Mosca da carambola não é encontrada em Monte Dourado e Pará pode se tornar ‘área erradicada’

image_pdfimage_print

‘Mosca da carambola’ — Foto: Agência Pará/Divulgação

De acordo com a Adepará, distrito do município de Almeirim é último lugar com a presença da praga no Estado.

O estado do Pará deve se tornar “área erradicada” da mosca da carambola, é o que aponta a última inspeção da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) que não encontrou o inseto no distrito de Monte Dourado, localizado em Almeirim. Essa área é a última com a presença da praga no território paraense.

A erradicação da mosca ocorre em razão das ações conjuntas da Adepará e Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento no Estado do Pará (SFA-PA). “A detecção da praga perduravam na região há pouco mais de sete anos, mas este resultado favorável indica que as ações têm sido eficazes”, disse o diretor geral da Adepará, Jamir Macedo.

Para que Almeirim conquiste a mudança de status sanitário, ainda há um longo caminho a ser percorrido, isso porque a alteração no título só pode ser pleiteada junto ao Ministério da Agricultura após 54 semanas sem ocorrência da praga, tempo equivalente a três ciclos de vida da mosca da carambola.

Segundo a diretora de Defesa e Inspeção Vegetal da Adepará, Lucionila Pimentel, a ausência da praga deve beneficiar diretamente à fruticultura paraense, em especial, à citricultura, uma das mais afetadas pelo problema.

“Através do monitoramento e combate à mosca-da-carambola conseguimos o primeiro zero de captura no Estado do Pará, em Monte Dourado, o que é motivo de alegria, mas não significa que o trabalho diminuirá. Agora vamos ampliar e intensificar os trabalhos para manter esse resultado e continuarmos protegendo a economia do estado”, declarou Lucionila.

A mosca da carambola é uma praga que está associada a prejuízos que podem causar à produção de frutas hospedeiras e a restrições impostas pelos mercados consumidores, com implicações de medidas de controle e impactos econômicos, políticos e sociais.

O trabalho do Programa de Erradicação da Mosca das Frutas, envolve a Adepará com a parceria da Superintendência Federal de Agricultura do Amapá, unidade descentralizada diretamente ligada ao Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Por G1 Santarém — PA

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: