Fazendeiro do Mato Grosso é multado em R$ 4 milhões de reais pelo Ibama em Novo Progresso

image_pdfimage_print

Ibama flagra desmatamento de 236 hectares e aplica multa de R$ 4 milhões.

Área de 236 hectares já tinha sido devastada

Numa fazenda entre os municípios de Novo Progresso e Altamira com acesso na Vila Isol, fiscais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) interromperam o desmatamento nesta sexta-feira (02), de uma área que já chegava 236 hectares de destruição da floresta e aplicaram multa superior a R$ 3 milhões ao fazendeiro dono da propriedade. De acordo com órgão, caso não houvesse a intervenção, a área desmatada com a utilização de motosserras, poderia chegar aos 500 hectares. O Fazendeiro Rafael Elias Rováris , morador do município de Sorriso no estado do Mato Grosso, foi notificado da operação e da multa. Segundo o IBAMA, no local foi encontrado vestígios de carcaça de motosserras, acampamentos, foi flagrado a corte de madeiras protegida por lei (Castanheira) derrubadas, boa parte da derrubada já foi queimada e suas adjacências. Uma casa que estava sendo construída com castanheira foi queimada pela fiscalização. Conforme dados repassados ao Jornal Folha do Progresso, em Junho de 2020, o trabalhador José Carneiro , morreu vítima de derrubada neste local. O Caso é investigado pela delegacia de policia civil de Novo Progresso.

Carcaças de Motosserras encontradas no local do desmatamento.
Carcaças de Motosserras encontradas no local do desmatamento.

De acordo com a informação a ação é marca os bons resultados que a instituição tem conseguido com o investimento em tecnologia. Para isso, satélites com imagens de alta resolução rastreiam a floresta 24 horas por dia em busca de situação de desmatamento. Equipes em viaturas preparadas e helicópteros vão diretamente ao ponto, racionalizando tempo e diminuindo o número de agentes.

Dessa forma, à medida em que as imagens do desmatamento em andamento chegaram, as equipes partiram para o local e fizeram o flagrante realizando os procedimentos de identificação do proprietário do imóvel bem como a aplicação de multa. “A fiscalização conseguiu evitar que cerca de 500 hectares de floresta nativa caísse”,informou.

O órgão alerta que se o desmatamento fosse adiante poderia se transformar em degradação ambiental de grandes proporções. “Esse é um alvo muito impactante, pois o desmatamento foi feito com uso de motosserras, forma usada para degradação na região.

Por: Jornal Folha do Progresso com fotos

Acampamento flagrado foi destruído pelos fiscais.
Acampamento flagrado foi destruído pelos fiscais.

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: