Emancipação de Moraes Almeida gera discussão: região garimpeira continuará pertencendo a Itaituba?

image_pdfimage_print

(Foto:Reprodução) – O processo de Plebiscito para a emancipação do distrito de Moraes Almeida, distante 300 km da sede de Itaituba, foi aprovado após mais de 10 anos de peleja, tendo em vista que se trata de um processo longo e demanda muitos trâmites, e está previsto para ser realizado no próximo dia 15 de novembro, data prevista para ocorrer as eleições municipais.

A grande questão que vem gerando debate, gira em torno de possíveis abrangências territoriais caso Moraes Almeida se torne município, o que para isso deve haver 51% da opinião pública em termos de votos.

O ponto alta da discussão é se a região garimpeira de Itaituba, em que está situada duas grandes comunidades polo, Crepurizinho e Crepurizão, dentre outras, continuará pertencendo à Itaituba ou a Moraes Almeida em possível transição para categoria município.

A discussão foi levantada pelo vereador Wescley Tomaz em sessão ordinária desta terça-feira (18), na Câmara Municipal de Itaituba. De acordo com o que discorreu, a região garimpeira, localizada a 500 km de Itaituba, ficou de fora no mapa de Moraes Almeida, fato que categorizou como uma falha.
“E se eu contasse para os vereadores que a região garimpeira ficou de fora do mapa de Moraes Almeida? Imagina eu ter que passar pelos municípios de Trairão e Moraes Almeida, para chegar na sede em  Itaituba. A mesma vontade que Moraes tem de emancipar, a nossa região garimpeira também tem vontade de ficar mais próximo da sua sede”, comentou o vereador inicialmente.

Ainda assim, ele relembrou que no ano de 1992, em que houve a emancipação de Jacareacanga, Novo Progresso, Trairão e Ruropolis, também era pra ter sido emancipado o atual distrito de Crepurizinho, no entanto, pelo que justificou como causa a falta de representação política na época, não foi possível.

Moraes Almeida e Itaituba. Fotos: reprodução
Diante do conteúdo que requer discussões mais analíticas, o vereador Wescley solicitou a realização de uma audiência convocando o Conselho Gestor de Emancipação do distrito de Moraes Almeida, para que possam explicar aos cidadãos que residem nas duas comunidades polos da região garimpeira, sobre o funcionamento do processo de emancipação.
“A decisão não vai ser minha, a decisão vai ser dos comunitários. Se querem pertencer a Moraes ou a Itaituba. Eu quero que pelo menos a sociedade de lá saiba que estão ficando de fora, para que depois não venham dizer que o vereador da época da comunidade não teve coragem de subir na tribuna e dizer: ‘por que ficamos de fora?’. É uma discussão importante”, continuou.

Região garimpeira pertencente a Itaituba ou a Moraes Almeida?

Por fim, outro ponto clímax que merece destaque e que foi com ênfase evidenciado na fala do vereador, foi possíveis alegações de que Moraes, abrangendo a área que compreende Crepurizão, poderia ficar maior territorialmente que Itaituba, a qual perderia até 70% do garimpo.

“Isso pode ser uma justificativa, mas quando Moraes emancipa, Itaituba perde seu maior polo madeireiro. E a nossa região garimpeira não passa de 15 mil habitantes registrados. A região vai ficar grande no mapa, mas populacionalmente vai continuar pequena, com menos de 40 mil habitantes”, continuou dissertando.
Audiência com Desembargador do TRE-PA

O vereador Wescley discorreu ainda que, através do Deputado Federal Joaquim Passarinho, uma audiência com o Desembargador do TRE-PA já está sendo marcada para que seja estudada a viabilidade de mudar o mapa de Moraes o qual não abrange a região transgarimpeira. “Não quero de forma alguma prejudicar a emancipação. Nós queremos ajudar, participar deste processo”, finalizou.

Fonte: Plantão 24horas News

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com e/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: