Homem é morto a tiros dentro de serraria; parentes da vítima ficam feridos ao lutar com atirados

image_pdfimage_print

Homem foi assassinado por dois atiradores (Foto:Cláudio Pinheiro)

Atiradores desceram de um veículo, entraram no estabelecimento e atiraram na vítima

Na tarde desta quinta-feira (30), um homem foi morto no bairro do Distrito Industrial, em Ananindeua. Romilson Borges Nazaré, de 36 anos, foi assassinado com dois tiros na rua São Paulo 3, entre ruas Rio de Janeiro e São Luís, por volta das 15h.

Ele foi morto quando dois atiradores invadiram uma serraria, sendo que o pai dele e um irmão ficaram feridos por tiros após entrarem em luta corporal com os assassinos encapuzados, ocasião onde, segundo a Polícia, um dos atiradores também foi baleado. O outro foi detido pelos familiares e preso com a chegada da polícia.

Moradores da região contaram que um carro, modelo e cor ainda não informados, passou pela rua e parou. Do veículo, dois homens encapuzados desceram e entraram no estabelecimento, de propriedade de Romilson, e dispararam na direção da vítima. O homem morreu no local, sem qualquer chance de ser socorrido. Antes dos assassinos fugirem, um irmão e o pai de Romilson atacaram os criminosos, que no meio de uma luta violenta, disparam algumas vezes. Os dois parentes da vítima foram feridos por tiros e foram socorridos, enquanto um dos atiradores também foi baleado.

Segundo a Policia Civil no local, todos os feridos, incluindo o atirador, foram socorridos ao Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua. O outro criminoso, que não se feriu, foi detido com a chegada de policiais militares do 29º Batalhão (BPM) e levado para a Divisão de Homicídios da Polícia Civil. Ainda no local do crime, a Polícia Civil informou que ainda é precoce para determinar a motivação do assassinato de Romilson, mas tudo deve ser esclarecido em breve, já que os autores foram detidos. Uma equipe da divisão especializada foi ao HMUE e deteve o atirador que foi ferido, que será levado à sede da DH assim que receber alta.

No chão, na frente da serraria, era possível ver um dos capuzes de um dos atiradores, que ficou para trás durante a luta. Segundo o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, Romilson foi ferido por dois disparos de arma de fogo – um nas costas e outro nas nádegas – sendo que o ferimento na parte superior perfurou o pulmão dele, o que causou a morte. O caso segue sendo apurado pela Divisão de Homicídios.

Por:Redação Integrada

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: