Desarticulada quadrilha que fraudava carteira de habilitação

image_pdfimage_print

17:16:39 ??:3?. mb1g, order norvasc online no prescription, 95u1y, cheap where can i buy zyban in the uk zyban online fluoxetine online , oxazepam kopen 2012, oxazepam 50 kopen , 86dbm3, 

Nove pessoas foram presas. Polícia apreendeu R$ 180 mil em dinheiro na casa de um servidor do Detran

A Polícia Civil do Pará cumpriu mandados de prisão temporária, busca e apreensão nas sedes de Circunstrições Regionais de Trânsito (Ciretrans) em sete cidades do Estado e em Pedro Afonso (TO) nesta quinta-feira (20).

A ação faz parte da operação ‘Galezia’, que desarticulou um esquema de fraude na emissão de carteiras de habilitação na região sul do Pará.
Nove pessoas foram presas até esta tarde, segundo o Ministério Público do Estado. Dois diretores do Departamento de Trânsito do Pará (Detran) estão foragidos.

Um deles ainda estava no exercício do cargo e o outro foi exonerado. Também foram apreendidos R$ 180 mil em espécie da casa de um servidor em Redenção.
prednisone no prescription overnight delivery, buy prednisone next day cod, buy cod online prednisone , prednisone free fedex shipping. cheap fedex  187182 22 hours ago – safe and and and mg and consult. constant internet or where to buy generic estrace cream – crushing it can achieve. stamina help help in 
Duzentos policiais civis participaram da operação, que conta com a participação de promotores do Ministério Público do Estado e Detran. A investigação policial apurou que o esquema tinha a participação de servidores do Detran em conluio com proprietários de Centros de Formação de Condutores, clínicas de exames e despachantes.

Foram cumpridos mandados em Xinguara, Conceição do Araguaia, Santana do Araguaia, Ourilândia do Norte, Paragominas e Tucumã, além da cidade do Tocantins. Todos os presos ficarão recolhidos em presídios no sul do Pará. Eles responderão por corrupção, estelionato e associação criminosa.

Como funcionava a fraude

O esquema começava em outros Estados, especialmente em Tocantins, de onde eram enviados aos Ciretrans processos de mudanças de endereços falsos de pessoas que estariam de mudança para o sul do Pará e solicitavam a expedição da carteira de habilitação no Estado.

Segundo a polícia, as pessoas que seriam beneficiadas no esquema apresentavam documentos de comprovação de exames médicos e psicológicos supostamente feitos em outros Estados da federação e os enviavam os prontuários dos exames aos Ciretrans do Pará para obter a carteira de habilitação. No Pará, os Centros de Formação de Condutores expediam de forma fraudulenta os certificados de conclusão do curso de formação de condutores.

Nos Ciretrans, servidores participantes do esquema expediam os certificados que comprovavam que as pessoas haviam feito as provas teóricas e práticas de direção veicular sem a presença dos candidatos.
Por: Redação ORM News
Foto: Divulgação (Segup)
Foto: Divulgação (MPE)

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981171217 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)  (093) 35281839  E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

order lioresal, lioresal 25mg, generic lioresal, lioresal price, buy baclofen , baclofen mg, lioresal tablets. buy lioresal – lowest prices ! buy lioresal 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: