Adepará estende prazo de cadastro da safra e safrinha de soja

Produtores da safra têm até o dia 30 de maio. Para a safrinha, o prazo dura 30 dias após o plantio.
Cultura da soja é hoje a base da economia do agronegócio brasileiro — Foto: Ouro Safra/Divulgação

A Agência de Defesa agropecuária do Estado do Pará (Adepará) estendeu o prazo para cadastro da safra 2019/2020 de soja até o dia 30 de maio deste ano. Para a safrinha, o prazo dura 30 dias após o plantio. A ação foi tomada para colaborar com a medidas de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19).

Para realizar o cadastro, o sojicultor pode ir à sede da Adepará no município onde se localiza o plantio, mas respeitando as mediadas protetivas de redução do contágio do Covid-19 como mantendo a distância de 1,5 metro das pessoas.

Há também a possibilidade de realizar o cadastro pela internet. O produtor precisa acessar o site da Adepara para baixar o formulário, preenche-lo e encaminha-lo pelo e-mail gppie@adepara.pa.gov.

O órgão alerta que todas as propriedades ou áreas produtoras de soja existentes no estado do Pará devem fazer o cadastramento, inclusive os plantios destinados à pesquisa. O objetivo é conhecer e mapear todas as áreas com soja no estado, de maneira mais rápida e eficaz, para o planejamento das ações de defesa vegetal.

As medidas são válidas para as áreas produtoras das microrregiões: Paragominas, Tucuruí, Santarém, Almeirim, Óbidos, Castanhal, Arari, Salgado, Belém, Cametá, Bragantina, Furos de Breves, Portel, Guamá, Tomé-Açu, Itaituba (municípios de Rurópolis e Trairão) e de Altamira com exceção dos distritos de Castelo de Sonhos e Cachoeira da Serra.

Serviço

Para mais informações acessar o site da Adepará ou pelo telefone: (91) 3210-1100.

Por G1 PA — Belém
02/04/2020 12h00

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/estudante-nota-1000-do-enem-2018-lanca-nova-cartilha-de-redacao/

 




Após ser agredida, mulher tenta matar o companheiro queimado em Conceição do Araguaia

Mulher foi presa e a segunda vítima dessa história está hospitalizada, em estado grave.
Batalhão da PM em Conceição da Araguaia: vítima reagiu após violência
Uma mulher foi agredida pelo companheiro, no município de Conceição do Araguaia (sul paraense), na madrugada desta quarta-feira (1º de abril). Levou um tapa no rosto. Em resposta, tentou matar o homem queimado. Jogou álcool nele e ateou fogo. Familiares socorreram a vítima da tentativa de homicídio e acionaram a polícia. A primeira vítima de mais uma história de violência doméstica foi presa em flagrante.

Policiais militares que fizeram a detenção da mulher, que tem 30 anos, apontaram que ela apresentava sinais de estar alcoolizada. Foi autuada por tentativa de homicídio e confessou o crime e motivação. O companheiro segue internado, com várias queimaduras e em condição grave, no Hospital Municipal de Redenção. Ele havia sido atendido em Conceição do Araguaia mesmo, mas foi transferido.

Se o homem sobreviver, também será ouvido e poderá ser responsabilizado, afinal, a discussão do casal escalou para uma agressão, já o colocando como autor de um crime previsto pela Lei Maria da Penha. Já a mulher, caso o companheiro dela morra, será autuada então por homicídio.

Fonte:Victor Furtado
02.04.20 13h08

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/estudante-nota-1000-do-enem-2018-lanca-nova-cartilha-de-redacao/

 




Pará tem mais quatro casos de covid-19: passam a 45 os paraenses com a doença

Três novos casos são de Santarém e um é de Ananindeua, confirmou a Sespa esta manhã(Foto:Reprodução)

O Pará tem mais quatro pessoas com quadros confirmados para a covid-19, como informou, na manhã desta quinta-feira (2) a Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa), em suas redes sociais. Agora o Estado soma 45 pessoas com a confirmação da doença. Do total de casos confirmados, apenas dois estão acima dos 60 anos. A outra pessoa nessa faixa etária, considerada uma das de maior risco, foi a única vítima morta até agora, que tinha 87 anos.

As recomendações do Ministério da Saúde são: lavar bem as mãos e pulsos ou usar álcool gel para higienização; evitar contatos físicos desnecessários, cobrir boca e/ou nariz ao tossir e/ou espirrar; não compartilhar alimentos e/ou talheres; higienizar estações de estudo ou trabalho; ao retornar de viagens onde há casos confirmados, com ou sem contato com casos suspeitos, é importante acionar os órgãos municipais de saúde e se afastar de atividades de estudo ou trabalho por, pelo menos, 14 dias. Os principais sintomas são febre, falta de ar e tosse seca. Para manter a população informada a respeito do novo coronavírus, o Ministério da Saúde atualiza, diariamente, os dados na Plataforma IVIS, com números de casos descartados e suspeitos, além das definições desses casos e eventuais mudanças que ocorrerem em relação a situação epidemiológica. Os dados locais do Pará são atualizados, pela Sespa, em boletins especiais, que saem pelo Twitter.

https://twitter.com/SespaPara/status/1245705861953175554

Durante 24 horas por dia, a Prefeitura de Belém mantém o telefone (91) 98417-3985 para informações gerais e casos de suspeitas de covid-19. Há outros canais, para situações menos urgentes, que funcionam de 8h às 22h: (91) 3184-6110, (91) 98568-3067 e (91) 98568-6203. Nas redes sociais da Prefeitura há também informações oficiais sobre a doença e formas de prevenção

Os novos diagnósticos com resultado positivo para a covid-19 são de uma mulher de 48 anos, de um homem de 51 anos e outro home de 54 anos, todos de Santarém – que ontem confirmou a primeira morte causada pela doença em solo paraense. O quarto diagnóstico positivo para a covi-19 é para um homem de 64 anos de Ananindeua.

No atualização da situação paraense da covid-19, feita pela Sespa às 11h, o estado tem 45 casos confirmados, um óbito, 43 casos em análise e 901 casos já descartados.

Leia Também:1º morte covid-19 no Pará- Sespa confirma com documentos morte de idosa pela covid-19 em Alter do Chão
 
Casos

Até a noite desta quarta-feira (1) estavam confirmados 41 casos em todo o Pará, contando o óbito em Santarém. A morte ocorreu em Alter do Chão, e foi divulgada apenas nesta quarta após checagem de informações. A vítima foi uma idosa de 87 anos, que morreu no dia 19 de março, mas cujo caso não foi inicialmente informado ao sistema de saúde do Pará.

Até ontem, às 18h, os casos de covid-19 no Pará estavam divididos em onze municípios: Belém (25), Ananindeua (7), Marituba (1), Castanhal (1), Barcarena (1), Abaetetuba (1), Itaituba (1), Marabá (1), Parauapebas (1), Tucuruí (1) e Santarém (1). Também estavam registrados até esta quarta-feira 83 casos em análise e 857 casos descartados.

Apenas nesta quarta-feira, a Sespa havia confirmado sete novos casos, contando com o óbito em Santarém. Às 11h09, foram divulgados os seguintes casos: mulher, 19 anos, de Belém, que veio de São Paulo; homem, 31 anos, de Belém, profissional de saúde; mulher, 25 anos, de Ananindeua, que esteve na Europa. Às 11h11, os outros três: mulher, de 33 anos, de Belém, caso em investigação; mulher, de 41 anos, de Barcarena, profissional de saúde; mulher, de 47 anos, de Belém, que relata contato do paciente positivo.

O QUE FAZER EM CASO DE SUSPEITA DO NOVO CORONAVÍRUS

As recomendações do Ministério da Saúde são: lavar bem as mãos e pulsos ou usar álcool gel para higienização; evitar contatos físicos desnecessários, cobrir boca e/ou nariz ao tossir e/ou espirrar; não compartilhar alimentos e/ou talheres; higienizar estações de estudo ou trabalho; ao retornar de viagens onde há casos confirmados, com ou sem contato com casos suspeitos, é importante acionar os órgãos municipais de saúde e se afastar de atividades de estudo ou trabalho por, pelo menos, 14 dias. Os principais sintomas são febre, falta de ar e tosse seca.

Para manter a população informada a respeito do novo coronavírus, o Ministério da Saúde atualiza, diariamente, os dados na Plataforma IVIS, com números de casos descartados e suspeitos, além das definições desses casos e eventuais mudanças que ocorrerem em relação a situação epidemiológica. Os dados locais do Pará são atualizados, pela Sespa, em boletins especiais, que saem pelo Twitter.

Durante 24 horas por dia, a Prefeitura de Belém mantém o telefone (91) 98417-3985 para informações gerais e casos de suspeitas de covid-19. Há outros canais, para situações menos urgentes, que funcionam de 8h às 22h: (91) 3184-6110, (91) 98568-3067 e (91) 98568-6203. Nas redes sociais da Prefeitura há também informações oficiais sobre a doença e formas de prevenção.

Fonte:Redação Integrada de O Liberal
02.04.20 10h39
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/estudante-nota-1000-do-enem-2018-lanca-nova-cartilha-de-redacao/

 




Equatorial Pará atua com operação especial durante a crise do Coronavírus

Para as demandas do período, a empresa aumentou em 46% a sua estrutura de atendimento (Foto:Reprodução)
 
A Equatorial Energia Pará está com um plano operacional estruturado para assegurar o fornecimento de energia elétrica com qualidade e segurança a todos os consumidores do Estado. O objetivo é promover um esforço conjunto para assegurar o fornecimento de energia durante o isolamento social, decorrente da pandemia do novo Coronavírus – COVID-19. Para isso, a distribuidora aumentou em 46% a estrutura para atendimento as demandas do período.

A estratégia de trabalho da companhia consiste em intensificar suas ações de manutenção preventiva, bem como agilizar o atendimento às atividades essenciais de fornecimento de energia. Essa ação ocorre em todo o Pará, com destaque para a Região Metropolitana de Belém, Santarém, Marabá, Castanhal, Altamira, Parauapebas e Paragominas, que são cidades polos das regionais de atuação da empresa.

A distribuidora reforça a orientação de que os serviços e registros de falta de energia devem ser solicitados pelos canais digitais, uma vez que as agências e postos de atendimento presenciais estarão fechados até que a crise esteja controlada.

O diretor da área de Operações Técnicas da Equatorial Pará, Alexandre Joaquim, ressalta a importância desse trabalho em um contexto delicado. “Nós fornecemos um serviço essencial e vamos continuar trabalhando para que todos os nossos clientes tenham energia elétrica de qualidade e garantir que situações emergenciais sejam solucionadas no menor tempo possível. Estamos reforçando a priorização do atendimento a centros de saúde e hospitais, que, nesse momento, prestam serviço de extrema importância no combate à COVID-19”, ressalta Alexandre.

Mesmo diante do cenário atual de disseminação do coronavírus no Brasil, a Equatorial Pará segue de forma proativa com seu Centro de Operações Integrada em funcionamento e seguindo todas as regras de proteção recomendadas pelo Ministério da Saúde, garantindo a segurança de seus colaboradores. Vale destacar, ainda, que ao longo dos últimos meses, a empresa realizou investimentos e ações de manutenção preventiva na rede de distribuição de energia elétrica, de modo a assegurar de forma efetiva o fornecimento de energia e o aumento da confiabilidade do sistema.

Canais de atendimento

Os canais de atendimentos digitais para o cliente da Equatorial Pará funcionam 24 horas por dia, sete dias por semana e são gratuitos.

O consumidor pode entrar em contato via central de atendimento pelo número  0800 091 0196 ou por meio da Clara, atendimento de inteligência artificial via Whatsapp pelo número (91) 3217-8200, ou pelo site www.equatorialenergia.com.br

Fonte:Assessoria de Imprensa da Equatorial Energia Pará

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

http://www.folhadoprogresso.com.br/estudante-nota-1000-do-enem-2018-lanca-nova-cartilha-de-redacao/

http://www.folhadoprogresso.com.br/estudante-nota-1000-do-enem-2018-lanca-nova-cartilha-de-redacao/

http://www.folhadoprogresso.com.br/estudante-nota-1000-do-enem-2018-lanca-nova-cartilha-de-redacao/




Justiça nega liminar que pedia habeas corpus a presos que integram grupo de risco do Covid-19 no PA

(Foto:Reprodução) – Liminar solicitou que pessoas acima de 60 anos deixassem as prisões como medida de resguardar a contaminação pelo Covid-19. TJPA informou que competência é do STF.

O desembargador Ronaldo Marque Valle, da Seção de Direito Penal do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA), negou nesta quarta-feira (1º) o pedido de liminar em habeas corpus coletivo que buscava a saída da prisão de pessoas acima de 60 anos, grupo considerado de risco da pandemia do novo coronavírus.

O pedido de liberação foi impetrado pela Defensoria Pública do Pará, “em favor de todas as pessoas presas, que vierem a ser presas provisórias ou condenadas e, que estejam no grupo de risco da pandemia do Novo Coronavírus, identificadas como idosas”. O pedido da Defensoria aponta como autoridade coautora o TJPA, bem como todos os juízos criminais e de execução penal do Estado do Pará.

De acordo com a decisão, a negativa do pedido se deu porque o TJPA não poderia apreciar o habeas corpus no qual a própria instituição é citada como coautora. O relator fundamentou, também, a sua decisão em feito julgado monocraticamente pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux. “A competência originária para processar e julgar habeas corpus impetrado contra ato de Tribunal de Justiça estadual é do Superior Tribunal de Justiça”, afirma o ministro.

Por G1 PA — Belém

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/estudante-nota-1000-do-enem-2018-lanca-nova-cartilha-de-redacao/

 

 

 




Pará recebe 15 mil testes rápidos para agilizar diagnóstico do novo coronavírus

A expectativa é de que todos os estados estejam abastecidos com essa primeira remessa dos testes rápidos até o fim da semana(Foto:Bernardo Portella / FioCruz)

O Ministério da Saúde iniciou, nesta quarta-feira (1º), a distribuição de 468.802 testes rápidos para diagnóstico de coronavírus (Covid-19) no País. Destes, 14.806 serão distribuídos pelos municípios do Estado do Pará. Os testes irão atender os profissionais que atuam nos serviços de saúde, além de agentes de segurança, como policiais, bombeiros e guardas civis com sintomas de síndrome gripal. Este é o primeiro lote de um total de 5 milhões de testes rápidos adquiridos pela Vale e doados ao Ministério da Saúde.

A logística de distribuição dos testes para a região Nordeste contará com o apoio da Força Aérea Brasileira (FAB). O mesmo avião utilizado para envio dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os estados da região levará também 120,2 mil testes para o Nordeste. A carga já saiu da Coordenação de Armazenagem e Distribuição Logística de Insumos Estratégicos para a Saúde (COADI) do Ministério da Saúde, em Guarulhos (SP). Paralelamente, o Norte, Sudeste, Sul e Centro-Oeste receberão os materiais por voos comerciais, cargueiros ou ainda por rodovias. Dos 500 mil testes rápidos, serão enviados 204,3 mil testes para o Sudeste, 71,8 mil para o Sul, 35,5 mil para o Centro-Oeste e 36,9 mil para a região Norte. A expectativa é de que todos os estados estejam abastecidos com essa primeira remessa dos testes rápidos até o fim da semana.

“Os testes rápidos devem ser feitos somente após o sétimo dia do início dos sintomas. Ele serve apenas para marcar se a pessoa tem ou não o anticorpo que combate o vírus. Vai mostrar se você já teve no passado, e nesse caso está imune, ou se tem o vírus no período latente da doença”, explicou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. “Muita gente vai ganhar imunidade grátis, não vão ter nem sintomas”, completou.

Os testes estão em análise pelo INCQS e o Ministério da Saúde está ajustando as instruções e elaborando uma nota informativa com recomendações e orientando o uso para garantir a adequada utilização pelos Estados e Municípios. O teste rápido será usado como uma ferramenta para auxílio complementar no diagnóstico da COVID 19.  O restante dos testes rápidos doados pela Vale (4,5 milhões) deve chegar ao Brasil ainda no mês de abril. A previsão é de entrega de 1 milhão de testes por semana. Do montante de 500 mil testes já recebidos, parte vão compor uma reserva técnica do Ministério da Saúde e os demais estão sendo utilizados pelo INCQS na avaliação de qualidade.

Com resultado em até 20 minutos, os testes rápidos são indicados apenas para os profissionais dos serviços de saúde e da segurança. Os testes são feitos apenas após o sétimo dia do início dos sintomas de síndrome respiratória, como tosse, dificuldade para respirar, congestão nasal e dor de garganta, para detectar a presença de anticorpos (IgG e IgM), que são defesas produzidas pelo corpo humano contra o vírus SARS-CoV-2, que causa a Covid-19. Vale lembrar, que esse é um teste qualitativo para triagem e auxílio diagnóstico. Portanto, o teste deve ser usado como uma ferramenta para auxílio no diagnóstico do COVID 19. Resultados negativos não excluem a infecção por SARS CoV 2.
Fonte:ORM/Thiago Vilarins
01.04.20 21h45
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/estudante-nota-1000-do-enem-2018-lanca-nova-cartilha-de-redacao/

 




1º morte covid-19 no Pará- Sespa confirma com documentos morte de idosa pela covid-19 em Alter do Chão

(Foto:Gemelli Policlinico / Reuters)- Após contestação, Sespa divulga documentos sobre primeira morte causada pela covid-19 no Pará
Áudios atribuídos a familiares da vítima contestaram a informação divulgada pela secretaria

Após a divulgação pela Secretaria de Saúde Pública do Estado do Pará (Sespa) de que uma mulher de 87 anos foi a primeira vítima fatal da covid-19 no Pará, no início da tarde desta quarta-feira (1), começaram a circular em grupos de trocas de mensagem via aplicativo áudios atribuidos a familiares da vítima, moradora de Alter do Chão, em Santarém, contestando o resultado positivo para o novo coronavírus.

Os relatos ganharam as redes sociais e, no final da tarde, a Sespa divulgou, por meio de sua conta no twitter o resultado do exame, realizado em um laboratório particular de Belo Horizonte, que atesta a covid-19, além da declaração de óbito. “A Sespa tem preservado a identidade das pessoas, mas diante da postagem de um familiar que nega a morte da idosa, em Santarém, por coronavírus, nos sentimos na obrigação de divulgar o resultado do exame que atesta Covid-19 e a declaração de óbito. Em anexo, os comprovantes”, disse a secretaria na publicação.

https://twitter.com/SespaPara/status/1245461415005167617

Em pronunciamento na tarde desta quarta-feira, o governador Helder Barbalho também comentou o caso. “É extremamente doloroso esse momento para nós e nos solidarizamos com essa família. É uma derrota para todos nós. Mas não esperem que nós omitamos informações à  população e que não sejamos transparentes. Somos hoje o estado com o menor número de casos para cada 100 mil habitantes. E não vou omitir nenhuma informação, seja boa, seja ruim. É desta forma que continuatemos trabalhando juntos para superar essa situação”, ressaltou o governador.

Mais cedo, em entrevista coletiva à imprensa, o prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, confirmou a morte da idosa pelo novo coronavírus. Ele informou que o Município só teve conhecimento do caso em 25 de março, ao receber o resultado do exame como poisitivo para a doença.

“Quando o exame chegou nós não tínhamos a notificação do caso porque este caso foi atendido por um médico que suspeitou e solicitou o exame para Belo Horizonte, em Minas Gerais. A prefeitura deveria ser notificada, como diz o protocolo, mas não fomos. A prefeitura só tomou conhecimento quando o resultado chegou no dia 25 de março.”

O prefeito informou que logo que a secretaria de saúde soube do resultado do exame, tratou de informar à própria família da idosa, e garantiu que foram tomadas todas as medidas de isolamento e de coleta de exame de material das pessoas próximas, procedimentos feitos pela Secretaria de Saúde do Município.

Jornal Folha do Progresso com Redação Integrada
01.04.20 18h40
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/estudante-nota-1000-do-enem-2018-lanca-nova-cartilha-de-redacao/

 




Como a Covid-19 está mudando as práticas na segurança do paciente

(Foto:HMUE Reprodução)- Mudanças no atendimento e maior cuidado na entrevista do médico com o paciente estão entre as principais medidas adotadas pelas unidades de saúde. A humanização irá continuar ampliando o seu valor na assistência

O Dia Nacional da Segurança do Paciente é lembrado nesta quarta-feira, 1° de abril, e deverá reforçar a conscientização de toda a sociedade para o tema.

A disseminação mundial do novo coronavírus (Covid-19) tem revelado ao mundo e, principalmente ao Brasil, a importância de cuidados básicos de higienização como umas principais formas de evitar o contágio pela doença.

Já nas unidades de saúde, esse é um dos aspectos de maior relevância no atendimento e está vinculado ao Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP), do Ministério da Saúde, criado para qualificar o cuidado na assistência hospitalar. Esse programa envolve, além de gestores e profissionais da área, o próprio paciente e familiares com o objetivo de oferecer uma assistência segura.

Mudanças no atendimento

Para Fernando Paragó, diretor Médico Corporativo da Pró-Saúde, entidade que gerencia 23 hospitais públicos e privados pelo país, a Covid-19 trouxe a necessidade de ampliar atenção na anamnese, nome dado para a entrevista inicial realizada pelo médico com o paciente.

“Como os sintomas da Covid-19 são semelhantes ao de doenças menos graves, o profissional médico precisa melhorar a triagem, trazer à tona informações do paciente que ajudem no diagnóstico e possam garantir o tratamento adequado”, diz.

O diretor comenta que as unidades de saúde gerenciadas pela Pró-Saúde em todo o país reforçaram algumas medidas na assistência. Entre elas estão a comunicação segura, a higienização das mãos e a lesão por pressão.

“Essas também são metas internacionais adotadas em todas as unidades de saúde, porém a sua ampliação reforça a segurança entre os profissionais e a busca por melhores resultados. Além disso, diminuir as infecções hospitalares é uma necessidade para prevenção de IRAS e infecções cruzadas”, complementa.

As IRAS são as Infecções relacionadas a assistência à saúde e estima-se que, no Brasil, a taxa de infecções hospitalares atinja 14% das internações, de acordo com o Ministério da Saúde.

A humanização para diminuição do pânico

O Brasil vive um cenário de ansiedade pelas consequências do que pode ocorrer na saúde e na economia. Sem as devidas ações de políticas públicas, o colapso do sistema de saúde poderá ocorrer ainda no mês de abril, quando pico de contaminação pela doença estará avançado.

Diante dessas circunstâncias, os profissionais de saúde devem trabalhar com ferramentas além da medicina, como a empatia e solidariedade para auxiliar na comunicação com o paciente. Com mais de 50 anos na área de gestão hospitalar e com uma política institucional embasada também na humanização no atendimento, o diretor médico da Pró-Saúde reforça a importância desse trabalho como garantia de qualidade e na própria segurança do paciente.

“Atuamos com cerca de 16 mil colaboradores e realizamos mensalmente mais de 1 milhão de atendimentos em todo o país. Nossa atuação busca garantir e reforçar a importância da humanização, pois os pacientes respondem melhor aos procedimentos clínicos e garante uma saúde mental fortalecida, fundamental no momento de pandemia”, conclui.

A Pró-Saúde é uma instituição responsável pelo gerenciamento de 23 unidades de saúde em 12 estados brasileiros. Com 52 anos de experiência, está entre as principais gestoras em saúde no país.

Fonte:Ascom Pró-Saúde/Por Adrielle Lopes Sousa

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/estudante-nota-1000-do-enem-2018-lanca-nova-cartilha-de-redacao/

 




Decreto do Governo do Pará reforça fechamento de shoppings no estado por tempo indeterminado

Decreto do Governo do Pará reforça fechamento de shoppings de no estado por tempo indeterminado — Foto: Divulgação / Shopping Castanheira

Prefeito de Belém anunciou que shoppings de Belém seguem fechados apenas até o dia 16 de abril. No entanto, medida não possui autonomia, pois contraria decreto estadual.

O governador do Pará Helder Barbalho publicou na última terça-feira (31) novo decreto reforçando o fechamento de todos os shoppings, bares e restaurantes do estado. A determinação faz parte das ações de prevenção do governo contra a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial do Estado e segue em vigor por tempo indeterminado.

De acordo com o decreto, todos os shopping centers, academias, bares, restaurantes, padarias, casas noturnas e estabelecimentos similares, devem permanecer fechados em todo o estado. No caso de bares e restaurantes, apenas os serviços delivery podem continuar funcionando. De acordo com o documento, o decreto poderá ser revisto a qualquer momento, sem data fixada para suspensão das ações. As medidas devem ser averiguadas de acordo com a evolução epidemiológica do vírus no estado, segundo o governo.

Ainda de acordo com o decreto, serviços essenciais como farmácias, supermercados e laboratórios continuam funcionando normalmente.

Segundo o boletim emitido pela Sespa divulgado às 14h30, o Pará possuía uma morte, 41 casos confirmados, 84 casos em análise e 829 descartados.

Prefeitura contraria decreto

Na manhã desta quarta-feira (1º), o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, anunciou que a suspensão das atividades dos shoppings de Belém seguiria até o próximo dia 16 de abril. A decisão teria sido tomada pela própria Prefeitura, após reunião com representantes de cada shopping da capital.

No entanto, a decisão do Prefeito contaria o decreto estadual publicado pelo Governo do Estado. Segundo a Procuradoria Geral do Estado (PGE), ao contrário do que foi divulgado pela Prefeitura de Belém, o fechamento de shoppings centers é uma das medidas previstas pelo Decreto nº 609, assinado pelo governador. Ainda de acordo com a PGE, o descumprimento dessa determinação pode acarretar nas responsabilizações civil, administrativa e penal, conforme determinam as diretrizes do Ministério da Justiça e Segurança Pública e da Saúde. A PGE informa ainda que o município não tem autonomia para revogar a medida.

O G1 entrou em contato com a Prefeitura de Belém para comentar o assunto e aguarda resposta.

Recomendações de isolamento social

O isolamento social é a principal medida de contenção à pandemia defendida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e adotada em diversos países atingidos pela doença. No Pará, o Governo do Estado e a Prefeitura já suspenderam aulas presenciais. Há medidas ainda de restrição de transporte interestadual de passageiros e suspensão de voos internacionais.

Por Caio Maia, G1 PA — Belém

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/editais-de-provas-do-enem-2020-estao-disponiveis-para-consulta-confira/

 

 

 




Município de Parauapebas, no Pará, adquire testes rápidos para o novo coronavírus

(Foto:Reprodução) – Prefeitura de Paraupebas compra testes rápidos de detecção do novo coronavírus

Cidade registrou um caso confirmado da Covid-19. Segundo a prefeitura, os resultados dos testes saem em até 15 minutos.

O município de Parauapebas, no sudeste do Pará, adquiriu testes rápidos para realizar o diagnóstico da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. O município tem um caso confirmado, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) – um homem de 25 anos que contraiu o vírus durante viagem à Itália.

Segundo a prefeitura, o material foi adquirido com recursos do Fundo Municipal de Saúde, no valor de R$130 mil. Os resultados saem em até 15 minutos.

Ainda de acordo com a prefeitura, o objetivo é aumentar a capacidade do diagnóstico da doença. Os testes já estão disponíveis na Unidade de Pronto Atendimento e no Pronto Socorro Municipal.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que somente quem apresentar sintomas da Covid-19 poderão fazer o teste. Os sintomas são tosse seca, febre e dificuldade para respirar. A recomendação para o exame deverá ser feita pelo médico.

Por G1 — Belém

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/editais-de-provas-do-enem-2020-estao-disponiveis-para-consulta-confira/