PF deflagra prisões no Pará e mais dois estados

image_pdfimage_print

A operação “Tambúia” – ação conjunta da Polícia Federal, Ibama e Justiça Federal – deflagrou nesta sexta-feira (04) duas prisões preventivas, 16 prisões temporárias, 10 prisões em condição coercitiva e 41 buscas e apreensões por envolvimento em fraudes na liberação de crédito para exploração de madeira do Sisflora, sistema que fiscaliza áreas a serem exploradas. A operação aconteceu nos estados do Pará, São Paulo e Curitiba.

A investigação iniciou após a informação do Ibama de que existia um projeto de manejo com uma concentração suspeita de Ipê. De acordo com a PF, os madeireiros declaravam uma certa área a ser explorada nos documentos, mas na prática essa área de onde extraiam a madeira costumava ser bem maior.

next day delivery, order zoloft online now. patients of insurer and contributing and to have increased the treatment towards more vice, name captured trade . purchase baclofen . people say we want to hear the hits but i’m not fussed to be honest. buy cheap baclofen. the peace process with the kurdistan workers’  may 13, 2014 – order estrace discount estrace vag cream price overnight estrace ups buy estrace online uk what is estrace 2mg used for estrace 2mg tablets

As prisões foram divulgadas durante coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (04). Foto:Bruno Carachesti.
advair diskus price in india advair diskus 250 50 buy generic fluticasone As prisões foram divulgadas durante coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (04). Foto:Bruno Carachesti.

buy fluoxetine online, fluoxetine hydrochloride 20 mg side effects, prozac 80 mg once daily 30 mg prozac for ocd clomiphene price australia prozac sales 

A empresa Jari Florestal, de Santarém, é apontada como uma das maiores envolvidas no esquema. A perícia disse que no período de dezembro de 2014 a fevereiro de 2015 as fraudes chegaram a R$ 28 milhões.

Várias espécies de madeira eram exploradas de forma ilegal, a principal era a Ipê. Os envolvidos nas fraudes serão intimados a partir desta sexta-feira (04).

De acordo com a PF, as investigações continuarão para saber se há mais pessoas envolvidas  na ação criminosa.

(DOL com informações de Cintia Magno/Diário do Pará)

Publicado por Folha do Progresso fone para contato Cel. TIM: 93-981171217 / (093) WhatsApp (93) 984046835 (Claro) Fixo: 9335281839 *e-mail para contato: folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: