Inaugurada no Fórum de Santarém a 1ª central regional de digitalização e virtualização de processos judiciais

image_pdfimage_print

Cerimônia de inauguração da Central Regional de Digitalização em Santarém — Foto: Cissa Loyola/TV Tapajós

Central vai atender a 28 unidades judiciárias do Baixo Amazonas e do Tapajós, com capacidade inicial de digitalização de 500 processos por mês.

Durante uma cerimônia na manhã desta quinta-feira (22) no Fórum da Comarca de Santarém, no oeste do Pará, foi inaugurada a 1ª Central Regional de Digitalização e Virtualização, que será responsável pela migração dos processos físicos para a modalidade eletrônica.

O objetivo é digitalizar pouco mais de 55 mil processos físicos das comarcas da região, sendo que a unidade de virtualização tem a capacidade inicial de digitalizar 500 processos por mês.

A Central vai abranger as Comarcas de Alenquer, Almeirim, Juruti, Medicilândia, Óbidos, Oriximiná, Prainha, Santarém, Terra Santa, Itaituba, Jacareacanga e Novo Progresso, totalizando o atendimento a 28 unidades judiciárias, sendo 21 do Baixo Amazonas e seis do Tapajós.

A inauguração contou com a presença do desembargador presidente do Tribunal de Justiça do Pará Leonardo de Noronha Tavares. Para ele, a central vai dar mais celeridade nos processos.

“As vantagens são inúmeras. Os prazos são os mesmos, mas nós devemos concluir os processos em tempo menor. Vai dar celeridade, praticidade e economia nesses processos”, disse.

A equipe especializada formada por sete pessoas atuará nas linhas de produção, na triagem, na higienização, na digitalização, conferência e na indexação/migração dos documentos, com plano de trabalho que inclui metas para digitalização e migração, assim como a sua operacionalização.

O juiz de direito diretor do Fórum da Comarca de Santarém, Cosme Ferreira Neto, enfatizou que a digitalização dos processos é fundamental e, com a pandemia da Covid-19, mostrou-se prática e ágil.

“Com a virtualização todo o procedimento será eletrônico e isso facilita muito o trabalho e evita muitas dificuldades. Esse atendimento precisou ser ressignificado”, enfatizou.

Unidades Cíveis e Criminais

O desembargador também autorizou a ordem de serviço de implantação das UPJs das Varas Cíveis e Empresarias e das Varas Criminais, que serão resultado da unificação das Secretarias das seis Varas Cíveis e Empresariais e as UPJ das Varas Criminais congregarão as Secretarias das três Varas Criminais.

As unidades serão especializadas nos principais processos de trabalho que envolvem as unidades judiciária de competências cível e criminai. As práticas inovadoras resultaram em ganhos de eficiência à prestação jurisdicional.

Por Geovane Brito e Cissa Loyola, G1 Santarém e TV Tapajós — Pará

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: