Os mitos e verdades na amamentação e doação de leite humano

image_pdfimage_print
Saiba o que é verdade ou apenas ficção na amamentação de bebês e na doação de leite

Amamentar contribui para o desenvolvimento físico, cognitivo e emocional do bebê, no entanto, mesmo com comprovação dos benefícios do leite materno e do aleitamento para mãe e bebê, existem alguns mitos que envolvem esse período.
“Informações equivocadas podem ser empecilhos para que as mães amamentam e doem”, explica Joice Vaz, diretora assistencial do Materno Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan (HMIB).
O HMIB, unidade do Governo do Pará e gerenciada pela Pró-Saúde, reuniu informações para esclarecer mães e familiares sobre alguns mitos e verdades relacionados a amamentação e enfatiza a importância da doação de leite humano.
nene
Os principais mitos e verdades
  • Mães podem produzir leite fraco?
É mito. O leite materno é rico em nutrientes e auxilia na digestão do bebê. Exatamente por isso a criança sente fome mais rápido. Toda mãe produz o leite essencial para a necessidade do seu filho.
  •  Devido a rachaduras na mama é preciso deixar de amamentar?
Outro mito. Caso tenha rachaduras na mama, é necessário que a mãe procure um médico. Deixar de amamentar não é recomendado, pois existe um risco grande de empedrar o leite. O HMIB orienta as mães com técnicas de correção da pega do bebê.
  • A criança tem hora para mamar?
Mais uma inverdade. Amamente sempre quando o bebê sentir vontade e na quantidade que o bebê quiser. A equipe do HMIB orienta à mãe quanto aos gestos que indicam que o bebê está com fome, como encostar o nariz no peito, fazer movimentos em busca do mamilo, colocar as mãos na boca e chorar, por exemplo.
  • Doar leite humano interfere no aleitamento materno?
De jeito nenhum! A doação não interfere na amamentação do bebê ou na produção do leite. Quanto mais a mãe estimular o peito, fazendo retirada de leite humano por técnica de ordenha para doação, mais ela produzirá.
  •  A alimentação da mãe interfere na amamentação?
Sim! O recomendado é que a mãe tenha uma alimentação saudável e equilibrada e consulte um nutricionista. Recomenda-se não ingerir bebida alcoólica, se alimentar em excesso e comer alimentos muito gordurosos. O consumo de água é importante, o ideal é uma quantidade maior que 2 litros por dia.
  •  O leite materno doado ao Banco de Leite é seguro?
Com certeza sim! O leite materno doado é coletado, tratado, pasteurizado no Banco de Leite Humano. Não há possibilidade de transmissão de doenças. O alimento pode ser congelado por até 15 dias, sem a perda de suas características e qualidade nutricional, para em seguida ser distribuído aos bebês que não podem mamar.
  •  Amamentação cruzada pode?
A primeira opção para a mulher que está com dificuldades de amamentar é buscar apoio junto a um profissional de saúde. Não é recomendada a amamentação cruzada, quando o bebê mama em outra mãe, devido a transmissão de doenças infecto-contagiosas.
  • Os benefícios do aleitamento materno continuam após o sexto mês de nascimento?
Sim! O indicado é que seja amamentação exclusiva até o sexto mês e, só depois, dar início a alimentação complementar. Mas o aleitamento pode ser mantido até a criança completar 2 anos ou mais.
  •  O psicológico da mãe interfere na amamentação e produção do leite?
É verdade. Amamentar vai além de oferecer a mama ao bebê. As emoções presentes na gestação e no pós parto como estresse, nervosismo, medo, insegurança, podem interferir no processo de produção do leite materno. O HMIB promove acolhimento psicológico, a saúde emocional da mãe é fundamental para a amamentação.
Referência para 11 municípios
Inaugurado no dia 21 de setembro de 2018, o Hospital Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan está localizado a 114 km distante da capital Belém. A unidade atende média e alta complexidades. O público-alvo são mulheres gestantes e recém-nascidos. Sua abrangência inclui 11 municípios do Baixo Tocantins e com atendimento 100% gratuito por meio do Sistema único de Saúde (SUS).
Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

Fotos: Ascom Pró-Saúde
Por:Adrielle Lopes – Analista de Comunicação Sênior
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/inep-seleciona-consultor-de-ensino-ead-saiba-como-participar/
error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: