MPE quer cassação de Temer e Dilma inelegível

image_pdfimage_print

O Ministério Público Eleitoral (MPE) apresentou, nesta segunda-feira (15) as alegações finais sobre a cassação da chapa Dilma -Temer e reiterou o pedido de cassação do presidente Michel Temer e da inelegibilidade de Dilma Rousseff pelos próximos oitos anos.

O documento apresentado pelo MPE reforça alegações já apresentadas pelo vice-procurador Nicolao Dino que foram apresentadas na primeira fase do julgamento, iniciado no dia 4 de abril e interrompido para ouvir novas testemunhas.

O vice-procurador incluiu no processo os depoimentos dos marqueteiros João Santana e Monica Moura. Eles foram ouvidos no dia 24 de abril e sustentam que Dilma Rousseff tinha conhecimento do esquema de pagamento de caixa 2 pela empreiteira Odebrecht.

Nas alegações finais, o Ministério Público Eleitoral pede a cassação da chapa, sem separação entre o atual presidente e a ex-presidente.

A previsão é que o julgamento seja iniciado até junho deste ano.

(Com informações do UOL)

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: