No meio da Amazônia, pousada comunitária atrai turistas estrangeiros

image_pdfimage_print

Empreendimento sustentável ajuda a complementar a renda das famílias.
Pousada fica localizada na comunidade Anã, às margens do Rio Arapiuns.

Um lugar rústico e simples, no meio da floresta amazônica está atraindo turistas de várias nacionalidades. Trata-se de uma pousada comunitária, gerenciada pelos próprios moradores da comunidade Anã, na Reserva Extrativista (Resex) Tapajós – Arapiuns, às margens do Rio Arapaiuns, distante aproximadamente 4 horas de barco de Santarém, oeste do Pará.

De madeira e alvenaria e coberta por palha seca, a estrutura é composta por uma área de convivência, cozinha e banheiros de uso coletivo. Uma peculiaridade da hospedaria é o redário, onde várias redes podem ser atadas ao mesmo tempo em uma maloca. Segundo a coordenadora da pousada, Regi Godinho, está é a única maneira de dormir, pois não há camas. “Recebemos os turistas e todas as pessoas que vem para cá se acomodar são pessoas que tem que aprender a dormir na rede”, brinca.

Mapa comunidade Anã (Foto: Andressa Azevedo)
Redário é uma peculiaridade na pousada (Foto: Luca Toffolon)
Redário é uma peculiaridade na pousada
(Foto: Luca Toffolon)

Ecologicamente correta, a pousada tem água corrente fornecida pelo poço artesiano da comunidade e dispõe de um sistema solar com 10 placas solares que garantem iluminação, funcionamento de um freezer e a possibilidade de recarregar telefones e máquinas fotográficas.

A pousada, com capacidade para receber 20 hóspedes foi idealizada e construída pelas 96 famílias que vivem no local. O empreendimento além de estimular o ecoturismo na região, promove a inclusão social por meio de um modelo de negócio sustentável e ajuda a complementar a renda das famílias, pois todo o dinheiro arrecadado é distribuído igualmente. “Tudo foi feito pelos comunitários. Do cipó ao último prego foram os comunitários que construíram. A partir daí começamos a sonhar de verdade”, explica a representante da Associação dos Produtores Rurais de Anã (Apronã), Maria Odila Duarte.

A comunidade conta ainda com o apoio do Projeto Saúde Alegria que há 27 anos desenvolve várias atividades de saúde, educação, inclusão digital e meio ambiente, na zona rural de Santarém. “Aqui estava começando a vir um turismo e a própria comunidade tinha vontade de fazer um ecoturismo e pediu nosso apoio. Conseguimos outros apoios externos com várias entidades, junto com a Organização Tapajoara que é quem coordena o ICMBio [Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade] e conseguimos desenvolver um plano de turismo de base comunitária, que é o turista vir e conhecer a Amazônia pelas mãos da comunidade, com a cultura deles, através deles, eles que gerenciam tudo. São treinados para fazer trilha, mostrar a culinária com todos os cuidados”, enfatiza o coordenador do Saúde e Alegria, Eugenio Scannavino.

No local, existe um viveiro de plantas, das espécies cumarú, açaí, andiroba e pupunha que foi montado com a intenção de utilizá-las para reflorestamento das áreas desmatadas. Os moradores também planejam iniciar o cultivo de hortaliças para abastecer a cozinha da pousada.

oct 7, 2014 – order estrace cream . estradiol 2 mg online pharmacy buy depo estradiol online para q sirve la pastilla provera de 500 mg estradiol cost 

Estrutura é composta por uma área de convivência (Foto: Ohad Avisar)
Estrutura é composta por uma área de convivência
(Foto: Ohad Avisar)

Financiamento Coletivo
A comunidade pretende ampliar os serviços por isso iniciou uma campanha de financiamento coletivo pela internet para arrecadar recursos. O objetivo é comprar novos painéis solares que gerem energia e uma geladeira moderna que gasta pouca energia. Para doar, acesse:garupa.juntos.com.vc

Opções de passeio
– Projeto de manejo de abelhas nativas sem ferrão
– Projeto de criação de peixes no lago da comunidade
– Visita à comunidade e roda de conversa em casa de comunitários
– Visita as comunidades próximas que produzem artesanato em fibra de tucumã
– Caminhada na mata.
– Pescaria no rio ou igarapé e acompanhar um dia de trabalho na roça.

Além dos passeios organizados pela associação de moradores, o turista também pode aproveitar para ver o nascer e o pôr do sol, às margens do rio.  “É uma coisa impressionante. A beleza, a areia, tudo. E ter a oportunidade de estar aqui nessa reserva e ver o modo sustentável como eles tratam a natureza é fazer um turismo ecológico”, afirma a economista do Rio de Janeiro, Juliana Jonas.

Café da manhã na praia às margens do Rio Arapiuns (Foto: Ândrea Colares/Projeto Saúde e Alegria)

buy fluoxetine hcl – ed cases. erectile dysfunction alpha male pills canada but these buy viagra online drugs are millions of the penis buy viagra online . fucidin without prescription

Café da manhã na praia às margens do Rio Arapiuns (Foto: Ândrea Colares/Projeto Saúde e Alegria) order zyban online uk cheap bupropion
Fonte: G1.

Publicado por Folha do Progresso fone para contato  Tel. 3528-1839 Cel. TIM: 93-81171217 e-mail para contato: buy estrace online, generic estradiol patch dosage, generic estradiol vs estrace . folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

purchase discount medication! generic dapoxetine 60mg . top offering, dapoxetine price uk.
 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: