Michel Temer amplia investimento militar em 36% e verba para setor supera Educação

image_pdfimage_print

Após investimento tímido da presidente Dilma Rousseff (PT) em 2015, o setor militar ganhou mais incentivo após a posse de Michel Temer (PMDB) como presidente da República.

Segundo dados de execução orçamentária do sistema Siga Brasil, do Senado, o investimento militar em 2016 doi 36% superior ao do ano anterior.

Em 2015, sob o crivo do então ministro da Fazenda, Joaquim Levy, a área recebeu apenas R$ 6,73 bilhões dos R$ 11,9 bilhões previstos.

Já no fim do ano passado, o investimento subiu para R$ 9,15 bilhões e superou o Orçamento em R$ 1,85 bilhão. A previsão para 2017 vai além: R$ 9,7 bilhões.

Mesmo com a curva ascendente, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, já avisou que esse valor não será repassado integralmente e deve sofrer algum corte ao longo do período.

Entre todos os ministérios, por enquanto, Defesa é o segundo a receber mais investimentos do governo Temer. Perde apenas para Transportes, que sofreu com a crise em 2015, mas alcançou investimento confortável de R$ 10,5 bilhões em 2016.

Educação, que sofreu bastante com os cortes em 2015, continua no mesmo patamar. O setor teve, em 2015 e 2016, apenas R$ 5,7 bilhões dos R$ 13,8 bilhões previstos.

A verba destinada ao Ministério da Defesa é dividida entre Marinha (investe no programa de submarinos convencionais e nucleares), Força Aérea (aquisição de caças suecos, além da fabricação de cargueiro e avião-tanque) e Exército (programa de proteção de fronteiras e troca de frota de veículos blindados).

Fonte: Agência Brasil.
“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

%d blogueiros gostam disto: