Homicida condenado a 64 anos de prisão no Amapá é capturado no Pará após troca de tiros com a PM

image_pdfimage_print

Gildson Loureiro da Silva estava foragido da Justiça do Amapá e foi capturado em Monte Alegre, no PA, após troca de tiros com a PM — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Segundo a Polícia, Gilson Loureiro da Silva, em poucos dias, já havia praticado assalto e estupro em Monte Alegre.

Um foragido da Justiça do Estado do Amapá, que foi condenado a 64 anos de prisão pelos crimes de homicídio qualificado, latrocínio, roubo e furto, estava aterrorizando moradores do bairro Planalto, em Monte Alegre, oeste do Pará, foi capturado nesta sexta-feira (14) após troca de tiros com a Polícia Militar.

De acordo com o comandante do 18º Batalhão Gurupatuba, Major PM Eduardo Carvalho, Gildson é um indivíduo de alta periculosidade e já havia várias denúncias contra ele em Monte Alegre. Há dias a polícia estava monitorando os passos de Gildson com o objetivo de manda-lo de volta para a cadeia.

“Esse cidadão já vinha causando transtornos aqui em Monte Alegre, já vinha inclusive cometendo crimes aqui. Ele entrou numa residência, onde o proprietário acordou no meio da noite e foi esfaqueado pelo elemento. Ele fez a filhinha da vítima de refém para obrigar a mulher a entregar objetos de valor. Já havia estuprado uma mulher e havia mais três denúncias contra ele de tentativa de estupro”, relatou o major.

Ainda de acordo com o comandante do Batalhão Gurupatuba, ao se deparar com a polícia, Gildson atirou em direção aos policiais que revidaram também com tiros. “Nossas guarnições estavam há vários dias monitorando o criminoso. Hoje ele se deparou com a guarnição da PM, reagiu atirando e a guarnição revidou até para preservar a integridade dos nossos policiais. Ele foi atingido e encontra-se no hospital recebendo atendimento”, explicou major Eduardo Carvalho.

Gildson Loureiro da Silva, 34 anos, tem extensa ficha criminal. Ele foi condenado pela Justiça do Amapá a 64 anos, 1 mês e 3 dias de prisão em regime fechado e começou a cumprir a pena, mas acabou fugindo.

A sentença condenatória já transitou em julgado, ou seja, não cabe mais nenhum recurso da pena imposta ao homicida pela justiça. O mandado de prisão foi expedido no dia 10 de agosto, pelo juiz da Vara de Execução Penal em meio fechado e semiaberto de Macapá, João Matos Júnior.

Por Sílvia Vieira, G1 Santarém — PA

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: