Cientista iraniano vai para a forca por espionar para os EUA

image_pdfimage_print

O cientista nuclear Shahram Amiri foi executado na forca após ser acusado de repasse de informações sigilosas para dos Estados Unidos. A informação foi confirmada neste domingo (7) por um porta voz da Justiça do Irã.
“Shahram Amiri, que enviava ao inimigo [Estados Unidos] informações sigilosa, foi enforcado”, declarou em coletiva de imprensa Gholamhosein Mohseni-Ejeie, citado pela agência Mizan Online, ligada ao poder judical do país.
O pesquisador desapareceu em julho de 2009 na Arábia Saudita durante uma viagem de peregrinação, e voltou a aparecer em julho de 2010 nos EUA, querendo voltar ao paíse de origem. Desde o retorno, não se soube de notícias sobre ele.
“Este indivíduo não imaginava que nosso sistema de inteligência sabia o que fazia e como foi levado à Arábia Saudita”, disse o porta-voz, acrescentando que “desde sua partida, um tribunal de primeira instância o havia condenado à morte”.
Autoridades da Inteligência norte-americana negaram comentar sobre o assunto. Há seis anos, a emissora de televisão norte-americana ABC afirmou que Amiri era informante da Agência Central de Inteligência do país, a CIA.
Entre 2010 e 2012, pelo menos cinco cientistas iranianos foram executados, segundo informações da agência Reuters.

Notícias ao Minuto

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: