Policial preso em operação contra roubo de gado em MT é investigado pela Corregedoria da PM

image_pdfimage_print

Corregedoria da Polícia Militar em Cuiabá. — Foto: PM-MT
Ainda segundo a Polícia Militar, como ele não estava no exercício da função militar, responderá pelo crime também na Justiça comum.

O cabo da Polícia Militar Lorran Burin Dantas, preso nessa quinta-feira (20) durante uma operação deflagrada pela Polícia Civil contra uma quadrilha suspeita de envolvimento em crimes de roubos, furtos e receptação de gado em propriedades rurais da região metropolitana e interior do estado, deve ser investigado pela Corregedoria da PM.

“A Corregedoria Geral da Polícia Militar informa que na manhã dessa quinta-feira (20), uma equipe desta instituição correcional acompanhou a Polícia Judiciária Civil no cumprimento do mandado de prisão preventiva em desfavor do policial militar. Informa ainda, que aguarda documentos e informações complementares da Polícia Civil para instauração de procedimento interno para apurar a conduta do militar”, diz nota encaminhada pela PM.

Ainda segundo a Polícia Militar, como ele não estava no exercício da função militar, responderá pelo crime também na Justiça comum.

Conforme os levantamentos, a atuação da organização criminosa já causou prejuízo de mais de R$ 3 milhões para as vítimas.Foram mais de 2 mil animais furtados.

Os mandados referentes a crimes de organização criminosa, roubo majorado e furto qualificado são cumpridos nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Nossa Senhora do Livramento, Acorizal, Jangada, Barra do Bugres e Nova Mutum.

Para praticar os crimes, o grupo rendia os moradores e funcionários, os mantendo em cárcere privado até realizarem a subtração dos animais, deixando a propriedade somente após o gado ser desembarcado no local em que ficaria escondido.

Atuação da organização criminosa já causou prejuízo de mais de R$ 3 milhões para as vítimas. Em alguns casos, segundo a polícia, os criminosos permaneceram mais de dois dias na propriedade, obrigando funcionários a preparar as refeições para eles. Durante as ações criminosas, eles também aproveitavam para subtrair tratores e equipamentos da propriedade.

Por G1 MT
21/08/2020 16h44
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com e/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: