Governo do Pará defende melhor qualidade da energia no Estado

Foto: JAILSON SAM / DIVULGAÇÃO- “Todos nós que moramos no Estado sabemos que é rotina a queda no fornecimento de energia, ocasionando a queima de eletrodomésticos e outros prejuízos nos domicílios paraenses. Ou seja, a qualidade da energia, ao contrário do que foi informado, é questionável”, enfatizou o governador do Pará.
A elevada tarifa e a baixa qualidade da energia elétrica ofertada à população do Pará foram os principais temas abordados pelo governador do Estado, Helder Barbalho, em audiência com o diretor geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone da Nóbrega, realizada em Brasília, na terça-feira (19). Na ocasião, Helder defendeu que, ao contrário do que foi informado ao órgão regulador federal – que o Pará é um dos estados com a melhor qualidade de energia do Brasil -, a realidade vivenciada pelas famílias paraenses é bem diferente. E, neste sentido, propôs que a Agência de Regulação e Controle de Serviços Púbicos do Estado do Pará (Arcon) passe a fiscalizar o serviço prestado pela Equatorial Energia, antiga Celpa.

“Todos nós que moramos no Estado sabemos que é rotina a queda no fornecimento de energia, ocasionando a queima de eletrodomésticos e outros prejuízos nos domicílios paraenses. Ou seja, a qualidade da energia, ao contrário do que foi informado, é questionável. Além disso, as altas tarifas pesam no custo de vida das pessoas e também acabam por dificultar que empresas possam se estabelecer, justamente pela conta altíssima que hoje todos nós pagamos. Infelizmente, nem todos podem arcar com mecanismos paralelos para assegurar a energia em seus estabelecimentos, como a aquisições de geradores, e estamos aqui para defender os interesses da população”, reiterou o governador do Pará.

Pepitone da Nóbrega reconheceu a alta carga de subsídios na tarifa e explicou que isto se deve ao fato do país ter que acionar termoelétricas, como forma de preservar seus reservatórios de água, uma vez que os níveis seguem baixos, devido às chuvas escassas em diversas regiões do país. “Acredito que temos que discutir a legitimidade desses subsídios serem recolhidos pelo setor elétrico, considerando que eles são destinados a outros setores da economia. Isto deve ser levado ao Congresso Nacional, pois em última instância, vai constituir para a desoneração da tarifa de energia. É natural que a população enseje qualidade e preços justos e nós estamos estreitando os laços com a Agência de Regulação do Pará para resgatar a qualidade do serviço”, afirmou.

Hoje, apesar de ser um dos maiores fornecedores de energia, o Pará possui a terceira maior tarifa do Brasil. Isto se deve porque o modelo vigente para a distribuição e aplicações de tarifas de energia no país, não leva em conta o fato dos estados serem fornecedores de energia. “Nós temos uma visão federativa, em que o governo federal identifica as demandas e a necessidade de energia de cada Estado através das diversas distribuidoras, que fornecem índices de qualidade. Estas, por sua vez, são escolhidas através de Leilões (A-4 e A-6)”, explicou Pepitone.

A Aneel é a responsável por definir o preço da energia elétrica. Para o órgão, o Pará possui bons índices de qualidade no fornecimento energia. Mas, apesar da divergência entre os dados, o governador avaliou positivamente reunião. “A receptividade foi boa e já iniciamos as tratativas para assegurar esse convênio. Lamentavelmente as informações reportadas pela Aneel, que autoriza os ajustes tarifários, são totalmente divergentes do que vivemos e isto foi passado para eles. A ideia agora é justamente corrigir esta distorção, fazendo com que a Arcon possa ser um braço apoiador da Aneel no Estado do Pará. Desta forma, queremos garantir que a transparência de dados, apresentados pela distribuidora, contribuam para que eles retratem a veracidade do estamos vivendo no território paraense”, finalizou Helder Barbalho.

Por Amanda Engelke

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)
Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com




Semas prevê chuva e maré alta em todo o Pará no fim de semana

A intensidade maior deve ocorrer na região sudeste, sudoeste e áreas litorâneas do nordeste e do Marajó, onde o volume das chuvas serão maiores. Foto: Reprodução/

Neste sábado (23) e domingo (24) a previsão é de chuva e maré alta em todo o Pará, segundo a previsão da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas). De acordo com a previsão, a intensidade maior deve ocorrer na região sudeste, sudoeste e áreas litorâneas do nordeste e do Marajó, onde o volume das chuvas serão maiores.

A maré superou os 5 metros na quinta (21) e destruiu restaurante, hotel e casas em praia do estado. De acordo com o meteorologista Saulo Carvalho, da Diretoria de Meteorologia, Hidrologia e Mudanças Climáticas (Dimeh), as marés muito altas nas praias de Salinópolis e nas ilhas de Algodoal e de Mosqueiro, foram motivadas pelo fenômeno perigeu – quando a órbita da lua fica mais próxima da Terra. “A lua exerce uma tração gravitacional maior do que o normal sobre a superfície aquática, mas a tendência é que isso não se repitam no fim de semana”, prevê.
Parte do muro de uma casa localizada na praia do Farol Velho, em Salinópolis, desabou devido à força da maré nesta quinta-feira (21) — Foto: Reprodução/TV Liberal Parte do muro de uma casa localizada na praia do Farol Velho, em Salinópolis, desabou devido à força da maré nesta quinta-feira (21) — Foto: Reprodução/TV Liberal

Parte do muro de uma casa localizada na praia do Farol Velho, em Salinópolis, desabou devido à força da maré nesta quinta-feira (21) — Foto: Reprodução/TV Liberal

Confira a previsão:

De acordo com o boletim, a região metropolitana de Belém deve ficar nublada no sábado pela manhã, com previsão de chuva intervalada à tarde, e céu nublado à noite; no domingo, devem ocorrer chuvas isoladas no final da manhã, com chuvas e trovoadas de tarde e noite nublada. Os termômetros variam de 23º a 32º.

Já na região nordeste deve predominar o céu nublado, com previsão de chuva na parte litorânea. No restante da região, o sábado e domingo devem ser nublados pela manhã, com chuvas e trovoadas à tarde. As temperaturas variam de 22º a 31º.

As marés em Belém devem alcançar nível mais alto de 3,5 metros no sábado, à 1h56 e às 14h15. No domingo, a altura deve atingir 3,4 metros às 2h17 e às 14h15.

Em Mosqueiro, a maré alta deve atingir 3,6 metros no sábado, à 1h12 e às 13h21. No domingo, será 3,5 metros à 1h43 e 14h01.

Nas praias de Salinas, a preamar deve chegar a 5 metros de altura às 10h21; e 4,8 metros às 22h43, no sábado. No domingo, chegará a 4,8 metros às 11h01 e 4,4 metros às 23h27.

Por G1 PA — Belém

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)
Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com




Dezessete pessoas são presas por tráfico de drogas no interior paraense

Operação Dionísio foi deflagrada para reprimir o tráfico de drogas e intensificar as ações de segurança pública do período que antecede às festas de Carnaval
Homem foi preso em Salinópolis com cinco porções de pedras de óxi e 50 comprimidos de uma substância não identificada (Divulgação / Polícia Civil)

Dezesseis pessoas foram presas, nesta sexta-feira (22), em municípios do interior paraense com a deflagração da operação Dionísio, que tem como objetivo reprimir o tráfico de drogas e intensificar as ações de segurança pública do período que antecede às festas de Carnaval. As prisões ocorreram em Óbidos, Castanhal, Maracanã, Salinópolis e Redenção, principalmente.

A operação vai se estender até o próximo dia 28, sob a coordenação da Diretoria de Polícia do Interior (DPI). No primeiro dia, equipes de Delegacias e Seccionais de Polícia saíram às ruas de diversas cidades do interior do Pará, no mesmo horário, para dar cumprimento a mandados de busca e apreensão em relação a pontos de tráfico de entorpecentes e uso ilegal de armas, além de cumprir mandados de prisão de envolvidos em tráfico de drogas e homicídios.

Segundo o diretor de Polícia do Interior da Polícia Civil, delegado José Humberto Melo, a operação Dionísio também é chamada de Operação Pré-Carnaval, já que a ação policial visa atuar de forma preventiva antes do carnaval, para evitar ocorrências de crimes, principalmente, o tráfico de drogas na época dos eventos carnavalescos nas cidades que atraem maior número de foliões no interior do Pará. Além das prisões, explica o delegado, foram realizadas apreensões de substâncias entorpecentes ilícitas, dinheiro e aparelhos celulares. Após o final da operação Dionísio, no último dia do mês de fevereiro, será iniciada a operação Carnaval.

Em Óbidos, oeste paraense, foram nove pessoas presas. Outras seis foram presas por mandados de prisão e houve um morto em troca de tiros com policiais em cidades da região do Salgado, no nordeste do Estado, como Castanhal e Maracanã. Em Redenção, sudeste do Pará, policiais civis cumpriram oito mandados de busca e apreensão domiciliar relacionados ao tráfico de entorpecentes. Não houve prisões em flagrante.

No município de Salinópolis, nordeste paraense – região do Caeté foi preso Antônio Carlos da Silva Luz, também acusado de tráfico de entorpecentes. A prisão foi realizada como resultado de investigações desenvolvidas pelas equipes do município com objetivo de combate ao crime. Assim, foram solicitadas medidas cautelares de busca e apreensão à Justiça. Ao todo, sete mandados de busca e apreensão domiciliares foram cumpridos. Na casa do preso, foram encontradas cinco porções de pedras de óxi e 50 comprimidos de uma substância não identificada. “As operações policiais seguem na cidade de Salinópolis para trazer maior tranquilidade para a população local, assim como para a população que comumente procura a cidade em época de feriados prolongados, informou a Polícia Civil.
Com informações da Polícia Civil

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)
Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com




Veja quem é o homem apontado como chefe da quadrilha de tráfico internacional alvo da operação Flak

João Soares Rocha é apontado como chefe da quadrilha — (Foto: Reprodução/TV Globo)
João Soares da Rocha é dono de fazendas, aviões, postos de combustíveis e até um hangar. Ele foi detido durante a operação Flak, que agiu contra o tráfico internacional de drogas, em Tucumã e está preso em
O homem preso nesta quinta-feira (21) acusado pela Polícia Federal de ser chefe da quadrilha de tráfico internacional de drogas alvo da operação Flak foi pioneiro no mercado de extração de madeira no Pará. Informações apuradas pelo G1 revelam que João Soares Rocha atuava, inclusive, em terras indígenas no estado.

O advogado dele disse que o cliente exerce atividade lícita e tem residência fixa. Afirmou ainda que aguarda para ter conhecimento dos autos e se manifestar a respeito. Rocha está preso na Casa de Prisão Provisória de Palmas.

Ao todo, agentes cumprem 55 mandados de prisão contra envolvidos no esquema. Até às 17h o balnaço da PF apontava que 28 pessoas já tinham sido presas.

João Soares Rocha é empresário e dono de fazendas, aviões, postos de combustíveis e até um hangar. Ele tinha negócios em Goiás e no Pará. Segundo a PF, o grupo chefiado por ele utilizava pistas de pouso em Palmas e Porto Nacional, no Tocantins, como ponto de apoio para movimentar as drogas.

PF realiza operação contra o tráfico internacional de drogas — Foto: Divulgação
PF realiza operação contra o tráfico internacional de drogas — Foto: Divulgação

João Soares da Rocha foi preso nesta quinta-feira (21) e atualmente morava em uma chácara. Rocha atuou como empresário nas cidades de Tucumã, onde foi preso, São Felix do Xingu e Ourilândia do Norte e também era articulador do processo de revenda da madeira para outros centros no país.

Os negócios dele também envolviam criação de gado. O depoimento de Rocha foi na sede da Polícia Federal de Palmas. Depois ele foi levado para a Casa de Prisão Provisória da capital.

O suposto chefe da quadrilha é tio do piloto Felipe Rocha Reis, que morreu em Goiânia após uma queda de avião no Pará. O pai de Felipe, Evandro Geraldo Rocha dos Reis também morreu no acidente. O caso teve grande repercussão. Os dois também foram citados pela PF como membros da quadrilha

Ainda segundo as investigações, o esquema teria ligações com traficantes como Fernandinho Beira-Mar e também Leonardo Dias Mendonça, que estava preso em Aparecida de Goiânia, mas ganhou progressão para o regime semiaberto.

Aviões adulterados

As aeronaves utilizadas pela quadrilha eram de pequeno porte, mas foram adulteradas para poder reabastecer enquanto voavam e assim ter maior autonomia de voo. As alterações feitas na estrutura dos aviões podem ter causado pelo menos um acidente.

O caso foi em março de 2017, no espaço aéreo da Venezuela. O avião ficou sem combustível e caiu no mar do Caribe cerca de 20 minutos antes de chegar ao destino.

Alguns dos aviões utilizados pelo grupo podem fazer voos de longo alcance, inclusive em rotas intercontinentais, mesmo sem nenhuma alteração. Segundo a PF, em dois anos foram transportadas cerca de 9 toneladas de cocaína.

Fonte:João Guilherme Lobasz e Ana Paula Rehbein, G1 e TV Anhanguera

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP – JORNAL FOLHA DO PROGRESSO no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou adeciopiran_12345@hotmail.com




Polícia Civil apreende 81 kg de maconha no Pará

Foto: Reprodução

A Polícia Civil do Pará apreendeu, na noite desta quinta-feira (21), em torno de 81 quilos de maconha em formato de tabletes. As drogas estavam no interior de uma casa, no Conjunto Cidade Nova, em Ananindeua, na região metropolitana de Belém. No local, foi preso em flagrante Adriano Scerni Fortunato. A apreensão é resultado de investigação da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) em conjunto com policiais militares da Rotam e do Serviço de Inteligência da PM. As drogas e o preso foram conduzidos para a sede da Denarc.
Segundo o delegado Augusto Potiguar, diretor da Denarc, o flagrante foi resultado de denúncia anônima. Após receber as informação, a equipe policial realizou investigações para apurar os informes sobre a existência de uma quantidade de drogas na área da Cidade Nova. Assim, ressalta o delegado, efetuaram a abordagem na casa citada na denúncia e constataram a existência das drogas no local.
No imóvel, os policiais encontraram 81 tabletes de erva seca em formato prensada. Tudo foi recolhido e vai passar por perícia de constatação no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves. O preso foi conduzido para a Denarc, localizada no bairro do Telégrafo, em Belém, para prestar esclarecimentos. Ele foi autuado pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico e ficará preso à disposição da Justiça para passar por audiência de custódia.

Fonte: Polícia Civil\PA

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP – JORNAL FOLHA DO PROGRESSO no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou adeciopiran_12345@hotmail.com




Operação prende ex-servidor por envolvimento em esquema de desvio de dinheiro público em Tucuruí

Foto: Reprodução

Um homem foi preso nesta quinta-feira (21) em uma operação de combate ao desvio de dinheiro público no município de Tucuruí, sudeste do estado. Segundo os agentes, a prisão fez parte da Operação Darvaz, que investigava possíveis desvios de dinheiro público e fraudes no Instituto de Previdência dos Servidores do Município (Ipaset) e na Prefeitura Municipal.

De acordo com a polícia, o acusado era um ex-funcionário do Ipaset. Além da prisão, os policiais apreenderam computadores, mídias, documentos e telefones celulares. Segundo a polícia, todo material apreendido foi levado para a sede do Ministério Público de Tucuruí, onde será analisado.

Fonte:G1/Pa

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP – JORNAL FOLHA DO PROGRESSO no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou adeciopiran_12345@hotmail.com




Câmera flagra momento que Gordo do Aurá é abordado por criminosos. Veja!

Câmeras de segurança gravaram o momento que o carro com o vereador de Ananindeua Deivite Wener Araújo Galvão, 37, mais conhecido como “Gordo do Aurá” (DEM) foi abordado por criminosos.(Foto: Reprodução)
O crime aconteceu na tarde desta quinta-feira (21), no bairro da Pedreira, em Belém. O parlamentar tinha acabado de sair do Hospital Pronto Socorro Municipal Mario Pinotti, onde tinha levado uma filha para atendimento médico, e o carro em que ele estava foi interceptado na avenida Pedro Miranda.

Nas imagens da câmera, é possível ver quando homens descem de um veiculo que parou na frente do carro que o vereador estava.

O carro foi alvejado com 26 tiros, dos quais 14 atingiram a vítima, que foi levada de volta para o PSM da 14 de Março, mas não resistiu e morreu no hospital.

 

https://youtu.be/SwMvkBHtP3U

DOL

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)
Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

a




Gordo do Aurá’ é baleado em atentado a tiros e morre no PSM da 14

(Foto: Reprodução)-O vereador Gordo do Aurá (DEM), como é conhecido Deivite Weser Galvão, morreu, na tarde desta quinta-feira (21), no Pronto Socorro da 14 de Março, em Belém, após ter sido baleado em uma suposta emboscada.

O caso aconteceu em frente à Escola Estadual Maroja Neto, na avenida Pedro Miranda, no bairro da Pedreira, em Belém. De acordo com informações de policiais militares, um carro parou ao lado do veículo em que estava Gordo do Aurá e efetuou os disparos. Uma mulher que também estava no veículo também teria sido baleada.

ATENTADO EM 2013

O vereador Deivite Weser também sofreu um atentado no dia 19 de junho de 2013, em frente à Câmara Municipal de Ananindeua. Na ocasião, Deivite confirmou para os policiais que saiu do carro para falar com uma mulher que foi pedir uma ajuda a ele. Quando acabou de conversar com ela, o político foi baleado.

Após o atentado, “Gordo do Aurá” foi levado ao Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE)  submetido a procedimento cirúrgico no braço e no tórax. Apesar do grande número de disparos, apenas três tiros atingiram a vítima, nos braços e nas costas.
(DOL)

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP – JORNAL FOLHA DO PROGRESSO no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou adeciopiran_12345@hotmail.com




Homem é preso com Super Maconha no Pará

O homem ainda tentou esconder a droga, mas foi flagrado pelos agentes. (Foto: Reprodução/PRF)

Uma fiscalização da Polícia Rodoviávia Federal na noite da última quarta-feira (20) resultou na prisão de um homem por porte ilegal de “Super Maconha”. O caso ocorreu no Km 53 da BR 316, em Castanhal, nordeste paraense. A prisão foi realizada durante abordagem em um ônibus de transporte interestadual que fazia a linha Belém/PA-Teresina/PI.

Durante a fiscalização, o homem que estava com uma mochila tentou se desfazer do objeto. A ação do mesmo foi flagrada pelos agentes, que encontraram aproximadamente 6,5kg de entorpecentes. A substância, chamada vulgarmente de “skunk”, foi reconhecida por sua cor, textura e odor. Ela é uma espécie de maconha aditivada e com alto valor comercial no mundo das drogas.

Em depoimento, o homem confessou ser o proprietário da droga e informou que a substância veio de Manaus, no Amazonas e seguiria para Teresina. Ele ainda afirmou que receberia o valor de R$ 3 mil para realizar o transporte. O acusado foi preso e encaminhado, juntamente com a droga, para a polícia civil de Castanhal para os procedimentos cabíveis.

(Com informações da PRF)

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP – JORNAL FOLHA DO PROGRESSO no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

Veja o momento da prisão do acusado:

https://youtu.be/hT2MYL8QqSE

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou adeciopiran_12345@hotmail.com

 

 

A




Investigação quer saber a quem pertence a aeronave que caiu em Belém com piloto de Novo Progresso.

(Foto:Reprodução WhatsApp) -Permissão para decolagem do monomotor que caiu em Belém não estava em nome do piloto, informou Infraero
As investigações continuam sobre o por que do plano de voo estar em nome de Lucas Santos, segundo consta no Sistema da Agência Nacional de Aviação Civil, a Anac. Outro ponto a ser esclarecido é a quem pertence a aeronave.

Permissão para decolação do monomotor que caiu em Belém estava em nome do co-piloto.

Uma semana após a queda de um monomotor no bairro do Benguí em Belém, a Infraero informou que a permissão para decolagem do avião, estava em nome de Lucas Ernesto Santos, o jovem de 24 anos que morreu no acidente. O co-piloto, Bruno Alencar, continua internado.

Leia Também:PF faz operação para apreender 47 aeronaves usadas no tráfico internacional de drogas

*Piloto Bruno esta recuperando e policia aguarda para colher depoimento

Diante desse informação continuam as investigações sobre o por que do plano de voo estar em nome de Lucas Santos, segundo consta no Sistema da Agência Nacional de Aviação Civil, a Anac. Outro ponto a ser esclarecido é a quem pertence a aeronave, até agora, de acordo com a policia civil, o dono não foi identificado.

A polícia ainda aguarda a alta de Bruno Alencar para tomar o depoimento dele sobre o que ocorreu. A aeronáutica e a policia civil apuram as causas do acidente que resultou na morte do co-piloto. De acordo com a Polícia Federal, Bruno já foi preso por furto de aeronaves no estado do Mato Grosso. Ele foi detido em 2016 após furtar um avião que pertencia a uma emissora de TV. Três advogados do piloto acompanharam o caso.

JORNAL FOLHA DO PROGRESSO COM  G1 PA — Belém
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP – JORNAL FOLHA DO PROGRESSO no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou adeciopiran_12345@hotmail.com