Homem é preso após matar e esconder o corpo da vítima em fossa sanitária, em Óbidos

image_pdfimage_print

Glaucinei Vieira confessou a autoria do crime ocorrido no início do mês de setembro, em Óbidos — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Crime ocorreu após discussão por causa de uma égua, no dia 8 de setembro. Glaucinei Vieira confessou a autoria do crime ao dono da fazenda onde trabalhava.

A Polícia Civil de Oriximiná, no oeste do Pará, cumpriu na tarde de quinta-feira (26), um mandado de prisão preventiva contra Glaucinei Vieira, conhecido como “Pincha”, suspeito dos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Após a prisão, ele confessou ser autor do crime ocorrido no dia 8 de setembro em Óbidos.

Segundo a Polícia, na manhã do dia 13 de setembro, Eder Vieira Vanucci, o “Kiko”, dono de uma fazenda, foi até a delegacia de Óbidos para comunicar que soube que Glaucinei tinha matado com um tiro de espingarda um outro homem, identificado como Evanilson Miranda da Silva, o “Negão”, que era trabalhador de uma fazenda vizinha e que depois de cometer o crime jogou o corpo em um buraco.

Diante dessa informação o investigador da Polícia, juntamente com uma guarnição da Polícia Militar foram até o local apontado por Kiko para apurar o caso, onde foi encontrado um corpo em um buraco sanitário, já em avançado estado de decomposição.

Após a remoção do cadáver, o posterior laudo, foi constatada a morte por disparo de arma de fogo. Seguindo as investigações, o autor do crime foi identificado e depoimentos de testemunhas foram colhidos.

De acordo com o delegado Willian Fonseca, o crime teria ocorrido após uma discussão entre a vítima e o autor do crime. “A vítima teria pego uma égua, usada para ir até um jogo de futebol, o que gerou a confusão, e no momento que ele foi devolver o animal foi atingido por um tiro. De acordo com as investigações, o corpo ficou cerca de três dias enterrado em uma fossa sanitária, até que começou a feder e o Pincha procurou o dono da fazenda e disse que tinha cometido o crime”, explicou.

Glaucinei ainda tentou se esconder nas matas, mas foi encontrado e levado para carceragem de Oriximiná, onde continuará à disposição da justiça.

Segundo o delegado, tanto o autor do crime quanto a vítima tinham ingerido bebida alcoólica. “A gente tem percebido que cerca de 70% das ocorrências policiais que são apresentadas na delegacia, estão ligadas direta, ou indiretamente, ao consumo de álcool”, disse.

* Colaborou Márcio Garcia, de Oriximiná.

Por Tracy Costa, G1 Santarém — PA

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

 

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: