Detentos líderes de organização criminosa são transferidos do Pará para presídios federais

image_pdfimage_print

Detentos líderes de organização criminosa são transferidos do Pará para presídios federais Detentos líderes de organização criminosa são transferidos do Pará para presídios federais. (Foto:Seap/Ascom)
Sobe para 55 o número de lideranças do crime organizado a deixar as penitenciárias estaduais este ano, o segundo maior do país.
Dois detentos líderes de organização criminosa foram transferidos do Pará na noite de domingo (8) para presídios federais, do Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Assim, sobe para 55 o número de lideranças do crime organizado a deixar as penitenciárias estaduais este ano, o segundo maior do país, atrás apenas do Ceará.

Os internos foram extraídos e levados, em comboio, para o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, em Belém, para a realização de exames de corpo delito e lesão corporal. Em seguida, passaram parte da madrugada em outra unidade prisional aguardando o traslado para o aeroporto internacional para a conclusão da transferência via aérea, que ocorreu no início da manhã de segunda (9).

A operação Extração ocorreu após ameaças de invasão e de assassinato de agentes do presídio de Americano, em Santa Izabel, registradas há um mês. “Havia informações sensíveis acerca de uma movimentação contra a ordem e a disciplina no âmbito do sistema penitenciário paraense e essas lideranças ficarão isoladas, trazendo certa tranquilidade dentro do cárcere”, explica Ringo Alex, diretor de Administração Penitenciária.

De lá para cá, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) realizou operações dentro e fora da penitenciária, além de movimentações de internos, e manobras de reforço da segurança.

O Tenente Coronel Vicente Neto, do Comando de Operações Penitenciárias, comentou a operação. “Estamos hoje com 12 policiais do Comando de Operações Penitenciárias, mais a equipe de serviço da casa penal da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP); mais policiais militares do Batalhão de Polícia Penitenciária no comboio. Todo o planejamento ocorreu visando a segurança tanto dos agentes quanto dos próprios internos, por isso decidimos fazer o deslocamento à noite por ser um horário mais tranquilo”, explicou o comandante.

Por G1 PA — Belém
09/12/2019 19h58

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: