Emprego tem crescimento pequeno no Pará

image_pdfimage_print

A situação no país é complicada para quem está na busca por um emprego, e no Pará, o mercado de trabalho no setor de serviços parece avançar de forma bastante modesta. Nos dois primeiros meses do ano, o Estado teve um saldo positivo de apenas 3 postos de trabalho.

Segundo dados do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos do Pará (Dieese/PA), o Pará até teve um crescimento pouco maior em fevereiro, com 6.504 admissões, contra 6.177 desligamentos, o que resultou em um saldo positivo de 327 vagas de emprego. Mas quando analisados os primeiros dois meses do ano, o crescimento é bem menor: 13.549 admissões contra 13.546 desligamentos, representando um saldo positivo de apenas 3 vagas.

Os valores representam uma tendência registrada em toda a região Norte. No mês de fevereiro, apenas os estados do Amazonas e Acre não tiveram saldo positivo de empregos, com destaque para Rondônia, que fechou o mês com saldo de 506 novos postos, deixando toda a região com saldo positivo de 729. Já nos dois primeiros meses, a situação é bem diferente: a Região Norte fechou o período com saldo negativo de 923 postos de trabalho.

Quando analisado o período dos últimos 12 meses, o cenário é ainda pior. De março de 2016 até fevereiro deste ano, o Pará teve saldo negativo de 4.486 postos de trabalho, o segundo pior saldo da Região, na frente apenas do Amazonas, que deve 5.959 desligamentos a mais que admissões. Durante o período, a Região Norte teve saldo negativo de 14.732 postos de trabalho.

Fonte: DOL.
“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: