Luverdense joga mal, perde em Lucas para o Boa Esporte e fica muito perto de ser rebaixado

image_pdfimage_print

Fonte: Só Notícias (foto: reprodução) – O Luverdense jogou mal e perdeu, em Lucas do Rio Verde, esta noite, por 1 a 0, para o Boa Esporte, e ficou muito perto de cair para a Série C do ano que vem. Se ganhasse, poderia ir a 43 pontos e sair do Z4. Mas fica com 40, na 17ª colocação e a derrota em casa é um duro golpe nos planos de permanecer na segundona. Agora, na próxima sexta-feira, às 19:15h, o Luverdense vai a Campinas para o duelo decisivo com o Guarani já que o time paulista tem 43 pontos, é 16º e também luta para não cair. O último jogo do time de Lucas será contra o Náutico, que está com poucas chances de de salvar. O Luverdense tem que ganhar as duas e ainda torcer por tropeços do Guarani, Figueirense ou Goiás para não cair. A vitória desta noite deixa o Boa na 11ª colocação com 46 pontos.

O jogo
Com 8 minutos, o Boa chegou duas vezes na grande área e conseguiu dois escanteios. A primeira boa jogada do Luverdense foi aos 11, com Marcos Aurelio que cobrou falta e a bola passou muito perto. A grande chance abrir o placar foi aos 16 minutos. Ricardo lançou bonito a bola passou por Sergio Motta e Rafael Silva que não concluíram a jogada e disperdiçaram o primeiro gol. Em seguida, Ratão recebeu bom passe e chutou forte, mas o goleiro mineiro pegou. O Luverdense tem outra falta aos 21. Paulinho cobrou e o goleiro Fabricio defendeu. Aos 24, o Boa assustou. O meia Thaciano subiu e por pouco não concluiu jogada com perigo de gol. O Luverdense teve ataque rápido e Ricardo foi derrubado na intermediária com outra chance para o time de Lucas do Rio Verde. Marcos Aurelio mandou uma bomba e o goleiro do Boa espalmou, mandando para escanteio. Na sequência da jogada, Paulinho cabeceou para fora. Aos 30, Ratão criou outra jogada perigosa, chutou e o goleiro Fabricio, com o pé, defendeu. O Boa teve falta a seu favor aos 33. Reis cobrou e a bola foi pra fora.

O Luverdense quase marcou aos 35 minutos. Rafael fintou o goleiro e bola foi no travessão – por muito pouco não saiu o primeiro gol. O Boa abriu o placar aos 40 minutos. A bola foi cruzada para a grande área e Thaciano ganhou da zaga e empurrou para o fundo das redes, complicando o time de Lucas: 1 a 0.  O Luverdense assustou aos 46 na jogada de Aderlan que mandou para Sergio Mota ‘fuzilar’ e novamente o goleiro Fabricio cortou. Eber Roberto Lopes apitou fim de primeiro tempo.

No segundo tempo, o Boa começou atacando e mostrando que não ficaria muito tempo na defensiva. Junior Rocha não mexeu e o time de Lucas começou com a mesma formação. Aos 5 minutos, o atacante Roni subiu sozinho e disperdiçou uma ótima chance de ter marcado e empatado a partida. Alyson, do time mineiro, sentiu e foi substituído aos 7 minutos, por Lucas. Na sequência da jogada, o Luverdense teve escanteio, a bola foi para a grande área, o zagueiro do time mineiro foi cortar e quase fez contra – o goleiro segurou. Aos 11, o Boa mudou novamente. Thaciano, que fez o gol, saiu e o atacante Wesley entrou na tentativa de fazer o segundo e ‘matar’ o jogo. Aos 16, Sergio Mota arriscou de novo e a bola saiu por cima.

O Luverdense continuou a pressão em busca do empate. Aos 20, após Marcos Aurelio cobrar falta e o goleiro Fabricio defender, Ricardo pegou rebote e chutou pra fora. O técnico do Boa queimou a última alteração colocando Diones no meio campo e tirou o atacante Rodolfo,  se fechando mais para bloquear o Luverdense. O time de Lucas teve outra falta. Aos 25, Marcos Aurelio cobrou, por baixo, a bola desviou em jogadores do Boa e Fabricio pegou.

Com o atacante Roni apagado em campo, o Luverdense (com atuação bem inferior em relação em empate com o Inter) errou mais e passou a ter ainda mais dificuldades para furar o sistema defensivo do time mineiro. Aos 31, Junior Rocha colocou Erik no lugar de Rafael Silva.  O time continuou produzindo pouco e torcedores viaram. Paulinho, aos 36, cruzou mas ninguém do Luverdense conseguiu concluir a jogada. Outro ataque aos 38. Erik manda para a grande área e Ratão não chega para conclusão.

Aos 44, uma das últimas chances. Paulinho tentou cruzar mas a bola foi para fora. Leo Cereja, que entrou aos 40 no lugar de Sergio Mota, tentou concluir a jogada mas a zaga cortou. Com 4 de acréscimos, o jogo acabou com vaias dos torcedores para o time de Lucas do Rio Verde.

1 América MG 69 anos (classificado para Série A)
2 Internacional 65 (classificado para Série A)
3 Ceará 63
4 Paraná 60
5 Londrina 58
6 Oeste 58
7 Vila Nova 55
8 Juventude 50
9 Brasil de Pelotas 48
10 Criciúma 47
11 Boa Esporte 46
12 Paysandu 45
13 CRB 45
14 Goiás 44
15 Figueirense 44
16 Guarani 43
17 Luverdense 40
18 Santa Cruz 34
19 Náutico 32
20 ABC 31
“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

%d blogueiros gostam disto: