Em mil novas ações só em maio, MPF cobra R$3,7 bi em indenizações por desmatamento ilegal na Amazônia

image_pdfimage_print

Vista áerea mostra área desmatada da Amazônia próxima a Porto Velho, em Rondônia, em setembro de 2019. — Foto: Bruno Kelly/Reuters

Foram movidos processos nos estados do Acre, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia e Roraima.

O Ministério Público Federal (MPF) moveu, somente no mês de maio, 1.023 ações civis públicas contra 2.262 réus por desmatamentos ilegais na Amazônia, informou a assessoria de imprensa do órgão.

A procuradoria cobra mais de R$ 3,7 bilhões em indenizações, além da reparação de 231 mil hectares (o equivalente a 2.310 km²) de floresta degradados.

A iniciativa dos procuradores integra a terceira fase do Projeto Amazônia Protege, que mapeou áreas de 60 hectares ou mais desmatadas entre agosto de 2017 e dezembro de 2019.

Por Ricardo Brito, Reuters

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: