Fluminense vira sobre o Botafogo e se afasta da degola

image_pdfimage_print

Fonte: Gazeta Esportiva (foto: Nelson Perez/ FFC) – O Fluminense mostrou poder de reação após a eliminação na Copa Sul-Americana ao vencer de virada por 2 a 1 o Botafogo, neste sábado, no estádio Nilton Santos, pelo Campeonato Brasileiro. Com o resultado, os tricolores chegaram a 42 pontos e se afastam da zona de rebaixamento. Já os alvinegros, com 48, perderam a chance de encostar no G4.

O Botafogo começou melhor a partida e abriu o placar logo nos primeiros minutos, com Marcos Vinícius. Já o Fluminense foi dominante na etapa final e conseguiu a virada com Marcos Júnior e Matheus Alessandro.

Na próxima rodada, o Botafogo viaja até Recife para enfrentar o Sport, na quarta-feira. No dia seguinte, o Fluminense terá pela frente o Coritiba, no Maracanã.

O Botafogo começou a partida com tudo e quase marcou logo aos dois minutos. Bruno Silva fez boa jogada pela direita e chutou para defesa segura de Diego Cavalieri. Só que aos quatro, Rodrigo Pimpão roubou a bola de Renato Chaves, chegou na linha de fundo e tocou para Marcos Vinícius apenas rolar para a rede e abrir o placar no Nilton Santos.

O revés fez o Fluminense ser obrigado a avançar. Os tricolores chegaram com perigo pela primeira vez na partida aos oito minutos. Gustavo Scarpa arriscou de longe, mas viu a bola ir pela linha de fundo. No entanto, esta foi a única chance criada pelos visitantes, que viam o Botafogo seguir dominante no clássico. Brenner e Matheus Fernandes tiveram a oportunidade de ampliar para os alvinegros, mas erraram o alvo nas finalizações.

Aos poucos, os tricolores melhoraram a marcação e passaram a avançar com mais intensidade. O Botafogo não conseguia atacar e se viu pressionado pelos visitantes. Mesmo com mais posse de bola, o Fluminense tinha dificuldade em criar boas jogadas e só ameaçava os donos da casa nas bolas aéreas.

Nos minutos finais, o Botafogo conseguiu equilibrar o jogo, mas viu o Fluminense quase empatar aos 45 minutos. Gustavo Scarpa cruzou para Renato Chaves, só que o zagueiro cabeceou mal, para o lado. Assim, os alvinegros foram para o intervalo com a vantagem no placar.

No segundo tempo, o Fluminense voltou com outra postura e quase empatou logo com um minuto. Gustavo Scarpa arriscou de fora da área e acertou o travessão. O lance inicial assustou os alvinegros, que melhoraram na marcação. No entanto, aos 16, os tricolores chegaram ao empate. Henrique Dourado tocou para Marcos Júnior na área e viu o atacante chutar cruzado, sem chance para Gatito Fernández.

Depois do empate, o clássico ficou mais equilibrado. O Fluminense mantinha o domínio da posse de bola e era mais perigoso, mas o Botafogo tentava os avanços nos contra-ataques. Com isso, os lances de gol pararam de acontecer no Nilton Santos.

Nos minutos finais, o Fluminense aproveitou os espaços deixados pelo Botafogo para chegar a vitória, aos 42 minutos. Em contra-ataque rápido, Gustavo Scarpa tocou para Matheus Alessandro na área. O jovem atacante chutou com força, sem chance para Gatito Fernández e dar números finais ao clássico.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

%d blogueiros gostam disto: