Operação que investiga roubo de cargas prende suspeito em Marabá

image_pdfimage_print

Carga apreendida durante operação (Foto:Ascom Polícia Civil)

Polícia Civil também apreendeu munição e quantia em dinheiro; outros suspeitos de integrar esquema estão foragidos

Uma operação iniciada pela Polícia Civil em junho deste ano, para investigar constantes roubos de cargas nas estradas que ligam as cidades de Santarém, Belterra, Rurópolis, Itaituba, Placas e Uruará; resultou na prisão de um indivíduo que participou de pelo menos um dos quatro roubos em apuração.

Segundo informações divulgadas pela Polícia Civil neste domingo, a “Operação Carga Pesada” também resultou na possível localização de um mercado comercializando diversas bebidas alcoólicas que teriam sido roubadas.

Com as investigações em andamento, o indivíduo que teria participado de pelo menos um dos roubos foi preso preventivamente no dia 2 de setembro, em Marabá. Em interrogatório, o preso delatou o modo de operação do esquema criminoso.

Foi levantado ainda que diversas pessoas fazem parte do esquema, e são oriundos de Santarém, Uruará e Placas; além de um suspeito que reside no Maranhão.

De posse do mandado de prisão preventiva e de busca e apreensão, equipes da Polícia Civil se deslocaram até as localidades para os devidos cumprimentos, mas os alvos não foram localizados.

Durante as diligências foram localizados e apreendidos diversos materiais suspeitos de serem fruto do roubo ocorrido na BR-163. Cerca de 100 munições de diversos calibres e quantia em dinheiro também foram apreendidas.

As investigações seguem e contam com apoio de agentes das superintendências de Itaituba e Santarém.

Segundo balanço divulgado pela Polícia Civil, em 2020, a Delegacia de Belterra registrou quatro roubos dessa envergadura, sendo subtraído neles uma carga de cigarro avaliada em R$ 500 mil; uma carga de cerveja que, por circunstâncias alheias, não foi subtraído o cofre do caminhão; carga de gêneros alimentícios e bebidas alcoólicas avaliadas em R$ 30 mil, entre outras.

Ainda segundo a Polícia, o modo operacional das quadrilhas sempre é o mesmo: aproveitam que a BR-163 não tem sinal de internet e nem de telefonia, e executam roubos de cargas valiosas.

Por:Lucas Costa

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

Lucas Costa

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: