Jovem de 22 anos é morto enquanto dormia

image_pdfimage_print

Valber Henrique Monteiro estava em companhia da namorada quando foi atingido por três disparos na cabeça (Foto:Thiago Gomes / O Liberal)

Valber Henrique Monteiro, de 22 anos, foi morto a tiros nesta segunda-feira (12), em uma unidade do residencial Viver Melhor Marituba, do bairro Parque Verde, no distrito de Marituba. Ele estava na casa da namorada, Shirley de Aviz Melo, possivelmente dormindo, quando foi atingido por três disparos de arma de fogo na cabeça. De acordo com informações levantadas pela Polícia Militar, a companheira da vítima alegou não ter ouvido qualquer barulho e declarou que, quando acordou, encontrou o jovem morto.

O casal dormia em uma cama que fica embaixo da janela do apartamento, localizado no segundo andar de uma das torres do conjunto. Segundo a mulher, o assassino teria escalado a unidade e então matado Walber pela janela. A namorada esteve na Delegacia de Marituba, acompanhada da mãe, para prestar esclarecimentos. De acordo com vizinhos, por volta das 13h Shirley pediu ajuda, já que havia acordado e percebido que Valber estava morto.

De acordo com o perito Jadir Ataíde, há duas hipóteses levantadas para a ação do crime e é difícil que apenas uma pessoa tenha participado da ação. “A primeira hipótese é que o atirador tenha entrado no apartamento, se colocado na posição de onde acreditamos que tenha sido efetuado o tiro e uma segunda pessoa tenha segurado a cortina da janela. A outra situação é que uma única pessoa tenha subido e puxado a cortina para efetuar o disparo… Então a gente acredita que tenha mais uma pessoa envolvida na ação”, explica. “O disparo foi efetuado de uma direção que não corresponde à posição da janela. Só uma pessoa não poderia fazer tudo… Subido, afastado a cortina com outra mão e efetuado o disparo. O provável é que tinha duas pessoas na ação”, detalha.

O crime, segundo os peritos, teria ocorrido por volta das 4h da manhã. O apartamento não havia sinais de arrombamento e ainda não há como afirmar como o criminoso adentrou no local. A residência também foi encontrada alagada, sem motivo aparente, o que dificultou a busca por pegadas e outros vestígios.

A vítima não tinha passagens pela Polícia. Segundo o empregador de Valber, que não foi identificado, o jovem tinha uma personalidade tranquila e trabalhava com entregas. Ele estava há duas semanas se relacionando com Shirley e estava planejando se mudar para Santa Catarina, onde a mãe, natural de Vigia, vive atualmente.

Ainda não há informações sobre o que teria motivado o crime. O assassinato será investigado pela Polícia Civil.

Por:Redação Integrada

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: