Ministério Público oferece denúncia contra vereador de Castanhal que atropelou e matou criança

image_pdfimage_print

Investigação constatou que o vereador estava alcoolizado quando causou o acidente (Foto:Divulgação)

José Janildo Sousa do Nascimento, o “Mirandinha”, tirou a vida de Hosana Costa Gomes, de seis anos, e deixou o pai dela gravemente ferido

O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) ofereceu denúncia contra o vereador José Janildo Sousa do Nascimento, o “Mirandinha”, pelo atropelamento das vítimas Hosana Costa Gomes, de seis anos, e o pai, Evandro Silva Gomes, de 31 anos, no dia 9 de agosto deste ano, na Vila do Cury, Zona Rural do município de Igarapé-Açu.

O denunciado responderá por homicídio qualificado em relação à criança e por tentativa de homicídio referente ao adulto, além dos crimes de omissão de socorro e de dirigir veículo automotor sem a devida permissão.

Leia mais:
Criança de seis anos morre em acidente causado por vereador de Castanhal;
Vereador de Castanhal que atropelou e matou criança é preso.

De acordo com o MPPA, a investigação concluiu que o vereador denunciado estava conduzindo seu veículo com a capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool.

Diante da autoridade policial, José Janildo usou o direito constitucional de permanecer em silêncio e recusou-se a ser submetido a exame de alcoolemia, mas foi constatado que sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) estava vencida desde 5 de dezembro de 2019, portanto cometeu o crime de dirigir veículo automotor sem a devida permissão.

Quanto ao exame pericial ou ao teste de etilometro, a promotora de Justiça Marcela Christine Ferreira de Melo destaca que “em caso de não realização em momento seguinte à prática do fato delitivo, nossa jurisprudência e legislação vem se posicionando no sentido de que, a prova inequívoca testemunhal é válida e suficiente para configurar e determinar a embriaguez do acusado”.

Na denúncia a promotora enfatiza ainda que a conduta praticada pelo acusado foi dolosa, pois não há a presença de culpa (imprudência, negligência e imperícia) mas sim, dolo, sendo nítido caso de homicídio e tentativa de homicídio doloso.

Por:Redação integrada (com informações do MPPA)

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: