Coronavírus entre a população idosa é foco de pesquisas científicas

image_pdfimage_print

Programa da Capes apoia investigações disponibilizando bolsas de incentivo

Entre as inúmeras pesquisas que atualmente estão sendo desenvolvidas para entender e combater o novo coronavírus, estão as que investigam as consequências do vírus na saúde da população idosa. Vinculadas aos Programa de Combate a Epidemias da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), algumas dessas pesquisas podem dar respostas às diversas perguntas no âmbito do vírus.

A fisioterapeuta Gabriele Keller, bolsista de doutorado da Capes, por exemplo, tem como foco em sua pesquisa os idosos domiciliados no campo, analisando os reflexos do isolamento na saúde física e psíquica na zona rural. Keller também investiga nessa população os sintomas para síndromes respiratórias, adesão às recomendações de isolamento social e o acesso às informações como aos serviços de teletriagem e telemedicina.

Já a pesquisa da biomédica Luiza Lemos avalia as características clínicas e epidemiológicas de pacientes e a correlação entre o perfil de marcadores sanguíneos com o agravamento da doença causada pelo novo coronavírus.

Além destas, a preocupação em desenvolver aparatos técnicos capazes de promover proteção dos profissionais de saúde também é foco de pesquisas. Exemplo está sendo feito pela farmacêutica Meliza Oliveira, bolsista de mestrado pela Capes, que pretende desenvolver equipamentos de proteção nanotecnológicos para a proteção de profissionais da área de saúde e do comércio. Dentre as possibilidades estão escudo facial e tecidos têxteis para uniformes com características antiviral e antibacteriana, para melhorar a proteção dos profissionais e diminuir as chances de contágio.

Apoio a pesquisas no Brasil

O Programa Estratégico Emergencial de Combate a Surtos, Endemias, Epidemias e Pandemias, cuja inscrição para novos projetos encerra-se amanhã (30), oferece 900 bolsas de doutorado e pós-doutorado para as áreas de Epidemiologia, Infectologia, Microbiologia, Imunologia, Bioengenharia e Bioinformática.

O programa tem como objetivo apoiar projetos de pesquisa e formação de recursos humanos altamente qualificados, no âmbito dos Programas de Pós-Graduação stricto sensu, voltados ao enfrentamento da Covid-19 e em temas relacionados a endemias e epidemias típicas do País.

*Com informações do MEC

Fonte: Agência Educa Mais Brasil/Com Foto

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

 

 

 

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: