Hospital Regional do Sudeste do Pará estimula o descarte correto de medicamentos

image_pdfimage_print

Iniciativa disponibilizará pontos de descarte na unidade. A cada quilo de medicamento recolhido, 450 mil litros de água deixam de ser contaminados.(Foto: Reprodução)

O Hospital Regional do Sudeste do Pará (HRSP), lança nesta quinta-feira (19), o projeto “Descartômetro”, que tem como objetivo conscientizar colaboradores, pacientes e acompanhantes, sobre o uso racional e descarte correto de medicamentos.

A unidade, gerenciada pela Pró-Saúde em Marabá, irá disponibilizar pontos de coleta na recepção da instituição, para que seus usuários possam se desfazer de remédios vencidos, alterados ou não utilizados, evitando assim o despejo incorreto no meio ambiente.

A iniciativa é da Comissão de Gerenciamento de Resíduos em Serviços de Saúde (CGRSS) da unidade, que atua regularmente no monitoramento e orientação para que, de forma segura, todos os tipos de resíduos gerados diariamente dentro da instituição recebam a destinação correta.

“O descarte incorreto deste tipo de resíduo é prejudicial ao meio ambiente, podendo contaminar o solo e até mesmo os lençóis freáticos e a água. Nossa iniciativa visa orientar a população e oferecer uma opção de fácil acesso para efetuarem a destinação adequada dos medicamentos que não serão mais utilizados”, ressalta Paula Rafael, colaboradora do HRSP.

Para Izailson Alves gerente de apoio do HRSP, a iniciativa pretende contribuir para minimizar os impactos ambientais que ocorrem com o descarte inadequado de fármacos e substâncias, presentes nos medicamentos.

“Após o descarte nos pontos de coleta do HRSP, uma empresa especializada irá recolher mensalmente e dar a destinação correta aos medicamentos. A cada quilo recolhido, estima-se que deixamos de contaminar 450 mil litros de água”, explica o gerente.

O Hospital Regional do Sudeste do Pará é uma unidade do governo do Estado que presta atendimento 100% gratuito pelo SUS (Sistema Único de Saúde), sendo referência para mais de 1 milhão de pessoas no Pará.

Hospital Verde
Por dois anos consecutivos (2018 e 2019), o Regional do Sudeste do Pará recebeu, da Rede Global Hospitais Verdes e Saudáveis, menções honrosas por boas práticas sustentáveis, que vem contribuindo para garantir o bem-estar das gerações futuras.

Dentre as ações reconhecidas, estão as medidas para redução das emissões de gases que contribuem para o efeito estufa. Um dos projetos consiste na utilização de gás ecológico (R410A), que não possui CFCs (clorofluorcarbonos), substâncias prejudiciais à saúde e ao ecossistema.
Sobre a Pró-Saúde
A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

Fonte: Plantão 24horas News

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

 

 

 

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: