Chamusca comemora vaga inédita nas quartas da Copa do Brasil e Cuiabá ganha R$ 3,5 milhões

image_pdfimage_print

O treinador do Cuiabá, Marcelo Chamusca, comemorou muito o empate em 0 a 0 diante do Botafogo, ontem à noite, na Arena Pantanal, que garantiu a vaga inédita para um time de Mato Grosso nas quartas de final da Copa do Brasil (antes apenas o Mixto em 1989 e o Luverdense em 20o3 e 2019 haviam chegado até as oitavas de final).

O treinador elogiou o poder de superação da equipe, que não pode utilizar sete jogadores que já atuaram por outros clubes na competição, e a força defensiva do time, que teve boas defesas do goleiro João Carlos e partida perfeita dos zagueiros Ednei e, principalmente, do capitão Anderson Conceição.

“É um feito brilhante você conseguir chegar às quartas de final da Copa do Brasil com vários clubes gigantes participando. E a gente conseguir avançar de chave, dentro de um contexto no qual a gente fez dois jogos com um número grande de jogadores sem poder utilizar, nós demonstramos nosso poder de superação”, declarou.

Chamusca acrescentou que também ficou feliz pelo torcedor e pelo clube, que fez história e que conseguir reforçar os cofres com R$ 3,3 milhões em premiação pelo resultado. “Feliz pelo torcedor do Dourado ver seu clube crescendo e virando notícia no Brasil e ão só em Mato Grosso. Feliz pelo comportamento dos jogadores, porque a gente já sabia que era um jogo extremamente difícil, por todo esse contexto”, reforçou.

Na análise do treinador, o Dourado fez um bom primeiro tempo, quando conseguiu equilibrar as ações e até criou chances de gol, criando dificuldade para o goleiro adversário, mas admitiu que foi dominado no segundo tempo quando o Botafogo precisou dar uma resposta para a pressão que sofreu na última semana e para o seu torcedor.

Assim que o Glorioso se lançou ao ataque e colocou dois jogadores altos e forte dentro da área auriverde, Chamusca precisou recompor o Cuiabá fazendo substituições, mas, pela falta de opções no banco, perdeu o poder de fogo para contra-atacar.

“O adversário viria para cima porque foi muito cobrado depois do jogo no Rio, cobrado por atitude, cobrado por resultados. Aconteceram vários fatos após derrota no Rio de Janeiro e a gente já esperava uma mudança de atitude e comportamento do Botafogo”, explicou.

Agora o Dourado espera o final da rodada da Copa do Brasil para conhecer seu próximo adversário, que sairá de sorteio. O time volta a campo no sábado, já com todo elenco disponível, para enfrentar o Brasil de Pelotas, no Rio Grande do Sul, pela abertura do returno do Campeonato Brasileiro da Série B.

Por:Só Notícias/Marco Stamm (fotos: assessoria)

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: