O mistério por trás da morte do militar aposentado em motel de Manaus

image_pdfimage_print

Inicialmente, o caso foi registrado como mal súbito, porém, neste sábado (18), a Delegacia de Homicídios assumiu as investigações-| Foto: Imagem meramente ilustrativa

Manaus – A causa da morte de um militar aposentado da Aeronáutica, na tarde da última sexta-feira (17), deve ser investigada pela Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS), conforme apurou o Portal Em Tempo neste sábado (18). Inicialmente, as suspeitas da morte do idoso estavam relacionadas a mal súbito, conforme laudo preliminar de entrada no Instituto Médico Legal (IML).

O idoso de 63 anos, que era casado, morreu por volta das 14h, em um motel localizado na rua Sátiro Dias, bairro São Francisco, Zona Sul de Manaus.

Testemunhas, que não se identificaram, informaram que o militar e uma mulher (que não seria a esposa), com identidade desconhecida pela administração do estabelecimento, deram entrada no motel por volta das 13h. Cerca de 40 minutos depois, a recepção do estabelecimento recebeu uma ligação da mulher, que pedia desesperadamente por ajuda.

Nos bastidores, extraoficialmente, corre boatos de que o homem estaria acompanhado da filha, uma mulher de aproximadamente 40 anos. O Boletim de Ocorrência registrado da DEHS é de autoria de uma sobrinha do idoso, que também não teve a identidade revelada.

Em entrevista ao Portal Em Tempo, os funcionários contam que se dirigiram até o quarto, onde o casal se encontrava, prestaram os primeiros socorros e ligaram para o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu).

Ainda segundo informações das testemunhas, o socorro especializado chegou até o local em um tempo de aproximadamente dez minutos após o acionamento. Os socorristas ainda tentaram reanimar o homem, que não respondia aos procedimentos médicos e já não apresentava os sinais vitais.

Após constarem a morte, a equipe do Samu acionou apoio de servidores do IML para a remoção do corpo.

O caso, inicialmente, foi acompanhando por policiais militares da 1ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Neste sábado (18), conforme informou um escrivão lotado no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro Praça 14 de Janeiro, Zona Sul, o caso foi transferido para a Homicídios, que deve prosseguir com as investigações e adotar as medidas cabíveis – caso haja indícios de que o idoso tenha sido assassinado.

Não foi informado pela autoridade policial a identidade de quem estava com o idoso no quarto e os funcionários do motel também não se pronunciaram sobre a identidade da única pessoal a estar com o aposentado antes da morte.
Por: Carol Givone 18 de janeiro de 2020 – 16:01/Em Tempo
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: