DNIT e Exército complicam a vida do Agronegócio- BR-163 volta ser interditada para caminhões carregados

image_pdfimage_print

Um vídeo enviado por motorista para redação do Jornal Folha do Progresso, via WhatsApp [93-98404 6835] mostra  outra vez o caos na BR 163,nesta sexta-feira(17/02/2018).

Motoristas parados na BR 163 Moraes Almeida-PA- (Foto arquivo JFP)- Quem sai do Mato Grosso para os portos de Miritituba e Santarém no Pará , não tem prazo para chegar, as duas rodovias transamazônica (foto) e BR163 tem atoleiros.

Caminhões carregados no sentido Norte, rumo aos portos, estão outra vez impedidos de transitar pelo trecho da BR-163 que liga Novo Progresso e Moraes Almeida , no Pará.

A rota de escoamento é de grande importância para os produtores rurais de Mato Grosso, que estão em plena colheita de soja, e deve permanecer interditada por incompetência do DNIT, que esconde a verdade.

A exemplo da contratada “FRATELLO ENGENHARIA“, que colocou terra para tapar buraco na rodovia com conceito do DNIT, o exercito não da conta de conter o trafego na rodovia BR-163 no Pará. (Aguardem reportagem)

O exercito anunciou que a rodovia estava com tráfego normalizado em três dias de chuva interrompeu outra vez.

A culpa é da chuva?

Leia Também:Rodovia Transamazônica tem atoleiros e causa prejuízos para condutores entre Itaituba e Ruropolis no Pará

*BR 163 -Exército garante a trafegabilidade na rodovia federal do Pará

Incompetência com Mentira do DNIT

Um total de mais de 220 homens, incluindo agentes de trânsito, servidores e colaboradores do DNIT, além do efetivo do Exército e agentes da PRF, foi mobilizado a partir de dezembro passado para garantir a trafegabilidade no trecho não asfaltado da BR-163/PA durante o período de chuvas, conhecido como inverno amazônico. A inspeção diária da rodovia, visando uma atuação preventiva ou emergencial, faz parte do conjunto de medidas definidas pelo DNIT. (nenhum metro de asfalto foi construido)

As ações envolvem mais de 40 veículos especiais e outros equipamentos, como pick ups, retroescavadeiras, containers, caminhões carroceria, caminhões tanque, tratores agrícolas, motoniveladoras, escavadeiras hidráulicas, cavalos mecânicos com reboque. [Nunca resolveu o problema da trafegabilidade]

Não divulga os milhões de reais gastos para não manter o trafego na rodovia.

Aonde esta o dinheiro?

Foto DNIT_ilustrativa
Foto DNIT_ilustrativa

 

Investimento Publico

Enquanto o DNIT joga dinheiro pelo ralo, a rodovia fica intransitável e motorista sofrem sem alimentação e água, e ficam dias parados na rodovia.

Este verdadeiro cenário do transporte do agronegócio pela rodovia BR 163 no Pará.

Bilhões de reais sendo transportado pela rodovia, é barrado em uma  subida da serra do Moraes, engenharia do exercito falhou e programação do DNIT não deu certo, motoristas estão indignados com o descaso.

Em nenhum lugar do mundo existe situação igual a esta – incompetência do DNIT  , gera bilhões de reais de prejuízo ao Brasil e ao mundo.

R$ 21 milhões para tapara buraco com terra na rodovia BR 163 e 68 milhões de reais para segurar os motorista com soja parados na rodovia, o DNIT inventa dados e tenta acalmar ânimos do agronegócio que sofre nas mãos da incompetência com dinheiro publico jogado ao ralo.

Aguardem mais informações.

 

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP – JORNAL FOLHA DO PROGRESSO no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

 

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: