PF investiga fraude no pagamento de professores indígenas no Pará

image_pdfimage_print

Operação investiga fraudes no pagamento de professores indígenas.
PF acredita que eles recebiam salários menores do que previsto no Fundeb.

A Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão na Prefeitura e na Secretaria de Educação do município de Brejo Grande do Araguaia, no sudeste do Pará, nesta quinta-feira (16). A operação investiga fraudes no pagamento de professores indígenas da aldeia Suruí.

A suspeita da PF é que os índios recebiam salários menores do que a remuneração prevista nas verbas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Se os suspeitos de se apropriarem do dinheiro forem condenados, podem cumprir até 12 anos de prisão.

Fonte: G1 PA.
“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: