Polícia investiga 14 casos de atentado contra candidatos nas Eleições 2020 no Pará

image_pdfimage_print

Segundo o Delegado-Geral Walter Resende, foi criada uma comissão especial de segurança para apurar os casos. – (Foto:Reprodução)

A Polícia Civil informou que investiga 14 casos de atentados contra políticos durante a campanha eleitoral no Pará em 2020. Segundo o Delegado-Geral da Polícia, Walter Resende, foi criada uma comissão especial de segurança para apurar os casos. Ele afirma que o principal desafio é saber se os atentados tiveram origem política, ou se os crimes foram simulados.

“Hoje, um fato como esses, pode se tornar um fato político. Muitos políticos criam atentados, se fazendo de vítima, para conseguir votos. Outros elaboram um atentado mentiroso para acusar adversários políticos”, afirma o Delegado-Geral.

Segundo ele, o caso mais complexo é o atentado que originou a morte do candidato a prefeitura de Dom Eliseu, Adriano Magalhães (SD). O crime ocorreu no dia 8 de outubro na BR-010, no sudeste do Pará.

Apesar de poucas evidência, a Polícia informou que o caso pode ter relação com outros dois homicídios, um deles no estado do Maranhão.

Por: G1 PA — Belém

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: