Governador Simão Jatene recebe o ministro da Educação

image_pdfimage_print

O ministro e sua comitiva vem percorrendo as universidades e institutos de responsabilidade direta do Ministério da Educação

O Pará é o quinto Estado a receber a visita do ministro da Educação, Cid Gomes, que junto com sua comitiva vem percorrendo as universidades e institutos de responsabilidade direta do Ministério da Educação, enquanto procura estabelecer uma relação de parceria com Estados e municípios, no intuito de melhorar a qualidade do ensino, em especial o básico, por intermédio do programa ‘Alfabetização na Idade Certa’, do governo federal.

dec 30, 2014 – “buy cheap generic fluoxetine jul 29, 2008 – order fluoxetine online overnight delivery no prescription. fluoxetine overnight. fluoxetine canada, mexico, india . purchase fluoxetine online online without prescription” file drugitem_9831. jpg. fluoxetine 10mg cap dr. reddy’s , fluoxetine cap 20mg .
best prices for all customers! buy brand name zoloft . approved pharmacy, buy zoloft online.

Em conversa com o governador Simão Jatene, no início da tarde desta sexta-feira, 27, no Palácio dos Despachos, Cid Gomes falou da importância da visita aos estados e governos, e informou que os próximos dias serão dedicados a essa tarefa. Na ocasião, ele destacou o esforço do Pará na melhoria da educação. “Pra mim é uma honra reencontrar o governador. Nós sempre tivemos uma relação muito próxima e eu sei do compromisso dele pela educação pública aqui no Pará. Não tenho dúvida de que, ao longo dos próximos anos, iremos avançar e fazer com que a educação no Pará seja uma referência para a região”, disse o ministro da educação Cid Gomes.

O governador Simão Jatene destacou elogiou a disposição do ministro em estreitar laços com o Pará principalmente no sentido de reconhecer que é muito difícil enfrentar os desafios da educação em um país tão diverso como é o Brasil, sem uma intensa participação de Estados e municípios. No encontro, Simão Jatene falou sobre o Pacto pela Educação do Pará, desenvolvido pelo Estado. “É importante que o governo federal também perceba o projeto. Tenho certeza de que vamosavançar no sentido de estreitar essas parcerias”, afirmou Jatene, que também falou da preocupação do governo Estadual na melhoria da educação básica.

“Se a criança não tiver uma base consolidada, ela vai levar essa dificuldade para o resto da vida dela, tanto na academia, como na vida cotidiana e profissional. Se a criança não sair com uma boa base, certamente terá dificuldades no Ensino Médio e outras ainda maiores no ensino superior. Esse é um grande desafio para buscarmos juntos”, destacou o governador, ressaltando que o governo do Pará está desenvolvendo um projeto nessa direção.

“Estamos discutindo um programa onde a Escola de Governança, com orientação da Secretaria Estadual de Educação, mantenha programas de qualificação e formação continuada dos professores dos municípios, e não apenas do Estado. Esta solidariedade em torno da educação é absolutamente fundamental. Estreitando esses laços, tenho esperança de que seja possível dar alguns passos, mas é preciso ter focos específicos”, reiterou.

Aos moldes do que está acontecendo com o governo federal, o Executivo Estadual já está buscando a aproximação e diálogo com os municípios. O secretário de estado de Educação, Helenilson Pontes, vem realizando uma série de reuniões denominadas “Seduc nos Municípios” com gestores (prefeitos e secretários) dos 144 municípios paraenses. Há 60 dias à frente da Seduc, Helenilson já reuniu com prefeitos das regiões sul, sudeste, oeste, nordeste do Pará e arquipélago do Marajó. Para ele, esta aproximação com os municípios tem como principal finalidade conhecer as demandas de cada região para que se possa estabelecer meios de atendê-las. “Não há experiência de sucesso de educação no Brasil que não tenha se originado das experiências dos municípios”, destacou o titular da Seduc.

Helenilson também falou da experiência do Projeto Mundiar, que é executado pela Seduc em parceria com a Fundação Roberto Marinho e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para corrigir a distorção idade/ano no Ensino Médio no Estado. O projeto consiste na construção de telesalas nas escolas estaduais para a formação de turmas cujos alunos apresentem déficit na relação idade/série, de forma a corrigir essa distorção. A experiência do Mundiar já é aplicada em aproximadamente 40 municípios no Pará. Este ano, o projeto será ampliado para mais 85 municípios já no início do próximo ano letivo, que inicia em março.

“O que o MEC vem fazendo com a educação básica, por meio do Alfabetização na Idade Certa, nós já estamos realizando no Ensino Médio com o Projeto Mundiar, uma experiência de êxito no fortalecimento da educação no Pará e que este ano será ampliado, atingindo quase todos os municípios paraenses”, informou Helenilson Pontes.

Por: Agência Pará /Foto: Agência Pará

Publicado por Folha do Progresso fone para contato Cel. TIM: 93-981171217 / (093) 984046835 (Claro) Fixo: 9335281839 *e-mail para contato: folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br prednisone cost cvs cheap prednisone 10mg cheap Deltasone

purchase prozac medication | buy online without prescription. low prices, fast delivery and secure online processing.

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: