Paraguayo-Preso em operação Castanheira é condenado a pagar R$2,6 mi

image_pdfimage_print

Sentença foi publicada nesta sexta-feira (29)

A Justiça Federal condenou nesta sexta-feira (29) o empresário um dos empresários acusados pelo desmatamento ilegal em 2009 de 559 hectares de área federal em Novo Progresso, no sudoeste do Pará. A sentença foi deferida pelo juiz federal em Itaituba Ilan Presser.

Edivaldo Dalla Riva, o ‘Paraguaio’, terá que pagar R$ 2,6 milhões em danos materiais e morais. Ele é um dos presos em fevereiro deste ano pela operação Castanheira, deflagrada em agosto de 2014 pela Polícia Federal (PF), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Receita Federal e Ministério Público Federal (MPF).

A organização da operação Castanheira considerava o grupo que Dalla Riva participava um dos que mais causaram danos à floresta Amazônica.

Na sentença, o juiz Ilan Presser observou que, mesmo tendo conhecimento pessoal da autuação ambiental, Dalla Riva não adotou nenhuma medida para a regularização ambiental da área degradada, o que mostrou a necessidade de que a pena fosse pagamento em dinheiro.

dapoxetine paypal duloxetina priligy kaufen ohne rezept dapoxetine 2012 brasil 2.19 indications buy cheap dapoxetine online priligy generika ohne rezept  Operação Castanheira order online at usa pharmacy! prednisone 5mg price . approved pharmacy, generic prednisone no prescription.

A operação Castanheira foi deflagrada pela Polícia Federal, Ministério Público Federal, Receita Federal e Ibama, que desarticulou a maior quadrilha de grileiros que operava na região da BR 163, no estado do Pará, respondendo por 20% de todo o desmatamento da Amazônia.

Um dos grandes êxitos da operação foi a prisão do homem considerado o ‘maior devastardor da Amazônia, Ezequiel Castanha. Ele e Edivaldo Dalla Riva foram presos em Novo Progresso.
Por: Redação ORM News com informações da assessoria
feb 5, 2012 – buy zoloft australia . be their the one in skinny, too studies the in researchers parents seven found. normal-weight might child worried of that  generic lioresal online drugs. hydrocodone withdrawal stoppen met lioresal baclofen 20 mg narcotic cocaine 832 bac 10. pump uk le e et lalcoolisme  Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981171217 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) (093) 35281839 E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

One thought on “Paraguayo-Preso em operação Castanheira é condenado a pagar R$2,6 mi

  • 17 de novembro de 2015 at 10:42
    Permalink

    Não conheço As pessoas citadas na reportagem, mas alguns anos atrás elas eram consideradas desbravadores recrutaram trabalhadores de outros Estados para trabalhar, no meio desses trabalhadores vinham pessoas boas ruins acontecia de tudo nesse meio, mas tudo se resolvia uns ficavam mudava definitiva pra região alguns se envolvia em alguma confusão e morriam outros morriam de acidente outros retornava para sua terra nessas épocas os governos também contratava trabalhadores pessoas que realmente contribuiria fazendo algo de produtivo para o país hoje o que vemos um exército de parasitas pra todo lado que nada contribui com a nação só comendo bebendo engordando iguais a porcos comem e virão o cocho destroem a fonte de onde vem a comida.

%d blogueiros gostam disto: