Equatorial Pará orienta clientes a substituírem lâmpadas antigas por LED

image_pdfimage_print

As lâmpadas de LED são 60% mais econômicas que as fluorescentes compactas e consomem 13,5 vezes menos energia que uma lâmpada incandescente 

Em uma conta de energia elétrica a iluminação representa, em média, 20 por cento do consumo mensal. De olho nessa oportunidade de readequar o orçamento doméstico, a Equatorial Energia Pará tem orientado seus clientes para o consumo consciente onde reforça, entre outros fatores, a necessidade da troca de lâmpadas incandescentes e fluorescentes por lâmpadas com tecnologia LED. Além de mais econômica, elas são mais duráveis e não prejudicam o meio ambiente.

Desde o começo da pandemia, as lâmpadas que, normalmente, eram utilizadas de noite, vem ganhando função também durante o dia em casas onde a luz do sol não entra com a qualidade necessária. O regime de home office, adotado por grande parte das empresas, também tem contribuído para o aumento do número de lâmpadas acesas, principalmente para iluminar ambientes e facilitar o trabalho de leitura e escrita.

Daí vem a necessidade de adequar a iluminação utilizando tecnologias mais eficiente e que consuma menos energia. Nesse caso, as lâmpadas de LED são, sem dúvida, a melhor opção. Feitas de acrílico, um material mais resistente a impactos e às intempéries naturais, a durabilidade das lâmpadas LED é 30 vezes maior do que as incandescentes, que se deterioram facilmente, e seis vezes mais do que as fluorescentes compactas.

De acordo com Júlio Mendes, Executivo da Corporativo de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética, ao optar por LED, é possível contribuir com o meio ambiente. “São muitas as vantagens oferecidas pela lâmpada com tecnologia LED, e uma delas está ligada, não apenas a economia, mas também a saúde, já que sua estrutura é reciclável o que torna o processo de descarte mais simples do que as tradicionais, pois esse tipo de iluminação não possui material tóxico na sua composição, como ocorre nos outros tipos de lâmpadas”, afirma.

ECONOMIA EM NÚMEROS – As lâmpadas de LED são 60% mais econômicas que as fluorescentes compactas e consomem 13,5 vezes menos energia que uma lâmpada incandescente. Uma lâmpada LED de 10 watts ligada 5 horas por dia, durante um mês, com quilowatt-hora a R$ 0,75, consome cerca de R$ 1,12. Nas mesmas circunstâncias, caso o consumidor seja beneficiado pela Tarifa Social de Energia Elétrica, o desconto pode chegar a 60%, e ele pagará cerca de R$ 0,44.

Vale lembrar que o LED também não perde a vida-útil à medida que é ligado e desligado. Também é possível economizar energia com o uso do ar-condicionado porque há menos troca de calor entre a lâmpada e o ambiente, já que o diodo emissor de luz não aquece, ou aquece muito pouco, durante o uso.

Fonte:Ascom /Equatorial Pará com foto

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: