Polícia investiga suposta tentativa de sequestro de criança.

image_pdfimage_print

Mulher não foi localizada no Facebook. Polícia ainda não tem registros do suposto caso
Na imagem compartilhada várias vezes por usuários do Facebook que seria de Débora Pereira, moradora de Ananindeua, está o relato de uma mulher em pânico com a possibilidade de ter sua filha sequestrada em  uma parada de ônibus localizada na frente de um shopping na Doca de Souza Franco no último sábado (3).
No relato de Débora, que não foi encontrada no Facebook pela reportagem do Portal ORM News, ela conta que estava em uma parada de ônibus na frente do shopping e que um homem alto, moreno e de cabelos pretos, tentou agarrar a filha dela, Helena, e levar para dentro de um carro branco. Ainda segundo o relato, a ação não foi concretizada porque ela teria agarrado a filha e teve a ajuda de um vendedor de bombons que estava na parada de ônibus. Na postagem a mulher pede ainda que os pais fiquem alertas em relação a segurança dos filhos.
‘Fiquei completamente horrorizada com esta história. Todos os pais da escola da minha filha estão assustados. E se for verdade? Nossos filhos nem poderão brincar nas ruas mais? Tem que investigar isso sim. E se for mentira que essa pessoa seja encontrada e punida, pois está causando pânico’, desabafou a dona de casa Cristiane Silva, que recebeu a mensagem via WhatsApp esta semana.
Procurada pela reportagem do Portal ORM News, a Polícia Civil informou que não há nenhum registro nos sistemas sobre o caso. Todavia, um investigador da Seccional do Comério foi enviado até o ponto de ônibus onde teria acontecido o fato para tentar encontrar o vendedor de bombons. A Polícia Civil também disse que fez uma busca e que não encontrou o perfil de Débora Pereira no Facebook.

Veja a nota da Polícia Civil na íntegra:

A Polícia Civil esclarece que não procedem as postagens nas redes sociais sobre uma quadrilha que estaria praticando sequestro de crianças para tráfico de órgãos, em Belém. Não existem no banco de dados do sistema de ocorrências policiais quaisquer boletins de ocorrência registrados sobre desaparecimentos de crianças neste sentido, em Belém.
Informamos que já foi verificado junto ao Serviço de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes (Silcade), da Polícia Civil. Da mesma forma, não existe qualquer investigação em andamento sobre a atuação de um casal, em Belém, como os responsáveis pelo suposto sequestro de crianças. Essa postagem também é falsa.
Trata-se de um boato que começou a circular, ano passado,em várias cidades brasileiras, e que viralizou nas redes sociais como se tivesse ocorrendo agora em Belém. Reforçamos que a Polícia Civil está acompanhando as postagens falsas que circulam nas redes sociais e que as pessoas não devem compartilhar esse tipo de mensagem, pois tem a única finalidade de gerar medo na população.

ORMNEWS

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: