades locais estão investigando o caso.

Entenda o caso

O filho de El Chapo foi detido no dia 17 de outubro em operação que tinha como intuito a extradição dele para os Estados Unidos.

Em contrapartida, homens fortemente armados cercaram as forças de segurança e aterrorizaram a população da cidade até que o governo concordasse em soltar Guzman.

Eles puseram fogo em carros e ônibus e atiraram em policiais. Ao mesmo tempo, 56 presos se rebelaram e fugiram de uma cadeia da cidade. Oito pessoas morreram durante as ações.

O presidente Andrés Manuel López Obrador concordou com a soltura do criminoso, acusado de traficar drogas para os EUA, segundo ele, para proteger a vida das pessoas.

*Com informações da revista Marie Claire

De A Tribuna On-line
08.11.19 13h26 –
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/aos-16-anos-baiano-vende-doce-na-rua-para-realizar-sonho-de-abrir-empresa/